Publicidade:

7 dicas para preparar a ausência do trabalho por licença parental

Tem um bebé a caminho? Conheça a nossa checklist para deixar tudo preparado para a ausência do trabalho por licença parental e facilitar o regresso.

7 dicas para preparar a ausência do trabalho por licença parental
Como aproveitar a licença sem temer o regresso

O nascimento de um filho é um motivo de alegria, mas pensar na sua ausência do trabalho por licença parental pode ser um motivo de stress. E tal acontece com mais frequência do que imagina, seja pelo sentimento de culpa por deixar mais trabalho para os colegas, ou por recear que a progressão na carreira sofra consequências por causa do tempo que vai estar fora. Saiba que, com a preparação certa, não tem que ser assim.

A licença parental é um período de dispensa de trabalho concedido na sequência do nascimento ou adoção de uma criança. Durante a licença é pago o subsídio parental, uma prestação social que substitui os rendimentos de trabalho do pai ou da mãe durante o período de licença.

A licença é atribuída por um período até 120 ou 150 dias seguidos. Se os pais optarem por gozar 120 dias de licença, a licença é remunerada totalmente. Se optarem por gozar 150 dias de licença, a licença é remunerada a 80%.

Preparar a ausência do trabalho por licença parental em 7 passos


A licença parental deve ser desfrutada em pleno, aproveitando todos os momentos para cuidar, acompanhar e criar laços com o seu filho. No entanto, sabemos também que é natural preocupar-se com o regresso ao trabalho.

Criamos uma lista com todos os passos necessários para preparar a sua ausência do trabalho por licença parental, pois toda esta preparação é fundamental para que aproveite este período importante para o desenvolvimento da criança e adaptação a uma nova realidade. Porque, afinal de contas, não tem de se desculpar por estar ausente do trabalho, apenas precisa de tornar a sua ausência o mais fácil possível para os seus colegas.

preparar a ausência do trabalho por licença parental

1. Crie uma agenda partilhada

Registe os seus projetos maiores ou aqueles que estão em curso para ter conhecimento do que vai acontecendo, em termos de prazos, enquanto estiver fora. Depois, faça uma lista de tarefas recorrentes, juntamente com a frequência, como chamadas mensais a clientes ou relatórios semanais. Usando essas informações, crie uma agenda online e partilhe-a com os seus colegas.

Ao criar esta agenda partilhada, terá a certeza das notificações que vão garantir que nada fique esquecido ou por fazer, sejam grandes projetos ou tarefas quotidianas.

2. Registe todos os seus procedimentos

Se trabalha com ferramentas especializadas, seja para gestão de projetos, gestão de clientes ou qualquer outra coisa, não assuma que todos vão saber usá-las.

Passe a informação aos seus colegas e, se possível, deixe todos os procedimentos documentados, com os passos necessários para a realização da tarefa.

Também poderá deixar minutas para comunicações mais recorrentes, por exemplo:

  • Crie um modelo com os pontos de conversa para telefonemas ou reuniões recorrentes;
  • Crie modelos de documentos para emails, apresentações e qualquer outra coisa que faça regularmente;
  • Crie rascunhos de relatórios nas suas ferramentas de análise que incluam todos os dados que considere importantes para que os seus colegas tenham acesso rápido.

Se usa o Google Docs, pode configurar um fluxo de trabalho para preencher modelos automaticamente sempre que seus colegas de trabalho realizem ações noutras aplicações.

3. Certifique-se de que todos os intervenientes se conhecem

Se trabalha diretamente com alguém fora da empresa, sejam freelancers, clientes ou fornecedores, é necessário certificar-se que o colega que o vai substituir e esse contacto externo se conheçam.

Apresente o seu colega aos contactos externos, enviando um email e, para que não sejam surpreendidos com a resposta automática de ausência e inclua também o intervalo de datas que vai estar fora. É importante que envie com antecedência estes emails de apresentação para que, caso surjam dúvidas, estas possam ser esclarecidas por si.

Para o seu colega de trabalho, deixe anotações sobre cada contacto e inclua notas sobre quando é preciso entrar em contacto com essas pessoas, se é melhor por email, por telefone ou presencialmente e qualquer outra informação que possa ser útil.

Peça para que essa comunicação, no caso do email, seja feita consigo em conhecimento (cc:), pois dessa forma, quando regressar, poderá rapidamente ficar a par das coisas que foram acontecendo e, além disso, poderá pesquisar nas suas mensagens informações relevantes sem precisar de perguntar ao seu colega.

4. Deixe credenciais ou senhas de acesso

Quer aproveitar todos os momentos com o seu filho sem ser incomodado, certo? Principalmente por motivos sem grande importância. Por isso, não se esqueça de deixar as senhas de acesso para, por exemplo, aplicações ou programas informáticos.

5. Distribua o trabalho e informe os seus colegas

Não interessa apenas preparar, é importante delegar tarefas, para que os seus colegas saibam o que é para fazer e quais as ajudas e alertas que vai deixar para eles. É importante que fale com eles pessoalmente e individualmente sobre o assunto.

Depois, para garantir a responsabilidade de cada tarefa, partilhe com todos os documentos com os assuntos que caberá a cada um. Ao partilhar este planeamento, todos os seus colegas vão saber quem é que está com quê e, se necessário, vão saber pedir informações e dados às pessoas certas.

6. Limpe a sua caixa de email

Para evitar dias de limpeza quando regressar, guarde algum tempo para gestão do seu email antes de se ausentar. Considere criar filtros para emails de contactos importantes, pois dessa forma, será mais fácil ficar a par das informações. Mesmo com alguém a substituir, convém entrar em contacto e informar que teve a oportunidade de analisar todas as mensagens de correio eletrónico.

Por fim, escreva uma mensagem de ausência temporária que inclua o período da sua ausência e quem poderá ser contactado durante esse período.

7. Defina os seus limites para ser contactado durante a sua licença

Ser ou não contactado durante a sua ausência do trabalho por licença parental é uma decisão sua, por isso, avise os seus colegas se pretende não ser contactado, se verificará o email uma vez por semana ou se permite que lhe liguem em caso de urgência. No entanto, deixe sempre bem claro que o ideal é não contactarem.

Veja também:

Inês Silva Inês Silva

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior e com uma pós-graduação em Assessoria de Comunicação pela Escola Superior de Jornalismo do Porto, o seu percurso profissional foi sempre na área da comunicação com a criação dos mais diversos tipos de conteúdos.

Saiba tudo sobre emprego