Publicidade:

Os carecas precisam de usar champô? Eis a questão

Qualquer coisa serve? Até o gel de banho? Ou os carecas precisam de usar champô? Dicas sobre como cuidar de um couro cabeludo sem pêlos.

Os carecas precisam de usar champô? Eis a questão
Cuidados a ter por quem não tem cabelo

Mesmo quem é calvo questiona-se muitas vezes se os carecas precisam de usar champô. Efetivamente, esta é uma pergunta importante e perceber a importância dela é fundamental.

Convém ter em conta que a higienização do couro cabeludo não é, meramente, uma questão estética ou de vaidade. Lavar a cabeça, hidratá-la e protegê-la é essencial para a saúde e bem-estar de todos nós, independentemente de termos ou não pêlos na região. Portanto, sim, os carecas precisam de usar champô. Saiba porquê.

Porque é que os carecas precisam de usar champô?


careca

Sejamos diretos e comecemos já por constatar que sim, os carecas precisam de usar champô. Agora, foquemo-nos na explicação.

A oleosidade e a sujidade irão continuar a acumular-se no couro cabeludo que, por sua vez, continuará a necessitar de um cuidado específico, prestado por um produto próprio, neste caso champô.

A função de um champô não é apenas a lavagem dos fios de cabelo, mas também a eliminação das impurezas e resíduos que se acumulam no couro cabeludo, principalmente no dos carecas, mais expostos a fatores externos como poluição, sol e vento. Além disso, usar champô previne a descamação e o surgimento de caspa.

No momento de enxaguar, deve também ter alguns cuidados. A água deve ter uma temperatura fria a morna (nunca quente!), visto que, porque a pele da cabeça é muito sensível,  a água muito quente até pode aumentar a oleosidade do couro cabeludo.

E se acha que lavar a cabeça com o sabonete ou o gel de banho produz o mesmo efeito que o champô, desengane-se. O uso de sabão na cabeça pode fazer com que o couro cabeludo fique sim mais seco, pelo que não é recomendável.

Qual o champô mais indicado?

O facto de ser aconselhável o uso de champô por carecas não significa que qualquer champô seja adequado. O recomendável é que aposte em produtos suaves que não irritem a pele e os aplique cuidadosamente, massajando delicadamente com a ponta dos dedos. Existem já produtos próprios para calvos que vale a pena conhecer.

Outros cuidados a ter com o couro cabeludo de quem é careca


Protetor solar

A exposição direta ao sol a que a careca fica sujeita pode causar queimaduras graves e manchas na pele, as quais podem dar origem a problemas maiores, como cancro de pele (em casos mais extremos).

Por essa razão, quem não tem cabelo deve não só proteger e tapar o seu couro cabeludo com um chapéu, por exemplo, como também usar protetor solar (no mínimo com FPS 30), aplicando na cabeça, atrás das orelhas e pescoço. Importante é que, após a exposição, lave a cabeça de modo a remover o creme e coloque o chapéu a arejar, trocando-o e lavando-o com frequência.

Não se esqueça que a cabeça transpira, fazendo com que o chapéu ou boné que usa se torne num ambiente húmido e abafado, propício à proliferação de fungos e bactérias.

Ver produto >>

Creme hidratante

Para além do uso de protetor solar, pode ser necessário e aconselhável um creme hidratante, que ajude à absorção do protetor e dê um aspeto mais homogéneo à pele do seu couro cabeludo. Tal deve ser uma rotina diária, independentemente de se ir ou não expôr ao sol, até porque os raios UV existem o ano todo, mesmo que encobertos por entre as nuvens.

Hidratação

Beber água é sempre importante e fundamental e ajuda, particularmente, quem não tem cabelo a estar protegido. E, se pensa que este é um cuidado que só deve ter no verão, está muito enganado. Claro que a hidratação é essencial após uma longa e intensa exposição solar, mas também crucial nos dias secos de inverno.

Veja também: