Publicidade:

Faz mal deixar o carregador sempre ligado à corrente: verdade ou mito?

Há questões que parecem intermináveis: será que faz mal deixar o carregador sempre ligado à corrente? Descubra neste artigo se é mito ou verdade.

Faz mal deixar o carregador sempre ligado à corrente: verdade ou mito?
Explicamos-lhe tudo

A bateria de um smartphone, por ser um dos componentes que menos vida útil tem, suscita várias dúvidas sobre aquilo que, de facto, é uma boa prática de carregamento. Como se deve carregar, durante quanto tempo, quais os melhores acessórios… Mas outra questão muito frequente é se faz mal deixar o carregador sempre ligado à corrente ou não. Desmistificamos o assunto.

Será que faz mal deixar o carregador sempre ligado à corrente?


carregar

Para muitas pessoas, é normal e frequente aproveitar o período noturno para colocar o telemóvel a carregar, muitas vezes durante toda a noite, até efetivamente acordarem e o desligarem da corrente. Mas será que estão a fazer bem ou mal? Estão ou não a danificar a vida útil daquela bateria e do próprio carregador?

A verdade é que existem muitos mitos em torno das baterias dos smartphones, mas, antes de tudo, é importante que saiba que, nos dias de hoje, os telemóveis incluem baterias que funcionam à base de ciclos. Isto significa que se dispositivo atingir os 100% de carregamento, o facto de este continuar ligado à corrente não vai danificar a bateria – isto porque, chegando a esse valor, o ciclo encerra automaticamente.

Isto significa, também, que o carregador não ficará comprometido, isto porque não será mais “utilizado” assim que o carregamento for concluído. Assim, deve ter isto em mente antes de fazer várias e intermináveis questões a si próprio sobre aquilo que corrompe, ou não, um carregador ou uma bateria.

Verifiquemos, então (e de acordo com um especialista), a veracidade de uma série de questões em torno da problemática de ter o carregador sempre ligado à corrente.

Um carregador utiliza energia quando está ligado à corrente

Mito. As componentes que permitem carregar um telemóvel são, também, importantes. Uma questão que, provavelmente, já se colocou é se um carregador, ou outro acessório ligado a uma corrente, está a consumir energia se não estiver, efetivamente, a carregar algum dispositivo.

A verdade é que não, o facto de estar simplesmente ligado a uma corrente (sem um dispositivo a carregar na outra extremidade) não vai pesar na sua conta da eletricidade. Um carregador só consome energia se estiver a carregar um telemóvel, por isso pode deixá-lo ligado mesmo quando o smartphone não está a carregar.

Não é seguro deixar um carregador ligado à corrente

Mito. Os componentes que, de uma forma ou de outra, requerem uma ligação a uma fonte de energia, são altamente estudados e desenvolvidos para evitar eventuais “catástrofes” no caso de existir alguma descarga elétrica ou curto circuito.

É um facto que desastres acontecem e que há eventos que, de facto, não podemos evitar e esta é uma questão que surge várias vezes quando as condições climatéricas são mais adversas. Ora, uma das maiores causas de curtos circuitos são os relâmpagos que atingem os postes de energia elétrica que, por sua vez, alimentam cada casa. Mas, se não tivermos isso em conta, a probabilidade de um carregador ficar danificado quando não está a carregar nenhum dispositivo (e quando não está em casa) é, realmente, muito baixa.

plug

Deixar o carregador ligado à corrente afeta a sua vida útil

Mito. Este tipo de componentes tem uma durabilidade considerável, pelo que o mais provável é que mude de telemóvel (e até de carregador) antes que o carregador que tem neste momento deixe de funcionar por algum motivo.

Assim sendo, não se preocupe com a vida útil de um carregador porque, ao contrário da de uma bateria propriamente dita, esta é bastante longa. Aliás, só mesmo um componente especificamente desenhado para garantir e prolongar a bateria de um dispositivo poderia ser aceite nos dias de hoje.

A verdade é que uma bateria esgota-se muito mais facilmente do que um carregador, levando a que tenha de substituir a mesma na maior parte das vezes – este é, de facto, o componente que mais rapidamente se esgota e que tantas vezes vicia.

Utilizar componentes não oficiais compromete a bateria de um telemóvel

Verdade. Seja de que marca foram, se o seu telemóvel for vendido acompanhado de determinados acessórios, o melhor que tem a fazer é utilizá-los sempre. De outra forma, pode comprometer gravemente a vida útil da bateria de um smartphone, podendo mesmo viciá-la.

Sabemos que, por uma razão ou por outra, é provável que perca o carregador (ou até o cabo) entretanto, que este se danifique de alguma forma ou até que precise de mais do que um para diferentes sítios. O melhor é sempre procurar uma solução oficial e adequada ao seu smartphone.

Comprar acessórios não oficiais, até mesmo via Internet, não vai ser a melhor solução a longo prazo. O mais provável é acabar por comprar componentes que não têm as especificações indicadas e necessárias ao bom funcionamento da sua bateria, até porque são carregadores/componentes universais que se adaptam a qualquer modelo e isso não é, em princípio, bom.

Veja também:

Luísa Santos Luísa Santos

Licenciada em Ciências da Comunicação - Jornalismo, Mestre em Multimédia, cantora sem diploma nas horas livres. Trabalha atualmente em Marketing e Comunicação, é viciada em redes sociais e fervorosa adepta do desenrasque.