“Surpresa”: a curta sobre o cancro infantil

Mãe e filha falam sobre o cancro e Paulo Patrício animou a conversa. O impacto foi tão grande que venceu o prémio do público na competição nacional.

“Surpresa”: a curta sobre o cancro infantil
“Surpresa” viu a luz do dia no Curtas Vila do Conde

No ano em que o Curtas Vila do Conde celebra o seu 25º aniversário, “Surpresa” é uma bela prenda. A curta-metragem sobre o cancro infantil de Paulo Patrício estreou-se no festival e venceu o prémio do público na competição nacional.

Falar do cancro com quatro anos? É possível e bonito

“Quando ouvi um pedaço da conversa entre mãe e filha percebi que estava ali uma história. Do princípio ao fim”, diz o realizador ao P3. Alice, a filha, foi diagnosticada com cancro no rim. A conversa foi registada em 2011 – quando Alice tinha apenas quatro anos – mas só passados uns anos Paulo a encontrou e decidiu fazer algo com ela.

A ideia “não foi fazer um filme sobre a Alice, mas sim sobre meninos e meninas que estão nas mesmas circunstâncias”.

A animação ficou a cargo da Animais e o trabalho só foi mostrado à criança depois de finalizado. Quanto à curta-metragem em si, só vendo. As questões e as dúvidas sucedem-se ao som da música de Yasuaki Shimizu & Saxophonettes.

Se ficou curioso com o trabalho do realizador e ilustrador, saiba que o próximo projeto já arrancou. “O teu nome é” é um trabalho sobre a violência transgénero e sobre o caso Gisberta.

Veja também: