Spreads nos 3%

Comprar casa está cada vez mais caro para quem precisa de recorrer ao financiamento bancário.Tal deve-se principalmente às margens que os bancos exigem para o empréstimo, ou seja, o spread minimo que actualmente já vai nos 3% em algumas instituições e a tendência é para aumentar.

Spreads nos 3%

Recorde-se que no inicio do ano 2010, ainda se conseguia encontrar spreads abaixo de 1%, no entanto agora, só uma instituição bancária oferece um spread abaixo de 2%.

Na maior parte dos bancos, o spread minimo fica acima dos 3%, sendo o BES, o banco que cobra a margem mais elevada - 4%.

O que há uns meses atrás eram as taxas altas - 3,75%, correspondem hoje em dia às margens mais baixas dos bancos, o que faz com que comprar casa seja cada vez mais dificil e caro.

Esta realidade explica-se pelo facto dos bancos nacionais já não terem acesso aos mercados de crédito, devido ao elevado risco associado ao nosso país, o que faz com que os bancos tenham mais custos para se financiarem, reflectindo-se em requisitos mais exigentes na altura de conceder empréstimo, nomeadamente, através do spread.

Este crescimento das margens vai-se manter em 2012, sendo que alguns bancos já actualizaram as suas margens, sendo a minima de 3,5% e a máxima de 5,9%. A tendência de aumento vai continuar tanto pelo custo do capital, isto é, o aumento do custo de financiamento dos bancos mas também porque foram exigidos rácios de capital mais elevados.