Publicidade:

Âncoras de Carreira: quais são os seus valores e motivadores?

Conheça a Teoria da Âncora de Carreira e descubra quais são os valores e motivadores que direcionam as decisões profissionais.

Âncoras de Carreira: quais são os seus valores e motivadores?
Como estes elementos influenciam a sua carreira

No contexto atual em que as carreiras são flexíveis e moldadas pelos próprios profissionais, repensar os valores e perspectivas é ideal para uma autorreflexão, já que o autoconhecimento ao longo da vida de cada pessoa espelha diretamente nas escolhas e na sua carreira profissional. É o que chamamos de Âncora de Carreira.

As Âncoras de Carreira são elementos que exercem bastante influência na tomada de decisão e direcionamento da carreira das pessoas. Elas são o reflexo de toda a bagagem adquirida ao longo das diversas experiências que possuímos na nossa vida pessoal e profissional. Uma pessoa pode ter várias âncoras de carreira, que representem o “Eu” na essência e evidenciam os seus ideais e preceitos com relação ao trabalho. São elas que apoiam o percurso profissional, alinhado às motivações, competências e talentos.

As âncoras afetam as decisões de carreira e determinam o que planeia e espera do futuro, influenciando as suas reações em relação às suas escolhas profissionais.

Como surgiu a Teoria das Âncoras de Carreira?


Âncoras de Carreira

A Teoria das Âncoras de Carreira é um conceito que surgiu em 1970, por Edgar Schein, PhD. em Psicologia Social na Universidade de Harvard e antigo professor da escola de negócios do MIT – Massachusetts Institute of Technology , nos Estados Unidos.

Para Schein, os pilares das Âncoras de Carreira, oito no total, guiam-nos rumo às decisões que precisamos de tomar na nossa carreira. Com base nelas, percebemos que tipos de empresa ou trabalho mais se adaptam aos nossos valores, estilo de vida e predisposição para uma trajetória de carreira alinhada ao nosso propósito.

Influências na carreira

A carreira é influenciada pelas preferências, vontades, ambições, motivação, cultura, expectativas e valores de cada um. Nesse sentido, valores são os planos de julgamentos (o que é correto, adequado, aceitável) que leva em consideração as preferências do que é desejável para casa pessoa, sendo eles que determinam as propensões comportamentais que reforçam as decisões sobre as Âncoras de Carreira.

Somos o reflexo dos nossos comportamentos, pensamentos, crenças e ações. Quando estas referências são positivas, elas conduzem-nos a uma vida e carreira mais autoconsciente, equilibrada, produtiva e feliz, como também nos leva a tornarmo-nos pessoas melhores e a conquistar os nossos resultados e sonhos.

Por outro lado, quando as nossas atitudes são negativas limitamos as nossas possibilidades e, consequentemente, o sucesso e felicidade.

O conhecimento das pessoas sobre suas preferências profissionais habilita-as a fazer escolhas mais conscientes.

Valores e motivadores de carreira


Âncoras de Carreira

Os valores impactam nas Âncoras de Carreira, que orientam as trajetórias profissionais. Por isso, conhecê-las é fundamental para a opção de uma carreira em detrimento de outras e até mesmo para definir o que a pessoa não aceita de forma alguma para si mesma.

Cada âncora indica os elementos da realidade que irão impactar nas preferências por determinada função, carreira, organização ou oportunidade. A âncora predominante norteia o comportamento profissional e demonstra do que ele não abdica mesmo quando precisa tomar decisões difíceis.

Portanto, descobrir e reconhecer as suas âncoras ajudará a fazer escolhas conscientes e a administrar possíveis mudanças que venham a ocorrer no seu percurso profissional. Mudanças estas que podem ter como motivadores aspectos pessoais e situacionais. Por isso, faça uma autoanálise para saber do que “não abre mão” na hora de fazer escolhas profissionais.

1. Competência Gerência Geral

As pessoas desta âncora procuram, ao longo da sua vida profissional, atingir os mais altos níveis de responsabilidade na organização e valorizam ser reconhecidas pelos resultados. Visam a liderança e responsabilidade por decisões, identificando e solucionando problemas, e possuem alto grau de motivação para posições mais estratégicas.

2. Competência Técnico/Funcional

Nesta âncora, o profissional valoriza o conhecimento, a especialização e o domínio técnico. Eles ficam motivados quando são especialistas num determinado assunto. Procuram trabalhos desafiadores, autonomia e poder de decisão, bem como testar os conhecimentos que possuem na sua área de atuação, tornando-se em experts.

3. Autonomia/Independência

Neste grupo, encontram-se as pessoas que possuem um nível reduzido de tolerância pelas regras pré-estabelecidas, que venham a interferir na sua autonomia. Dessa forma, com o passar do tempo, estas pessoas vão buscar uma carreira que lhes proporcione mais escolha e poder de decisão.

4. Segurança/Estabilidade

Nesta âncora, a principal preocupação é a sensação de bem-estar gerada pela baixa volatilidade na sua carreira. Neste caso, as pessoas precisam de se sentir seguras no ambiente de trabalho e procuram uma maior previsibilidade do futuro. É essa estabilidade, principalmente financeira, que vai guiar a carreira desses profissionais.

5. Criatividade Empreendedora

Nesta âncora estão os profissionais que gostam de influenciar outras pessoas e que procuram criar novos negócios, produtos ou serviços ou aprimorar o que já existe. Possuem um espírito empreendedor e motivação para, desde cedo, empreender e ter liberdade.

6. Serviço/Dedicação a uma causa

Pessoas com esta âncora são orientadas na sua carreira por trabalhos que sejam condizentes com os valores pessoais, mais do que aos seus talentos e competências. São profissionais que querem, de alguma forma, contribuir para um mundo melhor através do seu trabalho.

7. Duro Desafio

A procura incessante pela superação de obstáculos aparentemente impossíveis e a solução de problemas insolúveis, definem o sucesso para os profissionais aqui ancorados. São pessoas altamente competitivas e todas as suas decisões profissionais vão sempre ser com o objetivo de superar desafios cada vez maiores.

8. Estilo de vida

Nesta âncora, o profissional procura encontrar uma forma de integrar as necessidades individuais, familiares e as exigências de carreira. São pessoas que querem, acima de tudo, flexibilidade. Por isso olham mais para a atitude da empresa do que para o programa de trabalho propriamente dito.

Diante do atual cenário de mudanças, repensar a carreira profissional é muito mais do que mudar de emprego, ascender hierarquicamente numa organização ou querer empreender. Trata-se sobretudo de desenvolver o autoconhecimento para saber o que realmente é importante para se ser feliz, pleno e realizado.

Quanto melhor se conhecer, mais cedo perceberá o quão aceitável serão as condições de determinada carreira, de determinada profissão. A reflexão da carreira profissional é considerada a parte mais difícil do processo de planeamento, pois envolve “saber conhecer-se” e “olhar-se” diante dos valores pessoais, do próprio comportamento, da personalidade e do seu propósito.

Veja também:

Erika Quintão Erika Quintão

Especialista em RH com mais de 10 anos de experiência, Consultora e Coach. Atualmente a frequentar o Mestrado em Economia e Gestão de Recursos Humanos na Universidade do Porto-FEP, licenciada em Administração com especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e idealizadora do programa de Coaching “Trilha”.

Saiba tudo sobre emprego