Publicidade:

Álbuns que os críticos odeiam, mas o público adora

Sabe aquela música que adora e não lhe sai do ouvido? Provavelmente, está incluída num dos álbuns que os críticos odeiam. Quer conferir?

Álbuns que os críticos odeiam, mas o público adora
Verdadeiros hits musicais

Michael Jackson, Duran Duran, Roger Waters, Blink 182… Todos estes artistas tiveram momentos de glória. Alguns durante mais tempo, outros durante menos, mas a verdade é que as suas músicas ficam no ouvido e é difícil que saiam. Pois bem, estes são alguns dos autores de álbuns que os críticos odeiam, apesar de haver um mar de gente com a opinião contrária. Venha conhecê-los connosco.

10 álbuns que os críticos odeiam e que o vão surpreender


Enya — “A Day Without Rain” (2000)

Enya é uma artista inconfundível pelas suas músicas apaziguantes e relaxantes. No entanto, é autora de um dos álbuns que os críticos odeiam: é de 2000 e eles consideram-no “simplesmente inaceitável”. Já a aceitação do público é bem diferente e mais positiva.

Pontuação dos críticos: 41/100
Pontuação do público em geral: 8.5/10

Matchbox Twenty — “More Than You Think You Are” (2002)

Os Matchbox Twenty não precisam de apresentações e a maioria dos seus álbuns representam sucessos comerciais. O que a crítica refere é que o seu álbum de 2002 é demasiadamente comercial e que a produção deixa um pouco a desejar. Já o público classificou com excelente ranking.

Pontuação dos críticos: 50/100
Pontuação do público em geral: 8.7/10

Korn — “Take A Look In The Mirror” (2003)

Os Korn tiveram no final da década de 90, início de 00 um sucesso brutal junto do público mais “rockeiro”. Os seus álbuns foram verdadeiros hits e as músicas atingiram todas as tabelas. “Take a look in the mirror“, apesar de muito apreciado pelos fãs, é um dos álbuns que os críticos odeiam.

Pontuação dos críticos: 49/100
Pontuação do público em geral: 8.3/10

Def Leppard — “Songs from the Sparkle Lounge” (2008)

É difícil igualar o talento dos Def Leppard. Esta banda de puro rock foi extremamente criticada pelos críticos no seu álbum de 2008 – “Songs from the Sparkle Lounge”. “Falta de trechos memoráveis” é a principal razão que explica a nota negativa atribuída.

Pontuação dos críticos: 47/100
Pontuação do público em geral: 8.1/10

Blink-182 — “Live at the Mark, Tom & Travis Show (2000)

Os Blink182 foram uma banda hit nos anos 00. Famosos pelos seus videoclips caricatos e humorísticos, granjearam sucesso em quase tudo o que lançavam. No entanto, estão entre os artistas com álbuns que os críticos odeiam por serem demasiado “tolinhos” e feitos para adolescentes “frenéticos”.

Pontuação dos críticos: 56/100
Pontuação do público em geral: 8.9/10

Roger Waters — “In The Flesh” (2000)

“Deprimente e baixo astral” é uma das principais críticas feitas à obra “In the Flesh”, de Roger Waters. Os fãs não concordam minimamente, atribuindo uma classificação de quase 9 pontos em 10.

Pontuação dos críticos: 55/100
Pontuação do público em geral: 8.7/10

Duran Duran — “Astronaut” (2004)

Quem não conhece a música “74,75” dos Duran Duran? E como esta, muitas ourtras baladas foram bem acolhidas pelo público em geral. No entanto, “Astronaut” é um dos álbuns que os críticos odeiam mas que os fãs adoram. Os ditos entendidos referem que é demasiadamente eletrónico.

Pontuação dos críticos: 52/100
Pontuação do público em geral: 8.4/10

Michael Jackson — “Invincible” (2001)

Nem sempre o rei da Pop agradou os críticos. No seu álbum de 2001, “Invincible”, Jackson interpreta faixas supostamente “desprovidas de sentido e de objetivo”. Já os fãs não concordaram e acolheram bem a obra.

Pontuação dos críticos: 51/100
Pontuação do público em geral: 8.3/10

Billy Idol — “Devil’s Playground” (2005)

Billy Idol, esse eterno rebelde do Rock regressou em 2005 para contentamento dos seus fãs – e para descontentamento dos críticos. Este é um dos álbuns que os críticos odeiam e que classificam como um rock de baixa qualidade, ridicularizando a sua tentativa de enganar a idade.

Pontuação dos críticos: 52/100
Pontuação do público em geral: 8.4/10

Christina Aguilera — “Stripped” (2002)

Uma das princesas da pop dos anos 90 tentou lançar um álbum que reunisse consenso entre fãs e críticos – mas, não conseguiu. Os primeiros adoraram, mas os segundos apontaram a exagerada utilização de sintetizadores e de estabilizadores, para além de apontarem as músicas como “pastilha elástica”.

Pontuação dos críticos: 55/100
Pontuação do público em geral: 8.7/10

Staind — “Break The Cycle” (2001)

A lista dos álbuns que os críticos odeiam termina com Staind, o artista famoso pela sua balada rock “I’m on the outside”. Os especialistas afirmam que o seu álbum não é fiel ao nu-rock. Já os fãs, adoram esta obra.

Pontuação dos críticos: 55/100
Pontuação do público em geral: 8.6/10

A pontuação que referimos ao longo do artigo foi retirada do site  Metacritic, mas apostamos que há muitos que vão discordar dos críticos – certo?

Veja também: