PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Vacina BCG apenas para crianças de grupos de risco

No novo Programa Nacional de Vacinação, a vacina BCG deixa de ser obrigatória e será dada apenas a crianças de grupos de risco.

Vacina BCG apenas para crianças de grupos de risco
O novo Programa Nacional de Vacinação entra em vigor no próximo ano

A vacina BCG (contra a tuberculose), que até agora era administrada à nascença a todas as crianças, vai deixar de fazer parte do Programa Nacional de Vacinação (PNV).

O novo PNV entra em vigor a 1 de janeiro de 2017 e a partir dessa data, apenas as crianças que pertencem a grupo de risco serão vacinadas. 

A notícia foi avançada aquando da apresentação do PNV, que decorreu no dia 20 de Junho, na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, e que contou com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e do diretor-geral da Saúde, Francisco George. 

Uma das grandes novidades da sessão foi o fim da vacinação universal com a BCG contra a tuberculose. Esta é apenas uma de várias alterações que resulta de uma revisão do PNV, iniciada em 2013.  

A medida agora anunciada estabelece que, a partir do próximo ano, apenas serão vacinadas com a BCG as crianças que pertencem a famílias com risco acrescido para a tuberculose ou as que vivem numa determinada região, com uma taxa da doença superior à do país (como nos distritos de Lisboa e Porto), conforme explicou a subdiretora-geral da Saúde, Graça Freitas, que coordena o Programa Nacional de Vacinação.

A decisão surge na sequência da diminuição dos novos casos da doença em Portugal, que na ausência de perigos como “elevada incidência, difícil acesso da população ao diagnóstico, tratamento e medicação preventiva” tornou desnecessária a imunização de todos os recém-nascidos, avançaram os especialistas na sessão de apresentação do PNV. 

Ainda assim, as crianças nascidas durante 2016 ainda vão ter administrada a vacina BCG. 

Veja também: