Segunda hipoteca?

O Banco de Portugal defende que as familias que tenham mais dificuldades em pagar o seu crédito da casa, possam sob o cumprimento de determinadas condições, recorrer a uma segunda hipoteca. Além disso, acredita que existe a necessidade de uma “intervenção legislativa directa”.

Segunda hipoteca?

O Banco de Portugal mostrou exemplos de economias em que se tornou banal a entrega de casas para saldar dívidas aos bancos, como foi o caso da Colômbia ou a Hungria, em que as consequências foram desastrosas, já que houve fortes pressões na economia e no sistema financeiro

O regulador defende uma intervenção legislativa mas com alguns cuidados, de forma a evitar soluções que possam levar a banca a acumular imensos imóveis, devido a dações por incumprimento no crédito habitação. Ora, tal leva a um grande aumento na oferta e a uma consequente redução dos preços do imobiliário, o que é negativo para a riqueza acumulada pelas famílias.

Tendo em conta o aumento do incumprimento no crédito para a compra de casa, estão em discussão na Assembleia da República (AR) novas medidas legislativas e a maior parte dos partidos defende que seja reforçada a dação em cumprimento.

Para o BdP, a entrega da casa ao banco para saldar a divida deveria ser uma solução de último recurso, de forma a evitar efeitos devastadores na nossa economia.