Tesla não atinge novamente os objetivos delineados

A empresa norte americana Tesla Motors falha uma vez mais na quantidade de entregas de veículos pelo terceiro trimestre consecutivo.

Tesla não atinge novamente os objetivos delineados
Mas a fabricante está optimista.

Mais um trimestre passou e a Tesla voltou a desapontar. A fabricante de carros elétricos já fez o seu mea culpa e chegou à conclusão que os seus fracassos se devem essencialmente ao seu excesso de confiança e ambição desmedida.

Uma das principais dificuldades está em dar conta da produção do modelo desportivo Model X. Um carro recentemente colocado no mercado.

Os dados que o Financial Times lança são inequívocos. A Tesla apresenta entre abril e julho 14.370 veículos. Números mais baixos aos 14.810 conseguidos nos primeiros três meses do ano. Mas o ponto mais preocupante vai para a longa distância que separa esses valores dos 17 mil pretendidos.

Um dado desmotivador. Mas um dado ultrapassável. E a fabricante já deu sinais de otimismo aos seus investidores. Esclareceu em comunicado que” com a continuação do aumento da produtividade espera elevar a produção para 2.200 veículos por semana no terceiro trimestre e para 2.400 por semana nos últimos meses deste ano. A empresa prevê entregar 50 mil veículos no segundo semestre, um valor que elevaria as entregas totais do ano para 79.200.” 

Mas existem mais motivos para ter esperança. A Tesla no último mês conseguiu aumentar bastante a sua produtividade. Foram fabricados nessas últimas quatro semanas quase metade dos carros daqueles que foram produzidos nos meses anteriores relativos ao mesmo período de tempo. Demonstrações claras de melhorias na gestão de empresa que tranquilizam todos aqueles que lá investiram o seu dinheiro.

A Tesla é ainda noticia por ser alvo de investigações policiais pela morte de um condutor que viajava ao volante de um Tesla X e também por ter intenção de comprar a empresa SolarCity. Uma empresa de energia solar cujo patrão é o próprio presidente da fábrica.

A empresa deve então acautelar-se para que o seu bom nome seja preservado.


Veja também: