Publicidade:

As 6 melhores apps para fugir ao trânsito

Selecionámos as melhores apps para fugir ao trânsito para, assim, chegar rapidamente ao seu destino. Há apps gratuitas, pagas, que funcionam on e offline.

As 6 melhores apps para fugir ao trânsito
As aplicações de navegação fornecem cada vez mais funcionalidades extra

As apps para fugir ao trânsito já ocupam um papel importante na deslocação urbana dos condutores que utilizam smartphones e GPS. Estas aplicações respondem a três questões essenciais para estes utilizadores: onde fica o destino, qual o melhor trajeto para lá chegar e quanto tempo vão demorar a chegar. Mas descobrimos que todas delas já oferecem muito mais do que a simples possibilidade de chegar depressa e sem enganos.

As nossas escolhas funcionam quase todas nos ecossistemas Android e iOS, exceto a aplicação nativa da Apple, como já seria de esperar, e apresentam vantagens se as utilizar ligado à Internet.

Fique descansado que todas, umas melhores que outras, podem ser utilizadas offline para o ajudar a poupar o seu pacote de dados. Uma característica igualmente importante sempre que entra num túnel ou passa por baixo de uma ponte e a cobertura 3G ou 4G desaparece, ou para quem quer utilizar as aplicações fora das grandes cidades, em locais com cobertura inexistente.

Apps para fugir ao trânsito e chegar mais rápido ao destino


apps para fugir ao trânsito

1. Waze

Cobertura: mapas completos de Portugal e mais 13 países; mapas incompletos de várias cidades em todo o mundo;
Preço: gratuita;

Esta é uma das aplicações que mais popularidade tem vindo a ganhar nos últimos anos e, talvez, uma das melhores apps para fugir ao trânsito. Desenvolvida em Israel em 2006, o número de utilizadores já tinha ultrapassado os 20 milhões em 2012, o que foi suficiente para a Google a comprar em 2013.

Esta aplicação indica rotas que contam com informações em tempo real sobre o trânsito para poder oferecer os melhores e os mais rápidos percursos. Além disso, informa sobre os radares na estrada, estações de serviço e pontos de interesse no caminho, como restaurantes ou locais turísticos. Um ponto em comum com todas as aplicações aqui mencionadas.

Mas no caso da Waze, essa informação extra sobre o que se passa em tempo real conta com mais fontes de informação do que as oficiais utilizadas por algumas das outras apps.

A Waze criou uma verdadeira comunidade de utilizadores que contribui online com mais dados sobre as interferências que vão acontecendo no trânsito, melhorando as sugestões finais de percurso. Entre todas as aplicações aqui indicadas, e de acordo com testes feitos por especialistas, esta aplicação foi das mais rápidas a incorporar os imprevistos que acontecem na estrada para reprogramar o seu percurso.

Graças a esta comunidade alargada, é possível ter acesso a conteúdos alternativos atualizados, como por exemplo saber qual é a bomba de gasolina mais próxima que tem preços de combustível mais acessíveis.

Outra componente que se destaca nesta aplicação é o seu lado de entretenimento, já que oferece características de rede social. Permite ainda a associação à sua conta de Facebook para, por exemplo, o poder avisar se algum dos seus amigos se encontra nalguma rota perto de si. Claro que é uma funcionalidade opcional.

Uma desvantagem desta aplicação está na sua utilização offline. Para além de perdermos os alertas em tempo real, como seria de esperar, esta app não deixa gravar os mapas totais da cidade, apenas os pedaços associados à rota escolhida enquanto estava online.

Tenha em atenção também o consumo de bateria e a gestão do seu plafond de dados quando a está a utilizar online. Pode ser uma verdadeira esponja para ambos. Mas se é dos que gosta de personalizar as suas apps de navegação, esta é aquela que mais configurações lhe pode oferecer.

2. Google Maps

Cobertura: mundial;
Preço: gratuita;

Esta aplicação ocupou durante anos um lugar de destaque entre os utilizadores de apps de navegação e hoje continua a não deixar ninguém ficar mal. É outra das boas apps para fugir ao trânsito. Tal como a anterior, monitoriza e dá informações sobre o trânsito em tempo real, quando ligada online, e também oferece muitas sugestões em torno das rotas indicadas.

Enquanto que para a Waze a Google parece ter reservado funcionalidades mais locais e de entretenimento, para a Google Maps, a empresa norte-americana aposta na eficiência sem distrações.

Nesta aplicação, a Google investe todo o seu conhecimento em tecnologia de mapeamento, conseguindo uma cobertura mundial e em permanente atualização. Já para não falar das imagens a 360 graus, imagens de satélite e imagens das ruas (street view) a que o utilizador pode ter sempre acesso.

Outra vantagem face à anterior é a facilidade com que é possível descarregar o mapa do percurso para o telemóvel para o seu uso offline. Este vem bem mais completo do que na app anterior e permite até fazer zoom ao nível das estradas sem precisar gastar dados.

Para não sobrecarregar o seu dispositivo, a aplicação mostra-lhe quanto pode ocupar o armazenamento dos mapas e, para economizar espaço, é possível optar por fazer download apenas dos mapas associados à rota.

Mesmo sem as características e as novidades de rede social da Waze – que parecem satisfazer cada vez mais as necessidade da vida digital dos utilizadores mais urbanos -, esta app é sem dúvida das melhores do mercado e sabemos que a Google vai continuar a investir seriamente nela, o que promete mais e melhores novidades. Por alguma razão ela já é a uma das aplicações preferidas em Portugal, mesmo junto dos utilizadores do iPhone.

3. Apple Maps

Cobertura: mundial (embora não totalmente);
Preço: gratuita;

Antes da versão iOS6, os iPhones tinham o Google Maps pré-instalado como aplicação de navegação GPS por defeito. Mas a Apple não descansou enquanto não criou uma aplicação nativa, que apenas pode ser utilizada com o iOS.

A Apple Maps teve um percurso inicial tortuoso. Os seus mapas e funcionamento apresentavam alguns bugs e foi necessário muito investimento da empresa da maçã para que conseguisse figurar entre uma das melhores.

O design muito intuitivo, capaz de se integrar facilmente com todas as outras aplicações iOS é um dos seus maiores atrativos. É, assim, possível programar os percursos num Mac e passá-los para o smartphone ou mesmo enviá-los para outro iPhone se o objetivo é partilhar a rota.

As funcionalidades que oferece estão bem equiparadas com as das outras aplicações e até já seguiu o caminho da concorrência, utilizando igualmente os seus utilizadores para ampliar a informação e dados que pode oferecer.

O mais recente investimento da Apple tem sido feito na criação de mapas próprios e Portugal já tem algumas cidades em 3D nesta aplicação. Como destaque existe ainda uma funcionalidade que é a Flyover, onde pode aceder a vistas interativas e virtuais de cidades e pontos de referência. Consegue assim ter realidade aumentada e realidade virtual numa aplicação de navegação.

Como contra-indicações tem o facto de ainda não ter conseguido que os seus mapas sejam tão robustos e precisos como os da Google. Quando em zoom, podem falhar alguns nomes de localidades ou mesmo nomes de negócios, como restaurantes ou lojas.

O mesmo se pode dizer da sua utilização offline. É possível, mas não é nada intuitiva, o que quer dizer que dá mais trabalho gravar a rota e os pormenores que pesquisou para utilizar offline e não descarrega mapas totais.

4. TomTom GO Mobile

Cobertura: mais de 150 países;
Preço: gratuita durante 75 km navegação grátis por mês; subscrição de um mês/ ano sem limite de km. Preço de referência: 19,99€/ano;

A Tom Tom é uma empresa holandesa especializada no fabrico de sistemas de navegação para automóvel. Podemos dizer que esta empresa ajudou a traçar e a delinear muitas das características que hoje todos esperam ver num sistema de navegação em formato de aplicação.

Para dar continuidade ao seu negócio e abraçar a nova tendência de ter estas aplicações no smartphone e não no próprio carro, a empresa criou a TomTom GO Mobile, para Android e, mais recentemente, para iPhone também.

Apesar de ser a única das opções pagas na nossa seleção, ela compensa com uma série de características que as outras não podem oferecer e com os anos de know-how e tecnologia que foi acumulando neste mercado.

A mais apelativa tem a ver com a capacidade de armazenar uma grande quantidade de informação e mapas offline. O utilizador pode fazer um download seletivo de mapas muito completos e cheios de informação, que poderá utilizar offline em qualquer lugar. Quando está ligado, pode beneficiar dos habituais alertas de radares, informação de tráfego e das mais recentes informações enviadas por uma comunidade de milhões de utilizadores.

Embora não estejam incluídas na seleção das melhores aplicações de navegação, não queríamos deixar de mencionar mais duas, pelas suas já importantes qualidades e potencial de crescimento e utilização.

5. Meo Drive

Cobertura: Europa;
Preço: gratuita para Portugal Continental e Ilhas; paga para Europa Ocidental. Preço de referência: 22,00 €/Espanha ou 49,90 €/Europa;

Não podíamos deixar de falar desta aplicação que é das mais populares no nosso país pela simples razão de que pode funcionar totalmente sem estar ligada online.

Apenas tem de se ligar quando faz o download para o telemóvel. Sendo uma aplicação onboard, quer dizer que utiliza a memória do smartphone e descarrega a totalidade dos mapas para o dispositivo.

A vantagem é que pode ir a qualquer lado sem precisar de qualquer ligação à Internet e sem gastar dados. Se mesmo assim quiser ligar-se online, especialmente dentro da cidade, agora também já tem na Meo Drive alertas de trânsito em tempo real gratuitos para Portugal, mas os alertas para radares funcionam na mesma em modo offline.

Os inconvenientes apontados têm a ver com os utilizadores de smartphones mais limitados em termos de memória, que podem levar mais tempo a calcular percursos mais longos, e o facto de não permitir calcular percursos antecipadamente, já que só calcula a partir da sua posição atual e apenas mostra o percurso mais rápido, sem rotas alternativas.

Seja como for, a Meo Drive tem mais de 2 milhões de downloads feitos em Portugal e vai sendo atualizada regularmente, por isso vale a pena estar atento ao caminho que esta aplicação pode seguir.

6. Buzzstreet

Cobertura: Lisboa e Porto;
Preço: gratuita;

Outra aplicação nacional que promete crescer nos próximos tempos. Ligada à rede móvel, consegue extrair informações junto das entidades públicas sobre o que se passa nas cidades, mostrando em tempo real todas as ocorrências na sua rota, desde fluxos de trânsito, obras, acidentes e inclusive jogos de futebol ou outros eventos desportivos que podem alterar a circulação. A app consegue ainda estimar o tempo que pode demorar a resolver alguma situação para que possa planear melhor a sua viagem.

Mas a razão pela qual a Buzzstreet está nesta lista é que esta aplicação está a preparar uma abordagem inovadora para criar um desdobramento indoor. A empresa está a criar código para que os seus utilizadores possam chegar do ponto A ao ponto B, mesmo que tenham de entrar dentro de edifícios, centros comerciais, hospitais e aeroportos no seu percurso.

Parte da solução vai passar também pelo uso de realidade aumentada, melhorando assim a “viagem” e acrescentando-lhe mais conteúdo. Vale a pena acompanhar para ver como vai ficar.

Veja também: