5 coberturas para “quitar” o seu seguro automóvel

Tudo o que precisa saber para contratar aquelas coberturas que o podem proteger em caso de acidentes improváveis.

5 coberturas para “quitar” o seu seguro automóvel
Os riscos que os “seguros contra todos os riscos” não cobrem

 expressão "contra todos os riscos" é enganadora. O termo correcto é "Danos Próprios" sendo que ter um seguro de “Danos Próprios” não cobre todos os riscos. Saiba que coberturas extra tem que contratar para se proteger dos acidentes (ou incidentes) menos prováveis. Mas como diz o povo: não acontece só aos outros. E da maneira que isto anda....os tsunamis já não são só do outro lado do mundo e os terroristas sabem onde é que Portugal fica no mapa. Até os seus animais (cães e gatos) podem ser protegidos em caso de acidente...não se esqueça é de lhes pôr o cinto de segurança. Sim, ao seu cão. Senão o seguro não cobre.


Esta cobertura, disponível num dos packs de Danos Próprios da Allianz, permite-lhe circular tranquilamente, com a certeza que se por um acaso lhe cair um avião em cima do seu carro, pode accionar esta cobertura e ver todos os prejuízos materiais causados pelo acidente cobertos pela seguradora. Destaque para a cobertura poder ser accionada em caso de acidente ou acto de terrorismo, com o automóvel parado ou em circulação.


Não seria a primeira vez que um carro é abalroado por uma onda ou literalmente sugado pela terra em casos de desabamento. Esta cobertura – disponível em vários packs e companhias de seguros – cobre os danos causados pelas acções da Mãe Natureza. No caso da Seguro Directo cobre mesmo que o seu carro esteja estacionado no areal em frente ao mar em noite de tempestade... só não cobre, se estiver assinalado o perigo eminente de um fenómeno natural. 


Nada de surpreendente, mas mesmo assim muito desagradável: chegar ao carro de manhã e ver que ao longo da lateral, um interminável risco embeleza a pintura do seu veículo. Menos mal se tiver contratado esta cobertura: chega ao carro, vê o risco, telefona à sua seguradora a explicar o sucedido, preenche a declaração amigável e pode ir tranquilamente seguir viagem com a certeza que o seguro vai lhe pagar os danos causados. Pelo menos é assim que funciona na Seguro Directo. Uma curiosidade, no caso da Ipronto, a cobertura equivalente inclui “sabotagem”.


Uma cobertura a pensar nos que vivem em grandes cidades, mais propícias a manifestações ou reboliços de maior escala. Na Generali esta opção de Danos Próprios garante que em caso de greves, lock-outs e outros distúrbios no trabalho, possa accionar esta cobertura para que lhe sejam compensados os prejuízos causados na sua viatura. Cabem também nesta cobertura, tumultos, motins e outras alterações da ordem pública. Basta ter o carro lá no meio....e provar que lá estava no momento dos distúrbios.


Se tem um cão ou gato, certamente já pegou no seu animal de estimação para ir dar um passeio. A pensar nos acidentes que possam envolver veículos que transportem animais, a Tranquilidade garante o pagamentos das despesas de tratamento do seu animal, decorrente dos ferimentos causados no acidente. Importante saber também que esta cobertura não inclui indemnização por morte ou invalidez do animal e lembre-se: se for um animal de pequeno porte, tem que o transportar em casota própria; se for um animal de grande porte, a cobertura só vai ser válida se o animal estiver com cinto de segurança.


  • Seguro automóvel: 5 erros comuns a evitar
  • Que tipo de seguro cobre avarias?
  • 5 mitos sobre o seguro automóvel
  • Guia do Seguro Automóvel