Publicidade:

Adamastor: o carro português que está a dar que falar

Já ouviu falar no Adamastor? Contamos o que já se sabe sobre este modelo que, de acordo com os construtores, é totalmente personalizável.

Adamastor: o carro português que está a dar que falar
Modelo totalmente personalizável ao gosto do cliente

Já conhece Adamastor, um carro português de cariz desportivo, que está a ser desenvolvido pela CircleRoad? O nome de código é P003RL, chega do Porto, e vai contar com carroçaria de material composto, uma estrutura de baixo peso (para ajudar a atingir performances de topo) e chassis tubular.

As primeiras imagens surgiram em junho de 2017 e despertaram a atenção dos amantes da velocidade. O Adamastor foi pensado para circular nas pistas, ainda assim não chega “despido” de alguns luxos a bordo.

Este projeto nortenho, que surgiu em 2012, também pode circular em estrada, e isso explica-se pelo nome de código, já que o P003 é uma alusão à terceira geração deste protótipo, enquanto a sigla RL significa Road Legal, que permite ao Adamastor circular nas vias públicas.

Adamastor: o que já sabemos

adamastor-carro-portuguesFonte: Adamastor

Ainda não sabemos muito sobre este modelo. No habitáculo do Adamastor combina-se funcionalidade e conforto, com acabamentos em pele e fibra de carbono.

Ainda assim, o segredo está na personalização. De acordo com os representantes da marca portuguesa, o cliente poderá personalizar totalmente o veículo. E essa personalização inclui a motorização. Estão disponíveis várias versões com motores de quatro cilindros em linha a seis cilindros em V com uma cilindrada suportada entre os 2.0 e os 3.5 litros.

Quando às opções de caixa, escolhas não faltam: manual, semiautomática ou sequencial.

Quer comprar o Adamastor? Pode não ser assim tão simples

Para os interessados, a marca portuguesa (que se inspirou na figura mítica greco-romana que se cruzou com Vasco da Gama na época dos Descobrimentos) já disse que para comprar o Adamastor, o cliente tem de efetuar um “teste em pista”. Isto para permitir avaliar a “perícia e destreza na condução” para que o proprietário de um Adamastor não seja somente mais uma pessoa que comprou um carro desportivo, mas sim “uma pessoa que é reconhecida pela mestria na condução do mesmo”.

Quanto a preços, não há um valor definido. Os representantes da marcam já explicaram que “cada automóvel será co-criado com o cliente” e que “dada a multiplicidade de alterações que a marca permite”, é “muito difícil” quantificar o valor do Adamastor.

Ficou curioso? Conheça melhor o desportivo português no site oficial do Adamastor.

Veja também: