Publicidade:

Aparelho dentário: principais tipos e preços

Dentes desalinhados, falta de espaço e mandíbula cruzada são apenas algumas das razões para que o seu dentista lhe recomende o uso de aparelho dentário.

Aparelho dentário: principais tipos e preços
Conheça os diferentes aparelhos para os dentes e os respetivos preços

A ortodontia carateriza-se por corrigir a posição dos dentes, dos maxilares e, por sua vez, da sua mordida. Após um diagnóstico, caso se justifique, o ortodontista pode sugerir a aplicação de um aparelho dentário, para assim melhorar a sua saúde oral e também estética.

Aparelho dentário: descubra qual o tipo mais adequado para si


aparelho dentario

Antes de mais, é importante quebrar mitos: o aparelho não causa dor, pode causar, sim, algum desconforto, sobretudo no momento em que é colocado ou então quando ajustado, nas respetivas consultas de manutenção.

De acordo com a Associação Portuguesa de Ortodontistas (APO), os benefícios associados ao uso de aparelho dentário prendem-se com vários aspetos, nomeadamente: saúde oral, saúde em geral e razões estéticas. Na verdade, com os dentes mais alinhados, a escovagem faz-se de um modo mais correto, diminuindo o risco de cáries dentárias.

Por outro lado, o uso de aparelho permite a melhoria da função mastigatória, articular e muscular. Uma outra razão bastante pertinente diz respeito às razões estéticas, que se traduz num aumento da autoestima, uma vez que através do tratamento ortodôntico as feições do rosto são alteradas e, particularmente, o sorriso melhorado.

Razões para usar aparelho dentário

Estas são algumas das razões mais comuns para que se justifique colocar um aparelho dentário:

  • Prognatismo: o maxilar inferior ser mais saliente, sendo evidente uma proeminência dos dentes relativamente à face;
  • Retrognatismo: este caso é inverso é ao anterior, verificando-se quando o maxilar inferior está mais recolhido comparativamente ao maxilar superior;
  • Dicção e fonética: sons como o S, por vezes, são difíceis de pronunciar e tal pode dever-se ao facto de os dentes estarem sobrepostos;
  • Espaçamento entre os dentes;
  • Dentes desalinhados;
  • Mordida aberta;
  • Mordida profunda;
  • Distúrbios no maxilar;
  • Oclusão dentária.

Diferentes tipos de aparelhos


Atualmente, as opções de aparelhos dentários são várias, desde os transparentes aos removíveis, passando pelos fixos. Contudo, cabe ao seu médico analisar qual dos diferentes modelos se adapta melhor à sua situação.

Aparelho fixo convencional

aparelho fixo

O aparelho fixo é o aparelho dentário mais comum e mais utilizado. Constituído por bandas, fios e/ou brackets, este vai puxando gradualmente os dentes rumo à sua posição correta. Uma vez que este aparelho não é removível, garante resultados bem mais eficazes do que um aparelho de “pôr e tirar”. No entanto, exige por parte do paciente muito cuidado na higienização oral.

Além disso, apesar deste tipo de aparelho estar cada vez mais adaptado à boca para ser o mais confortável possível, nos dias em que se recorre ao dentista para ir “apertar” mais um pouco (cerca de uma vez por mês), praticamente todos os pacientes se queixam de algum desconforto.

Regra geral, de forma a garantir um resultado satisfatório, os dentistas recomendam a utilização do aparelho fixo durante um período de cerca de dois anos.

Em termos de opções estéticas, hoje em dia, já existem ofertas de aparelhos com os elásticos dos brackets de variadas cores: azuis, verdes, amarelos, roxos… O aparelho mais standard poderá ter um custo a partir dos cerca de 800€, e as consultas de manutenção mensais rondam os 30€. Ainda não existe uma grande opção de seguradoras que cubram este tipo de tratamento.

Aparelho fixo estético

aparelho transparente

A função do aparelho fixo estético é exatamente a mesma do aparelho fixo standard. A grande diferença reside no seu aspeto: este é feito com materiais transparentes de forma a que seja o menos notório possível.

Indicado, sobretudo, para pessoas que lidem frequentemente com o atendimento ao público, este aparelho dentário é constituído por brackets feitos em policarbonato, porcelana ou safira.

Além de serem bastante discretos, os aparelhos fixos estéticos têm uma grande resistência ao desgaste e proporcionam mais segurança ao paciente. Em termos de utilização, este aparelho tem as mesmas indicações do anterior.

Tem-se registado um aumento na procura deste tipo de aparelho, apesar do seu preço ser ainda menos convidativo do que o aparelho fixo standard. Para comprar um aparelho dentário deste género, terá de desembolsar pelo menos 2000€. As consultas de manutenção mantêm-se na ordem dos 30€.

Aparelho móvel

O aparelho móvel é uma excelente opção para crianças até aos 12 anos, tenham elas a sua dentição definitiva ou não. Em termos de função, o aparelho dentário móvel pretende também alinhar os dentes até à sua posição mais correta.

A grande diferença face ao aparelho fixo é que o móvel apenas cumpre a sua função quando colocado nos dentes, pelo que deve incentivar a criança a utilizá-lo o maior período de tempo possível.

Em termos de durabilidade, é bem menos resistente do que o aparelho fixo, estando sujeito a acidentes (criança a brincar) e podendo partir. Para comprar um aparelho deste género terá de gastar cerca de 500€.

Aparelho lingual

Considerado o “aparelho dentário invisível”, o aparelho lingual é colocado, tal como indica o nome, na parte interna dos dentes, em contacto com a língua.

Para os casos de ortodontia mais simples e de curta duração, o aparelho lingual costuma ser o mais indicado. É ainda bastante recomendado para pessoas que praticam desportos de alto risco, uma vez que uma pancada na região da boca pode provocar traumas mais complicados no caso da utilização dos aparelhos fixos. A sua funcionalidade é, portanto, a mesma de um aparelho fixo e o tempo de tratamento ronda também os dois anos.

Falando de valores, pela sua complexidade e dificuldade em aceder à área de colocação e à própria colagem dos brackets, para ter um aparelho dentário deste género terá de pagar, no mínimo, 1.500€ por cada maxilar (superior e inferior). As consultas de manutenção são também mais dispendiosas, chegando aos 60€.

Aparelho invisalign

invisalign

Este é, provavelmente, o aparelho dentário mais inovador e mais apelativo para quem está a equacionar colocar um aparelho. Para além de ser transparente e, por isso, bastante discreto, tem ainda a vantagem de ser removível. Contudo, o facto de se poder retirar sempre que se pretende pode facilmente tornar-se num inconveniente, uma vez que pode comprometer a eficiência do tratamento.

Deste modo, o Invisalign é um aparelho que vai exigir uma maior disciplina a quem o usa, isto porque é recomendável que o use durante 22 horas por dia. Neste sentido, este só deve ser retirado para comer, escovar os dentes ou, então, quando estritamente necessário.

O aparelho em si, de uso diário, é composto por dois alinhadores, feitos à medida e de caraterísticas termoplásticas. O objetivo deste tratamento ortodôntico consiste em alinhar os dentes pouco a pouco, através de movimentos controlados. Como tal, os moldes são substituídos a cada uma ou duas semanas, à medida que os dentes se vão movimentando.

O preço de um aparelho Invisalign varia de acordo com as diferentes necessidades, no entanto, o preço médio varia entre os 2000€ e os 5000€. Uma vez terminado o tratamento, é conveniente usar retentores, de modo a manter a nova disposição dentária.

Expansor palatino

Este será, talvez, o aparelho menos conhecido. Mas não é por isso que passa a ser o menos importante. O expansor palatino é utilizado, sobretudo, nas pessoas mais jovens para corrigir a falta de largura transversal no palato ou céu da boca, ou seja, quando a região posterior do maxilar superior é mais estreita face à do maxilar inferior, causando muitas vezes o apinhamento dos dentes.

Quando atingida a idade adulta, este problema necessita, por vezes, de uma intervenção cirúrgica – daí a importância de utilizar este aparelho o mais cedo possível. Um expansor palatino custa cerca de 200€.

Recomendações


recomendações

Uma vez colocado o aparelho dentário, torna-se importante reforçar os cuidados que dizem respeito à limpeza e manutenção do mesmo. Estes cuidados são não só relevantes para o próprio aparelho, como também para a saúde dos seus dentes e gengivas.

A verdade é que, com o uso de aparelho, há uma maior tendência para que as bactérias, bem como os restos de comida, se alojem entre as cavidades dos dentes e também dos brackets. Deste modo, para além dos princípios básicos de higiene dentária, deve ter o cuidado de retirar os elásticos ou outras peças amovíveis do aparelho antes de escovar os dentes.

Ainda assim, para além de escovagem dos dentes três vezes por dia, depois das principais refeições, deve complementar com o uso do escovilhão e com o elixir bucal.

Por outro lado, enquanto durar o tratamento ortodôntico, deverá evitar certos tipos de alimentos, nomeadamente os mais pegajosos, como pastilhas elásticas e caramelos. Deve ainda evitar alimentos rijos, como maças cruas, cenouras ou mesmo bolachas, uma vez que pode correr o risco de danificar o aparelho.

Veja também: