AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Segurança Social tira apoio aos desempregados

Os dados da Segurança Social não são animadores para milhares de desempregados que ficaram sem prestações no mês de abril.

Segurança Social tira apoio aos desempregados
Muitos desempregados ficaram sem prestações no mês de abril

Já foram atribuídas as prestastes sociais referentes ao mês de abril e, segundo notícia avançada, o Estado português deixou de fora cerca de 373 mil desempregados. Isto significa que foram atribuídas apenas 242 mil prestações, menos 7668 do que no mês de março.

Segundo os dados que estão disponíveis no site oficial da Segurança Social, em abril existiam "242.169 beneficiários de prestações de desemprego, menos 7.668 pessoas do que em março e o equivalente a 39% do último número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (estimativas provisórias de março)”.

O Instituto Nacional de Estatística assegurou que, relativamente ao mês de março, foram contabilizados cerca de “615,2 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 12,1% (uma descida de 0,1 pontos percentuais face a fevereiro)”.

As atribuições entre género são equilibradas, sendo que “119.405 referem-se a mulheres e as restantes 122.764 dizem respeito a homens”.

Ao falarmos em atribuições destas prestações, estamos a referir que estão incluídos o subsídio de desemprego, o subsídio social de desemprego inicial, o subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego. Estas prestações atingiram o valor médio de “450,47 euros, face aos 455,34 euros registados um ano antes”.
Torne o seu Curriculum mais forte e saia do Desemprego em pouco tempo >>
Veja também: