Publicidade:

Barcelos: galos e demónios com pés de barro

Planeie uma escapadinha por Barcelos e conheça melhor o extraordinário figurado saído das mãos de artistas como Rosa Ramalho ou a família Mistério.

Barcelos: galos e demónios com pés de barro
Conheça o Figurado de Barcelos

Hoje com um papel ímpar na região, o figurado de Barcelos, começou como uma atividade paralela à olaria e sem grande significância. Mais tarde, com a perda da hegemonia da olaria, o figurado assume o papel principal no dia a dia dos artesãos.

Figurado de Barcelos: conheça uma terra de artistas


Com característica inconfundíveis – desde as formas às cores – o figurado de Barcelos é um bom mote para passar uns dias na região e conhecer mais sobre a história desta antiga arte, e o trabalho de alguns dos mais famosos artistas do país.

O figurado de Barcelos celebrizou-se com artistas populares como Rosa Ramalho e os seus cristos pretos, a família Mistério e as suas imagens a retratar romarias ou figuras religiosas, ou Júlia Côta e os seus diabos vermelhos vivos com formas disformes. Esta arte assenta na sabedoria popular, pejada de sonhos, loucuras, medos, a vida dura do campo, ou a religião.

Para ficar a conhecer melhor os artistas e as suas obras, rume até Barcelos e vá direto à feira semanal, às quintas feiras. Lá pode encontrar vários dos artesãos a vender as suas peças. Aproveite e ouça as histórias que têm para contar. Não será tempo perdido.

Museu da Olaria

Outro local imperdível para quem quer conhecer melhor esta tradição é o Museu da Olaria. Aqui, abrem-se as portas para o mundo fantástico, louco e único do figurado de Barcelos, com trabalhos originais da família Ramalho, Mistério, Júlia Côta ou dos ‘Pias’, entre muitos outros. Percorra o Roteiro do Figurado, enquanto caminha pela cidade. Em vários pontos estão réplicas das peças de vários artistas (feitas pelo escultor Albino Miranda) em homenagem aos diferentes artesãos e que representam as suas peças mais famosas.

Faça uma pausa para almoço no restaurante Furna ou no Pedra Furada (onde o fabuloso galo caseiro recheado é uma das grandes especialidades, mas que deve ser encomendado com antecedência) e prepare o GPS para seguir pelos caminhos que vão dar às oficinas dos artesãos, espalhadas nas freguesias à volta de Barcelos.

Aproveite ainda o fim de semana para conhecer outras artes da região como a olaria ou a cestaria e vime.

Razões e atividades não faltam para partir à descoberta de Barcelos, podendo ainda dar um salto a Viana do Castelo (35 quilómetros) e a Braga (22 quilómetros).

Barcelos

Como chegar?
Se vier do Porto siga pela A28 e A11 para a Variante à N103/N103 em Braga. Se vier de Lisboa siga pela A1 e A3 para a Variante à N103/N103 em Braga.

Onde ficar?
Hotel Bagoeira ou Hotel do Terço são boas opções para quem quer ficar perto do centro.

Onde comer?
Visite restaurantes locais e delicie-se com a gastronomia minhota como as papas de sarrabulho, galo assado à moda de Barcelos ou os rojões, em restaurantes como o Girassol ou o Tropical.

Veja também: