Cão ou gato: descubra qual o amigo de estimação certo para si

Se quer um amigo de 4 patas, mas não consegue escolher entre cão ou gato, vamos deixar-lhe algumas indicações preciosas para decidir qual o melhor para si.

“sponsored by fidelidade”
Cão ou gato: descubra qual o amigo de estimação certo para si
Antes de escolher um felino ou canino, reflita sobre alguns aspetos

Para alguns, decidir entre ter cão ou gato pode ser fácil. Se adora cães e não gosta nada de gatos, ou vice-versa, então, de certa forma, a sua escolha já está feita. Porém, na hora de adquirir/adotar um animal de estimação, há também que ponderar sobre aquilo que o patudo precisa e aquilo que, efetivamente, nós temos para lhe dar.

Todo o animal, cão ou gato, precisa de amor, atenção, brincar, correr, ser alimentado e ter cuidados de saúde. Claro que nem todos precisam destas coisas na mesma proporção e é aí que residem as diferenças entre cão ou gato que deve conhecer para, assim, decidir qual é, realmente, o animal que mais pode fazer feliz, tendo em conta a sua personalidade e estilo/condições de vida.

Cão ou gato: caraterísticas destes dois amigos de 4 patas


cao ou gato

Cão

  • Fiel, afetuoso e protetor
  • Dependente e carece de companhia
  • Precisa de cuidados com o pelo, principalmente no caso dos cachorros de pelo longo
  • Gosta de correr e brincar
  • Necessita de passeios diários

Gato

  • Independente, lida bem com a ausência do dono e não precisa de muita atenção
  • Temperamental, mas carinhoso
  • Gosta de brincar
  • Territorial, pelo que não gosta de sair de casa
  • Limpos e higiénico

Cão ou gato: 8 aspetos a ter em conta na hora de escolher


1. Espaço

Comece por analisar o espaço disponível em casa. Enquanto que o cão precisa, normalmente, de mais espaço para correr, podendo mesmo ficar stressado e, até, agressivo por estar numa área mais limitada, o gato consegue ser feliz num apartamento bem pequeno.

Além da reação do animal ao espaço ser diferente, é certo que o gato ocupa menos espaço que o cão, principalmente se compararmos o felino com um cão de grande porte, para o qual não basta uma varanda.

Para quem mora num apartamento, é também importante considerar que um cão, por norma, faz mais barulho do que um gato, o que pode levantar alguns problemas junto do condomínio.

Saiba se pode ou não ter animais em apartamento? >>

2. Tempo

Enquanto um gato é muito independente e odeia sair de casa, o cão precisa de muita companhia e adora ir dar um passeio. Por isso, neste ponto, deve definir muito bem o tempo que tem disponível e perceber se, realmente, tem capacidade para dar resposta às exigências de um cão e, por exemplo, levá-lo a passear todos os dias.

Outro aspeto que deve ter em conta é o das ausências ou viagens que tenha ou queira fazer e que impliquem deixar o seu patudo. Como já dissemos, isso para o gato não é problemático já que ele é independente e precisa de menos cuidados. Já o cão precisa de companhia e supervisão.

Por estes motivos, costuma dizer-se que o gato é o animal de estimação ideal para quem mora e passa pouco tempo em casa, visto que eles se lavam sozinhos, fazem as suas necessidades fisiológicas na caixa de areia sanitária, comem pouco e não costumam fazer muitos estragos.

3. Companhia

Contudo, se o que procura é companhia e um animal sempre pronto para passear ou brincar, sem dúvida que o cão é uma escolha mais sensata. Ele gosta de companhia, de dar e receber carinho e de brincar e correr, pelo que se tem crianças em casa, esta pode mesmo ser a opção mais indicada. Embora o gato também seja afetuoso e brinque, não é uma companhia tão presente, nem intensa como um cão.

4. Destruição

Neste ponto, não há como definir uma escolha preferencial. Até porque o maior ou menor número de asneiras feitas depende muito do animal e do treino que recebeu do dono. Se o gato tem unhas afiadas e adora os cantos das camas, sofás e estofos em geral, o cão tem dentes e não dispensa um bom sapato.

5. Transporte

Neste caso, de uma maneira geral, temos de afirmar que o transporte de um gato é mais fácil, graças às caixas de transporte, onde até podem caber dois gatos. No caso do cão e dependendo do porte, a situação pode ser mais complicada, sobretudo se não tiver carro e precisar de o levar ao veterinário com urgência.

Saiba mais sobre o transporte de animais >>

6. Bens essenciais

Para ter um gato precisa de uma tigela de comida e água, uma caixa de areia, alguns brinquedos , papéis de raspar e uma escova para limpeza. Já no caso do cão é necessária uma tigela de comida e água, uma coleira e trela, uma alcofa, brinquedos, objetos para roer e snacks. À partida, a despesa em utensílios para o cão é superior à despesa com o gato mas, também, tudo depende das prioridades e escolhas que fizer.

7. Alimentação

Embora a quantidade de comida ingerida por um gato varie de acordo com o seu tamanho, é certo que os gatos exigem menos alimento do que a maioria dos cães. Enquanto que o gato precisa de 250 e 300 calorias por dia, um cão necessita de 25 a 30 calorias por kg, por dia. Neste campo, é provável que um gato lhe fique mais em conta.

8. Treino

O gato não exige tanto treino (pelo menos para as tarefas do dia-a-dia), não revela tantos problemas de comportamento e, como é muito limpo, rapidamente aprende a usar a caixa de areia. Neste departamento, sem dúvida que o cão dá mais trabalho, pois precisa ser treinado, socializado e educado o que, se não conseguir fazer por conta própria, exigirá que gaste alguns euros num treinador de cães profissional.

Saiba o que faz um treinador de cães >>

Conclusão


Se não sabe qual animal escolher, pode sempre arriscar e escolher os dois. Desde que possua todas as condições necessárias para acolher ambas as espécies, saiba que é perfeitamente possível que cães e gatos convivam em plena harmonia no mesmo espaço. As suas caraterísticas opostas acabam por se complementar e podem trazer à sua vida tudo aquilo de que precisa.

Porém, se só pode assumir os custos com um animal e tem mesmo de escolher entre cão ou gato, sugerimos que pondere bem sobre cada um dos aspetos expostos anteriormente e veja qual o animal com mais prós do que contras, segundo a sua perspetiva e realidade de vida, claro.

Já agora, fique a saber que, se optar por um cão, raças como os Beagle, Cocker Spaniel e Golden Retriever são indicadas para quem tem crianças; Labrador, Dobermann, Pastor Alemão e o Galgo são boas para quem procura companhia, proteção e um cão desportista; Whippet, Labrador e o Boston Terrier são ótimas para quem já tem outros animais em casa; finalmente, Pug, Papillon, Poodle e Yorkshire são aconselhadas para quem vive num apartamento.

Por outro lado, se a sua escolha recaiu sobre um gato, vamos também deixar-lhe dicas e informações importantes. Os gatos de raça gigantes, como os Ragdoll, são ótimos para quem vive num apartamento; para quem não tem muito tempo, o ideal é optar por um gato de pelo curto, já que obriga a menos gastos de tempo e dinheiro com a pelagem.

Veja também: