Rendas de casa sem aumentos até 2022

O período de congelamento das rendas de casa foi alargado mais cinco anos mas há quem discorde da medida do PS e do Bloco de Esquerda.

Rendas de casa sem aumentos até 2022
Governo decidiu prolongar a medida até 2022.

A ideia é continuar a proteger os inquilinos com mais de 65 anos de idade, portadores de deficiências graves e lojas com interesse cultural e histórico.


Rendas de casa congeladas

PS e Bloco de esquerda chegaram a acordo para alargar o período de congelamento das rendas por mais cinco anos para proteger os inquilinos em situações mais sensíveis e complicadas, mas a explicação não convence os proprietários, que acreditam que o congelamento das rendas vai acabar com mercado de arrendamento. 

Menezes Leitão, da Associação Lisboense de Proprietários, afirma que já “existe um decreto-lei de 2015 que garante aos inquilinos como obrigação do Estado o pagamento de um subsídio que cobra toda a diferença entre a renda que o senhorio poderia pedir findo o período transitório e a renda que eles efetivamente pagam”, justificando assim a sua posição oposta ao Governo.


Veja também: