Publicidade:

5 artigos que não deve comprar em segunda mão

Comprar coisas usadas pode ser uma boa forma de poupar dinheiro, certo? Mas há alguns artigos que não deve comprar em segunda mão. Saiba quais.

5 artigos que não deve comprar em segunda mão
Nem sempre a pechincha vale a pena

Sabe quais os artigos que não deve comprar em segunda mão?

Para os amantes de pechinchas esta será uma questão sensível, já que comprar coisas usadas é uma forma de poupar dinheiro. Mas, apesar desta (grande!) vantagem, são também grandes os “senãos” a ter em conta antes de decidir comprar algo usado em vez de novo – pelo menos no que diz respeito a determinados artigos.

Sim, há casos em que o barato pode acabar por sair mais caro (tanto em gastos, como dores de cabeça) e, como tal, por mais tentador que o negócio possa ser, há artigos que não deve comprar em segunda mão… Mesmo. Saiba quais são e resista à tentação de agarrar a pechincha.

Artigos que não deve comprar em segunda mão: 5 “pechinchas”a evitar


1. Capacetes

Artigos que não deve comprar em segunda mão - capacetes

Iniciamos esta lista de artigos que não deve comprar em segunda mão com algo que pode ter um papel preponderante na sua segurança. Sejam capacetes de ciclismo (para miúdos e graúdos), capacetes de moto ou até capacetes de segurança para o trabalho, aqui o melhor mesmo é apostar sempre em produtos novos. Isto porque, ao comprar um capacete usado, não sabe se este já sofreu algum acidente.

Caso isso tenha acontecido, o capacete não estará nas melhores condições para garantir a sua segurança ou a segurança de quem o usa – que podem ser os seus filhos, por exemplo. Num acidente, a espuma que envolve a cabeça absorve o choque e pode ficar danificada – ou seja, a proteção do capacete pode não ser eficaz em caso de nova queda ou acidente. Ora, se não sabe quem era o dono do capacete ou qual o seu passado, talvez seja melhor não arriscar.

2. Fatos de banho e/ou roupa interior

artigos que não deve comprar em segunda mão - fatos de banho

Se há coisas que não devem ser reutilizadas… São estas duas. E até pode pensar que é impensável comprar fatos de banho ou roupa interior usada, mas a verdade é que há que o faça. Mas, independentemente de ter visto um fato de banho vintage absolutamente magnífico ou roupa interior em bom estado numa loja de roupa em segunda mão, o melhor é ficar longe desses itens. Por mais que lave, pode estar a pôr em causa a sua saúde: há fungos e bactérias que sobrevivem às lavagens e que podem causar infecções. Simplesmente não compre.

3. Pneus

artigos que não deve comprar em segunda mão - pneus

Mais um dos artigos que não deve comprar em segunda mão. É certo que os pneus são caros e que, quando têm que ser mudados, significam um rombo no orçamento. Exceto se forem usados, certo? Aí, os preços são consideravelmente mais baixos. Quem gosta de uma boa pechincha vai provavelmente defender que há pneus usados em bom estado e que se justifica apostar em pneus em segunda mão. Mas, não. Os pneus usados podem estar mais gastos e danificados do que à partida possam aparentar, colocando em causa a sua segurança.

Vale a pena arriscar? Certamente que não. Além disso, em termos de durabilidade, esta será seguramente inferior a de pneus novos. Portanto, a longo prazo a poupança não será assim tão significativa.

4. Sofás e outros artigos estofados

artigos que não deve comprar em segunda mão - sofás

Seja porque está a tentar poupar dinheiro ou porque procura peças vintage e cheias de estilo para mobilar a sua casa, é possível que equacione comprar sofás, cadeiras ou poltronas usados. A ideia pode parecer boa, mas será que é assim? Talvez queira pensar duas vezes.

É que estes são outros dos artigos que não deve comprar em segunda mão, e a explicação é simples: estofados podem trazer, no seu interior, companhias indesejadas (como ácaros, bactérias, células mortas, pulgas, etc.). Depois de entrarem na sua casa, vão proliferar sem dificuldade e espalhar-se pelos restantes móveis e divisões da casa. O mesmo se aplica a colchões e almofadas. Vai arriscar?

Se realmente gostar da peça, o ideal é fazer uma renovação completa.

5. Equipamentos eletrónicos

artigos que não deve comprar em segunda mão - produtos eletrónicos

Televisões, computadores, telemóveis, leitores de DVD ou outros artigos do género, são todos bons exemplos de produtos que, se comprados em segunda mão, podem ser adquiridos a preços muito mais baixos, mas não estarem em boas condições. Será que vale realmente a pena arriscar? Talvez não.

Em muitos casos, os aparelhos já estão danificados e/ou não funcionam corretamente, podendo esta compra implicar gastos com reparações ou na aquisição de novos produtos. Mas, há outra questão a ter em conta: estes artigos podem ter sido roubados e podem dar-lhe, na realidade, muitas dores de cabeça. Por isso, o melhor mesmo é incluí-los na lista de artigos que não deve comprar em segunda mão.

Outros artigos que não deve comprar em segunda mão

Além dos artigos que enumeramos anteriormente, há toda uma variedade de produtos que deve evitar comprar já usados, tais como:

Já lhe aconteceu fazer uma má compra de um artigo usado? É caso para dizer (que seguindo o ditado à letra) que há situações em que “o barato sai caro” – e estas que deixamos aqui são algumas delas.

Veja também: