Quer receber a melhor informação sobre impostos ?

Inscreva-se já e receba todas as dicas e notícias atualizadas ao minuto.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

Recibos Verdes: Notificados pela Segurança Social

A Segurança Social aperta o cerco aos devedores e chama-os para efectuarem o pagamento de dívidas. Tratam-se de contribuintes com dívidas superiores a 4.000 euros, dívida que pode ser paga em prestações e que abrange mais de 20 mil trabalhadores independentes. São quase 200 mil os recibos verdes que vão ser notificados.

Recibos Verdes: Notificados pela Segurança Social

De acordo com informação do Ministério da Segurança Social, o valor total em dívida é de cerca de 170 milhões de euros e portanto, ainda neste mês de Fevereiro, mais de 20 mil trabalhadores independentes com dívidas superiores a 4 mil euros serão chamados a fazer o pagamento voluntário da dívida.

Os devedores encontram-se principalmente nos distritos de Lisboa, Porto, Aveiro e Setúbal.
Esta é apenas uma acção que está na ordem de trabalhos da Segurança Social para este ano de 2011, a qual pretende desenvolver acções massivas de participação de dívidas de trabalhadores independentes.

Os trabalhadores independentes terão a possibilidade de pagar num prazo de 30 dias ou até 120 prestações. Depois de serem notificados os trabalhadores a recibos verdes vão ter 10 dias úteis para reclamar, isto é, o trabalhador pode esclarecer a sua situação na secção de processo do IGFSS - Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, de forma a requerer a anulação parcial ou total da dívida. Note-se que são quase 200 mil os recibos verdes que vão ser notificados.

Uma vez que a Segurança Social identificou 64 mil pessoas que apresentam rendimentos ao Fisco mas não estão enquadradas na Segurança Social, estas notificações destinam-se quer para uns quer para os outros, com vista à regularização da situação.
 
Será na primeira quinzena de Março que se iniciará o processo de notificação, incidindo faseadamente em dois universos de trabalhadores independentes.

Espera-se que nas próximas semanas se intensifique a pressão sobre os trabalhadores independentes, sobre os quais serão desenvolvidas mais acções destas de cobrança de dívidas.