Publicidade:

Breaks de outono na Europa: para onde ir? Sugestões irresistíveis

O ar fresco e as cores brilhantes inspiram os viajantes a abraçar o ar livre e a aproveitar estes destinos para breaks de outono na Europa.

Breaks de outono na Europa: para onde ir? Sugestões irresistíveis
Destinos improváveis que vão surpreender

Não é apenas o clima ameno e o facto de já não estarmos em época alta que fazem destes breaks de outono as viagens perfeitas para os próximos tempos, mas sim todo um conjunto de situações que convidam a aproveitar o que a vida tem de melhor.

E na Europa não faltam cidades que se revelam como destinos a conhecer e pelos quais se vai apaixonar. Confira as nossas sugestões para breaks de outono e marque já a sua próxima viagem.

Para somar mais vantagens, listamos, já a seguir, mais 8 destinos pelo mundo que já são clássicos para conhecer no outono.

5 breaks de outono a descobrir: as nossas sugestões na Europa


O clima mais frio e as cores quentes da época fazem com que o outono seja o momento ideal para uma pequena viagem especial.

Dubrovnik, Croácia

Dubrovnik
A Croácia é uma presença quase garantida em qualquer lista de locais incríveis e acessíveis e, como tal, não podia faltar nas sugestões de breaks de outono na Europa.

É uma cidade que se encontra rodeada de maciças paredes de pedra, o que lhe confere um aspeto medieval e que fazem desta pérola adriática um local difícil de resistir, com um encanto de velho mundo, de outros tempos, com ruas pavimentadas de calcário, dando uma sensação de contacto com a natureza, principalmente durante os dias quentes de verão.

Além disso, se o tempo o permitir, a costa croata promete mergulhos até novembro aliados a uma cidade liberta das imensas multidões que a invadem no Verão, bem como desfrutar de uma programação cultural intensa, que vai enriquecer corpo, espírito e alma.

Valletta, Malta

valleta malta

A série Game of Thrones colocou meio mundo a falar de Malta, dado que foi o palco de muitos locais das filmagens. De tal forma aumentou o interesse, que Valletta foi eleita Capital Europeia da Cultura em 2018. Por isso, esta é a altura ideal para uma visita.

Malta é composta por um pequeno grupo de ilhas com um clima agradável e infraestruturas turísticas em constante melhoria, sendo que a pequena capital de Valletta é classificada de Património Mundial da UNESCO e oferece uma mistura agradável de locais históricos e praias agradáveis.

A cidade foi construída pelos Cavaleiros de São João numa península de apenas 1 quilómetro por 600 metros. E tem conseguido manter a sua elegância de séc. XVI, bem como as atrações turísticas, que a tornam num local que facilmente lhe fará parecer que conheceu desde sempre.

Hallstatt, Áustria

HallstattFonte: Max Pixel

Com casas de cor pastel que refletem visivelmente as águas cristalinas do lago e com montanhas imponentes por todos os lados, só a beleza de Hallstatt, sem mais nenhum outro fator, seria motivo mais do que suficiente para pensar em visitar a região.

Esta cidade encontra-se na base dos alpes austríacos, bem na margem de um lago, revelando-se, assim, como um cenário pitoresco. E outubro é mesmo a melhor altura para visitar, dado que quase não há turistas e poderá percorrer com tempo e sem confusão as ruas estreitas, descobrindo as bonitas casas coloridos e os restaurantes acolhedores que o farão sentir-se em casa.

Como cenário de fundo, encontra os barcos que passam tranquilamente pelo lago, da estação de comboio até à aldeia, situada precariamente num estreito trecho de terra entre a montanha e a costa.

Terras Altas (Highlands), Escócia

HighlandsFonte: Max Pixel

As terras altas escocesas são bonitas a atrativas em qualquer altura do ano, mas o outono sem dúvida que lhes dá um encanto especial. Esta região é a prova viva de que a Escócia tem, indiscutivelmente, algumas das mais belas paisagens do Reino Unido e, quiçá, talvez mesmo do mundo.

Visitar as Terras Altas é como se entrássemos num cenário de filme místico e fizéssemos parte do enredo. É tudo tão incrível que o local já foi, inclusivamente, nomeado pelo famoso guia de viagem Rough Guide como o país mais bonito do mundo, pelas “praias selvagens, os lagos profundos e os castelos escarpados” das terras altas da Escócia, que não têm comparação.

Transilvânia, Roménia

Transilvânia

Os vales florestais da Transilvânia e os castelos góticos são a imagem popular mais frequente quando pensamos em Transilvânia. Mesmo antes de chegar, a maioria dos visitantes pode imaginar esta terra de contos de fadas sombrios, onde o nevoeiro se espalha como se fossem teias de aranha.

Todo um cenário místico, mas que envolve de magia as paisagens emocionantes que convidam a passeios pelo Parque Nacional Piatra Craiului ou pelas Montanhas Bucegi. Quem sabe por lá não encontra o famoso Conde Drácula que preenche o imaginário e é indissociável da região?

E mais 8 destinos que já são um clássico das breaks de outono


Copenhaga

Começamos com esta lista de sugestões para breaks de outono, com um destino no norte da Europa. Contacte com a cultura nórdica numa escapadinha à capital da Dinamarca. Deixe-se surpreender pela tranquilidade e pela organização desta bonita cidade, onde a qualidade de vida se sente nos mais pequenos detalhes. Arquitetura, design, natureza… e a cozinha escandinava para descobrir.

Marraquexe

Por que não uma escapadinha exótica? Falamos-lhe de ir até Marraquexe e mergulhar na cultura marroquina. Os mercados, os jardins, a comida, a arquitetura, o artesanato… Uma atmosfera diferente que cruza elementos africanos com árabes numa mescla enigmática, que agora pode descobrir numa viagem deliciosa por um preço irresistível.

Roma

Roma

Para namorar, para apreciar arte, para reavivar as aulas de história, para comer divinalmente: a capital italiana é perfeita para tudo isto e muito mais. Se já lá foi, vai adorar voltar; se ainda não conhece, aproveite esta oportunidade para viajar até à cidade do Coliseu, da Fontana di Trevi, do Vaticano e de tantas outras atrações intemporais.

Budapeste

Simultaneamente monumental e pitoresca, assim é Budapeste, a capital da Hungria. Com um passado que lhe dá carisma e se reflete nos edifícios elegantes, nas praças românticas, no Danúbio majestoso. Se esta for a sua escolha, deixamos-lhe uma dica: um cruzeiro noturno pelo rio, de onde se obtém uma perspetiva diferente e maravilhosa daquela que já foi apelidada de “Paris do Leste”.

Bilbau

bilbau

A capital do País Basco perde muitas vezes para cidades espanholas com mais notoriedade, com Barcelona e Madrid. No entanto, Bilbau apresenta uma série de atributos, capazes de seduzir o mais viajado dos turistas. Se em décadas passadas esta era uma cidade cinzenta e industrial, hoje é uma urbe cosmopolita, jovem e criativa. O Museu Guggenheim é apenas uma das faces desta nova Bilbau, que merece ser visitada.

Londres

Um destino que nunca sai de moda. Mesmo que já tenho visitado a capital inglesa, há sempre excelentes desculpas para lá voltar, seja um novo musical, uma nova exposição, uma cadeia de lojas que não há cá, ou as iluminações de Natal que surpreendem a cada ano. Mas esta não é uma cidade barata, por isso, se lhe puder juntar preços de viagem promocionais, tanto melhor.

Funchal

funchal

A campanha “Breaks de outono” inclui escapadinhas “cá dentro”. Aproveite esta oportunidade para viajar até à ilha que viu nascer Cristiano Ronaldo. O museu dedicado ao craque é apenas uma das atrações da Madeira, que inclui paisagens maravilhosas e uma gastronomia de comer e chorar por mais.

São Miguel

 

A capital dos Açores espera-o com a sua natureza impressionante. Uma escapadinha à maior ilha dos Açores é sinónimo de poder maravilhar-se com as lagoas mais incríveis e outros cenários espantosos que só este arquipélago de origem vulcânica lhe pode oferecer. Entre outras atrações estão também as plantações de ananás e de chá, que irão conferir a esta escapadinha um sabor especial.

Veja também: