Publicidade:

As 6 apps que gastam mais dados móveis

Os dados móveis mensais são limitados e gastam-se facilmente. Saiba quais as apps que gastam mais dados móveis e o que pode fazer para controlar os gastos.

As 6 apps que gastam mais dados móveis
Facebook, YouTube e Netflix são das apps que mais dados gastam

Os dados móveis mensais são limitados e gastam-se facilmente. Por isso, importa saber quais são as apps que gastam mais dados móveis.

Algumas aplicações consomem mais dados do que outras, sendo que, em alguns tarifários, os dados referentes à utilização de certas aplicações não contam para os consumos. Fique a saber quais são as aplicações que o fazem gastar mais dados e aprenda a gerir os seus consumos de dados móveis.

Estas são as apps que gastam mais dados móveis


1. Facebook

Apesar de ser uma app que, em alguns tarifários, é livre de consumo de dados, esta aplicação consome muitos dados e é também uma das mais usadas pelos utilizadores.

Uma dica para reduzir os consumos do Facebook é desativar a reprodução automática de vídeos (vá às ‘Definições’ > ‘Definições de Conta’ > ‘Vídeos e Fotos’ > ‘Reprodução Automática’ e selecione a opção ‘Apenas em Ligações de Wi-Fi’ ou ‘Nunca Reproduzir Vídeos Automaticamente’).

app facebook dados moveis

2. Twitter

Apesar de não ser uma rede social tão utilizada como o Facebook, o Twitter também tem conteúdos multimédia pesados, que fazem mossa nos consumos de dados móveis.

Uma forma de evitar isto é também impedir o Twitter de reproduzir vídeos automaticamente (vá a ‘Configurações’ > ‘Privacidade’ > ‘Uso de Dados’ > ‘Vídeo’ > ‘Reprodução Automática de Vídeo’ e escolha a opção ‘Apenas Wi-Fi’ ou ‘Nunca’).

3. Instagram

O Instagram não é apenas fotos: também tem muitos vídeos (especialmente nas Stories), o que pesa nos dados. Mas, tal como o Facebook e o Twitter, é uma app que, em certos tarifários, não gasta dados móveis.

Para evitar que o Instagram consuma muitos dados também se aplica o método descrito anteriormente, de modo a evitar a reprodução automática de vídeos (no seu perfil, clique em ‘Opções’, depois em ‘Utilização de Dados Móveis’ e ative a opção ‘Usar Menos Dados’).

app instagram dados moveis

4. YouTube

Aqui não há surpresas. O YouTube é uma app que disponibiliza vídeos, que são conteúdos pesados. A vantagem do YouTube em relação às aplicações listadas acima é que não reproduz vídeos automaticamente. Para garantir que o YouTube gasta menos dados móveis, vá a ‘Definições’ e ative a opção ‘Reproduzir HD só em Wi-Fi’.

5. Spotify

O Spotify também faz parte do plano de apps gratuitas (em termos de consumo) de alguns tarifários. É uma aplicação extremamente útil para ouvir música, visto que se pode encontrar lá praticamente tudo e ter playlists personalizadas. Mas é uma aplicação que gasta muitos dados móveis.

Se for um utilizador premium, pode fazer o download de álbuns e playlists, podendo depois guardar no smartphone e, deste modo, não precisa de fazer streaming, não gastando dados.

Outra opção é adaptar a qualidade do streaming. Na biblioteca, entre nas ‘Definições’, depois em ‘Qualidade da Música’ e escolha uma das opções (normal, alta ou extrema) de acordo com os seus objetivos de poupança de dados.

app spotify dados moveis

6. Netflix

É, provavelmente, a app que mais dados gasta. Se gosta de ver filmes e séries no telemóvel quando não está ligado a uma rede Wi-Fi, tem de ter atenção. Para poupar dados na Netflix, vá às ‘Definições’ e depois à ‘Utilização de Dados Móveis’ e escolha a opção baixa ou média para qualidade de vídeo quando a ligação é feita através de dados móveis.

A Netflix estima que, no baixo modo de qualidade, pode ver até quatro horas por GB, duas horas por GB em modo médio e uma hora por GB na qualidade máxima.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.