Simulador de Crédito - Milhares de Portugueses já experimentaram!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

SIMULAR

Telemóvel - Um bem essencial?

De acordo com estudo do Observatório Cetelem, 16% dos consumidores afirmaram no inquérito que pretendem comprar um telemóvel nos próximos meses. No fundo, o inquérito mostrou que os portugueses não estão dispostos a comprar bens que impliquem grande investimento.

Telemóvel - Um bem essencial?

Mesmo com a crise, os telemóveis continuam no topo da lista para as próximas compras dos portugueses. Foi o que revelou o inquérito efectuado pelo Cetelem a 600 indivíduos de Portugal Continental, de ambos os sexos, dos 18 aos 65 anos, entre 27 e 29 de Junho de 2011.

Quase parece ser um bem essencial, tendo em conta que 16% dos consumidores intencionam adquirir um telemóvel nos próximos meses. No entanto, se compararmos com os resultados obtidos no ano passado, em que a taxa foi de 21%, percebemos que os tempos de contenção que se vivem, refreiam de alguma forma, o consumo.

Na opinião da responsável pelo Observador Cetelem, Conceição Caldeira Silva, a preferência pelos telemóveis está relacionada com o regresso de férias e portanto, regresso ao trabalho/aulas.

22% dos consumidores afirmaram que as viagens e o lazer constam na sua lista de prioridades. Já compras que impliquem um grande investimento, como a compra de casa, de automóvel, já fazem parte da lista das compras menos prováveis.

A propósito da compra de casa, verifica-se que os bancos têm vindo a diminuir o valor da avaliação das casas, o que dificulta o acesso ao crédito habitação, que já está cada vez mais restrito.