Espetáculos de teatro, música e dança nas ruas da cidade do Porto

A ESMAE vai tornar a cidade do Porto, de 7 a 15 de julho, num palco com 28 espetáculos de teatro, música e dança, anunciou a organização.

Espetáculos de teatro, música e dança nas ruas da cidade do Porto
Espetáculo de encerramento será na Estação de S. Bento, a 15 de julho

“A cidade do Porto vai transformar-se num palco com 28 espetáculos de teatro, música e dança“, lê-se no comunicado.

O evento dá-se no âmbito do Festival Semana das Escolas de Teatro (SET), que decorre de 7 a 15 de julho e é liderado pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), conta com espetáculos criados por alunos e professores de escolas superiores e secundárias nacionais com cursos de teatro mas também de escolas da Galiza e do Brasil.

Os alunos contam com uma residência artística, “um momento único no panorama do ensino de teatro em Portugal”, que os vai acolher “num grupo de criação”, de 3 a 15 de julho, onde três alunos de cada uma das 15 escolas participantes vão preparar uma peça, como espetáculo de encerramento do festival, com o tema das “migrações” e da contaminação turística.

“A residência torna-se assim um ponto de partida para o pensamento do ensino artístico que tem por base a aquisição de conhecimentos e a aprendizagem partilhada” e “pretende implementar uma série de objetivos culturais, artísticos e pedagógicos, fomentando a união, discussão e reflexão de temáticas ligadas ao ensino artístico e à prática teatral atual”, lê-se no comunicado.

O tema surge da “situação radical que o Porto está a sofrer”, disse o professor Pedro Leitão coordenador do evento.

O espetáculo começa no dia 15 de julho, por volta das 19:00, passando por vários locais da cidade do Porto, a partir da Estação de S. Bento, seguindo por Praça das Cardosas, Rua das Flores, Largo de São Domingos, Praça do Infante e Ribeira, e conta com uma duração de aproximadamente uma hora e por cada local ao longo da representação “somam-se argumento e novas personagens”.

O projeto conta com encenação de Graeme Pulleyn, ator e encenador inglês.

Veja também: