Poupança dos portugueses em níveis preocupantes

A taxa de poupança dos portugueses encontra-se entre as mais baixas da Zona Euro. Os números são cada vez mais preocupantes.

Poupança dos portugueses em níveis preocupantes
Porquinhos estão mais magros.

A taxa de poupança dos portugueses está entre as mais baixas da Zona Euro, tendo caído mais de 8% na última década. Neste momento, mais de 40% das famílias portuguesas não tem poupança. São estas as conclusões de um estudo da Universidade do Minho denominado "A poupança e o financiamento da economia".

A taxa média de poupança dos portugueses tem vindo a diminuir praticamente todos os anos, com o consumo das famílias a crescer mais do que o rendimento. Para além disso, mais de 40% das famílias não possuem qualquer poupança, que se mantém concentrada na mão dos portugueses com maiores rendimentos.

Apenas a Grécia regista uma taxa mais baixa do que Portugal. Entre 1995 e 2015, a taxa de poupança dos portugueses caiu de 12,5% para 4,2% sendo que o Credito à Habitação representa cerca de 80% do total de endividamento concentrado das famílias.

Fernando Alexandre, um dos responsáveis do estudo, sublinhou que os portugueses ainda não interiorizaram a necessidade de poupar, nomeadamente para a reforma, nem parecem estar conscientes de como os problemas do Estado-social podem afetar a sua vida no futuro. Já a tendência descendente da curva da poupança em Portugal foi justificada, pelo responsável, com a "facilidade de acesso ao crédito".


Veja também: