Publicidade:

Bancos online em Portugal: quais são e como funcionam

Sabia que há três bancos online em Portugal? São bancos que só funcionam pela Internet, mas oferecem o mesmo que os outros. Conheça-os.

Bancos online em Portugal: quais são e como funcionam
Saiba que bancos operam na Internet

Apesar de o mercado ser pequeno e haver ainda um longo caminho a percorrer, já há bancos online em Portugal e o mercado parece aceitá-los cada vez melhor. Mas o que difere os bancos online dos bancos tradicionais?

Bancos online em Portugal: como funcionam?


bancos online em Portugal

Os bancos online são instituições bancárias que trabalham quase exclusivamente através da Internet. Têm balcões físicos, mas em muito menor quantidade do que os outros bancos, e incentivam os clientes a realizarem todas as operações pelo computador ou smartphone em vez de procurarem a ajuda direta dos funcionários.

Os bancos online oferecem praticamente os mesmos produtos e serviços que os bancos tradicionais, mas, por privilegiarem o contacto digital, limitam as operações possíveis ao balcão – por exemplo, não é possível fazer levantamentos de dinheiro num balcão físico de um banco online.

Vantagens e desvantagens destes bancos


Que vantagens há em escolher os bancos online em Portugal?

A grande vantagem dos bancos online é a comodidade, porque não precisa de sair de casa para realizar as operações bancárias mais frequentes – pagamentos, transferências, ordens de débito e consulta de saldos.

No entanto, a maioria dos bancos tradicionais também oferecem soluções de net banking, que entram em competição com os bancos online. Assim, os bancos online em Portugal tiveram de distinguir-se da concorrência de outra forma e escolheram aquela que os clientes mais apreciam: os preços.

Na verdade, os bancos online em Portugal têm uma vantagem competitiva muito grande face aos bancos tradicionais: como têm muito menos balcões físicos, estas instituições têm muito menos funcionários e, consequentemente, menores custos de operação. Menores custos de operação, já se sabe, resultam em menores custos para o consumidor, porque o preço dos produtos e serviços baixa consideravelmente.

Quais são as desvantagens dos bancos online em Portugal?

O primeiro grande problema que os bancos online em Portugal tiveram de enfrentar foi a infoinclusão, ou seja, a percentagem de consumidores que se sente à vontade com o computador num grau tal que os deixe confiantes para proceder a operações bancárias meramente digitais.

Na realidade, utilizar um banco online implica conhecer o funcionamento dos computadores e da Internet num grau médio – pelo menos suficiente para deixar os clientes alerta para os perigos que a Internet esconde ao nível da segurança.

A segurança é, aliás, o segundo grande problema dos bancos online em Portugal: mesmo que cumpram as regras exigidas pela lei e estejam dentro dos requisitos de certificação, os bancos online estão sempre, de certa forma, dependentes da literacia tecnológica dos clientes – e esta, quando não existe, põe em causa a segurança do sistema.

Desta forma, os clientes dos bancos online enfrentam situações que, num mundo físico, não existem ou existem em grau muito menor: os esquemas de fraude e de phishing, os vírus, os acessos não autorizados e os roubos de credenciais.

Aderir a um banco online deve, então, ser acompanhado de um bom conhecimento sobre os princípios básicos de segurança online.

Os bancos online em Portugal


No nosso país há registo de apenas três bancos a privilegiar a operação online, sendo que dois deles têm como principais acionistas bancos tradicionais:

1. Activobank

O ActivoBank é uma instituição financeira que pertence ao grupo Millennium BCP, um banco tradicional que também tem presença no mercado português. Centra a atividade na Internet, mas também permite operações por telemóvel e telefone.

Entre os produtos oferecidos pelo Activobank encontram-se as contas à ordem, os cartões de débito e crédito, as contas poupança, os depósitos a prazo, os créditos (ao consumo e à habitação), os seguros (pessoais, de saúde, de viagem e para a casa) e as soluções de investimento (que incluem serviço de suporte ao investidor).

O atendimento ao cliente é feito, preferencialmente, por telefone. Funciona de 2ª a 6ª das 8 às 22 horas, aos sábados das 10 às 20 horas e aos domingos e feriados das 12 às 20 horas.

O banco tem, ainda assim, agências físicas em Aveiro, Gaia, Porto, Matosinhos, Leiria, Coimbra, Braga, Cascais e Lisboa (no Chiado, no Colombo, nas Amoreiras, no Vasco da Gama e no Saldanha), que estão abertas de segunda a sábado entre as 10 e as 20 horas.

2. Banco Best

Fundado em 2001, o Banco Best também é um dos bancos online em Portugal e tem como principal acionista o Novo Banco. Na oferta do Best estão as contas, os depósitos, as contas poupança, os cartões (de débito e crédito), os créditos (pessoal e à habitação) e os serviços de investimento, incluindo poupanças reforma.

O atendimento ao cliente é, sobretudo, telefónico e está disponível através de um número único que funciona entre as 7:30 e as 24 horas.

Também as agências físicas têm horário alargado e funcionam entre as 8:30 e as 19 horas. Encontra balcões desta instituição em Lisboa, no Porto, em Évora, em Faro, em Braga, em Aveiro e em Leiria.

3. Banco BIG

Dos bancos online em Portugal, este é o único que não está umbilicalmente ligado a um banco tradicional. Fundado em 1999 por um grupo de investidores privados, o BIG é o pioneiro dos bancos online em Portugal e oferece praticamente tudo o que um banco tradicional oferece.

Os produtos vão das contas ao crédito, das poupanças aos investimentos e a lista é tão longa que só mesmo uma visita ao site oficial é que o deixa devidamente esclarecido.

Além do apoio telefónico (que funciona de segunda a sexta, das 8 às 21 horas), o BIG oferece ainda apoio por correio eletrónico, o que é particularmente vantajoso quando quer guardar registo da conversa tida com o colaborador da instituição.

Tal como a concorrência, o Banco BIG também tem balcões físicos, e, talvez por ser o mais antigo dos bancos online em Portugal, é também o que tem maior representação: encontra balcões deste banco no Porto, em Lisboa, em Braga, em Linda-a-Velha, na Maia, em Guimarães, em Évora, em Leiria, em Coimbra, em Viseu, no Estoril, em Aveiro, em Loulé e em São João da Madeira.

De ressalvar que, independentemente de privilegiarem a atividade na Internet, estes bancos estão sujeitos às mesmas regras que os bancos tradicionais e, por isso, têm atividade registada no (e regulada pelo) Banco de Portugal.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].