Os 10 atletas mais bem pagos do mundo em 2018

Têm milhões no banco e outros tantos fãs em todo o mundo. Descubra quem são os atletas mais bem pagos do mundo.

Os 10 atletas mais bem pagos do mundo em 2018
Saiba quem são

Movem milhões de pessoas em todo o mundo e mostram-nos que o ser humano é capaz de uma destreza física impressionante. Do futebol ao boxe, passando pelo basquetebol e pelo Fórmula 1, esta é a lista dos 10 atletas mais bem pagos do mundo. As contas são feitas todos os anos pela revista Forbes e, mais uma vez, conta com um português no top 10.

10 atletas mais bem pagos do mundo


Contratos milionários e parcerias publicitárias pagas a preço de ouro: são estes os motivos que fazem disparar os rendimentos destes atletas. A Forbes tem em conta os salários, bónus (como contratos publicitários) e prémios entre junho de 2017 e junho de 2018.

1. Floyd Mayweather

 

 

O pugilista norte-americano Floyd Mayweather andou nas bocas do mundo quando, em agosto de 2017, protagonizou um combate milionário com o lutador Conor McGregor. Feitas as contas arrecadou, em 2017, 244 milhões de euros.

2. Leonel Messi

 

 

O futebolista argentino Lionel Messi surge na segunda posição do ranking, um lugar acima daquele que ocupava na edição passada. Esta subida é justificada pela renegociação do contrato com o FC Barcelona: em 2017, ganhou 95,2 milhões de euros (dos quais 72 milhões de euros em salários).

3. Cristiano Ronaldo

 

 

O português Cristiano Ronaldo, que liderou a lista em 2015 e 2016, surge na terceira posição dos atletas mais bem pagos do mundo em 2017. Encaixou 92,8 milhões de euros: 52,3 milhões em salários e 40,3 em contratos publicitários.

4. Conor McGregor

 

 

O pugilista irlandês Conor McGregor surge nesta lista à conta do combate com Floyd Mayweather, o desportista mais bem pago do mundo em 2017. Apesar da derrota, este irlandês conquistou 84,6 milhões de euros.

5. Neymar

 

 

Mais uma estrela do futebol a entrar na conta dos atletas mais bem pagos do mundo. A mudança do brasileiro para o Paris Saint-Germain, protagonizando dessa forma a transferência mais cara de sempre no universo do futebol, foi um dos momentos altos da sua carreira. Em 2017, arrecadou 76,9 milhões de euros.

6. LeBron James

 

 

As estrelas do basquetebol também fazem parte da lista da Forbes. O norte-americano LeBron James, quatro vez MVP (Most Valuable Property – “atleta mais valioso”, em tradução livre) da NBA, amealhou 73,1 milhões de euros.

7. Roger Federer

 

 

O tenista suíço Roger Federer foi o desportista que mais lucrou em contratos publicitários em 2017: foram 55,7 milhões, aos quais se juntam 10,4 milhões em salários. Feitas as contas, foram 66 milhões de euros.

8. Stephen Curry

 

 

Mais um basquetebolista a entrar nesta lista dos atletas mais bem pagos do mundo. Duas vezes MVP, Stephen Curry bateu o recorde de mais lançamentos triplos num jogo das finais da NBA em junho de 2018: nove cestos de três pontos, batendo assim a marca que pertencia a Ray Allen, que era de oito cestos nas finais de 2010. Em 2017, ganhou 65,7 milhões de euros.

9. Matt Ryan

 

 

Matt Ryan ganhou o MVP da NFL (a liga de futebol americano) de 2016 ao colocar o Falcons na Super Bowl. Em 2017, encaixou 57,5 milhões de euros.

10. Matthew Sttaford

 

 

A lista dos 10 atletas mais bem pagos do mundo encerra com Matthew Sttaford, que assinou o contrato mais valioso da história da NFL no verão de 2017: em cinco anos vai ganhar 115,4 milhões de euros. Em 2017, amealhou 50,1 milhões de euros.

A lista é dominada por basquetebolistas (são 40 na lista dos 100 atletas mais bem pagos do mundo), ainda assim, o top 10 é composto maioritariamente por futebolistas.

Na contagem dos atletas mais bem pagos do mundo também estão presentes os condutores de Fórmula 1 Lewis Hamilton, Sebastianl Vettel e Fernando Alonso.

A Forbes volta a fazer contas dentro de alguns meses. A nova lista será revelada no final do primeiro semestre de 2019.

Pela primeira vez, mulheres ficam de fora deste ranking


Pela primeira vez desde que esta lista começou a ser feita, em 2010, não há uma única mulher na lista dos 100 atletas mais bem pagos do mundo.

A tenista Serena Williams, que na lista feita em 2017 era a única desportista feminina a figurar no ranking da revista norte-americana, ficou fora das contas na edição mais recente, lançada o ano passado.

Serena Williams ocupava o 51º lugar, com cerca de 23 milhões de euros. Segundo a estimativa mais recente da Forbes, a tenista ganhou cerca de 15 milhões de euros, valores que a colocam abaixo do atleta que ocupa o 100º lugar, o jogador da NBA Nicolas Batum, que conquistou cerca de 19 milhões de euros.

Os 20 atletas mais bem pagos do mundo em 2016


1. Cristiano Ronaldo (Portugal, Futebol) – 88 milhões de dólares;
2. Lionel Messi (Argentina, Futebol) – 81,4 milhões de dólares;
3. LeBron James (EUA, Basquetebol) — 77,2 milhões de dólares;
4. Roger Federer (Suíça, Ténis) — 67,8 milhões de dólares;
5. Kevin Durant (EUA, Basquetebol) — 56,2 milhões de dólares;
6. Novak Djokovic (Sérvia, Ténis) — 55,8 milhões de dólares;
7. Cam Newton (EUA, Futebol Americano) — 53,1 milhões de dólares;
8. Phil Mickelson (EUA, Golfe) — 52,9 milhões de dólares;
9. Jordan Spieth (EUA, Golfe) — 52,8 milhões de dólares;
10. Kobe Bryant (EUA, Basquetebol – retirado) — 50 milhões de dólares;
11. Lewis Hamilton (Inglaterra, F1) — 46 milhões de dólares;
12. Tiger Woods (EUA, Golfe) — 45,3 milhões de dólares;
13. Elli Manning (EUA, Futebol Americano) — 45 milhões de dólares;
14. Joe Flacco (EUA, Futebol Americano) — 44,5 milhões de dólares;
15. Tom Brady (EUA, Futebol Americano) — 44,1 milhões de dólares;
16. Floyd Mayweather (EUA, Boxe – retirado) — 44 milhões de dólares;
17. Rory McIlroy (Irlanda do Norte, Golfe) — 42,6 milhões de dólares;
18. Russell Wilson (EUA, Futebol Americano) — 41,8 milhões de dólares;
19. Sebastian Vettel (Alemanha, F1) — 41 milhões de dólares;
20. Philip Rivers (EUA, Futebol Americano) — 38 milhões de dólares.

Veja também:

Pedro Andrade Pedro Andrade

O amor à voz e às palavras levou-o, desde sempre, à rádio. Entrega-se à escrita (mais ou menos) criativa sem nunca esquecer a paixão pelo mar, pela boa comida e pelos serões rodeado da família e amigos.