Publicidade:

11 coisas que não deve colocar na reciclagem, mas que podem ser reutilizadas

Fique a saber que há coisas que não deve colocar na reciclagem, pois não são recicláveis pelos métodos comuns. Sabe quais? Então, espreite a nossa lista e tome nota.

11 coisas que não deve colocar na reciclagem, mas que podem ser reutilizadas
Acha que tudo é reciclável? Olhe que não…

Todos temos o direito de fazer mais e melhor pelo nosso planeta e reciclar é, sem dúvida, uma dessas coisas. Todavia, há que saber reciclar, ou seja, preparar cada objeto para o seu processo de reciclagem. Neste sentido, é também importante ter noção de que há coisas que não deve colocar na reciclagem, pois embora pareçam não são recicláveis. Descubra quais são e passe a tratar estas coisas que não deve colocar no ecoponto da forma certa, ou seja, depositando-as no recipiente adequado.

11 coisas que não deve colocar na reciclagem: saiba onde descartá-las


reciclagem

1. Lâmpadas

Lâmpadas LED, fluorescentes e outras tipologias contêm mercúrio, por isso requerem um tipo de reciclagem específica. Elas devem ser reencaminhadas para um centro de reciclagem preparado para lidar com segurança com elementos químicos tóxicos.

Mais informações em amb3e >>

2. Pirex e copos

Os tradicionais pirex de vidro, onde levamos ao forno os nossos assados, assim como os copos, não devem seguir para o vidrão. Porquê? A resposta é simples. O vidro dos pirex é tratado para resistir a altas temperaturas, por isso não derreterá da mesma forma que o restante vidro. O mesmo acontece com os copos, cujo vidro é preparado para suportar quer temperaturas quentes, quer frias. Nestes casos, deve colocar estes objetos de vidro no lixo doméstico, embrulhados num pano de modo a garantir que ninguém se corta ao transportar o saco.

3. Objetos de cerâmica

Não é possível reciclar cerâmica. Por isso, se possui objetos deste material a nossa sugestão é que, antes de os colocar no lixo, pense bem se eles já não têm mesmo qualquer utilidade. Por vezes, algumas peças podem já não estar em perfeitas condições para servir à mesa, por exemplo, mas podem ser úteis para preparar os alimentos. Pode sempre doar algumas destas peças ou, também tentar vendê-las junto de empresas de construção que as queiram para as adicionar aos preparados de tijolo ou cimento. Finalmente, pode tentar contactar artesãos que, muitas vezes, necessitam destes materiais para as suas criações artísticas.

4. Cruzetas

Quanto às cruzetas de metal, elas não podem seguir para as máquinas de reciclagem, pelo que a solução é enviá-las para uma espécie de sucata. No que respeita às cruzetas de plástico, também nem todas são feitas de um plástico reciclável, pelo que a sugestão é: reduzir e reutilizar. Ou seja, tente reduzir o número de cruzetas que tem e traz para casa – sobretudo quando compra roupa – e procure reutilizá-las seja doando (quando ainda estiverem em bom estado), seja reutilizando-as para outros fins (decorativos ou outros).

5. Recipientes de esferovite

Enquanto que a esferovite que embala eletrodomésticos, por exemplo, pode ser reciclada colocando-a no ecoponto amarelo, os recipientes de esferovite não são recicláveis e, por isso, devem ser colocados no lixo comum. Claro que há sempre a possibilidade de os reutilizar em projetos criativos de artes manuais.

6. Espelhos

Para o vidro do espelho cumprir a sua função primordial – refletir -, ele tem de ser sujeito a um tipo de tratamento que o torna inapto para a reciclagem. Por essa razão, tente doar os espelhos que já não queira, transforme-os ou, caso estejam partidos, procure alguma empresa que lhes dê uma nova vida.

7. Embalagens de aerossóis semi-cheias

Não é possível reciclar embalagens de aerossóis que ainda tenham algum conteúdo. Por isso, antes de colocá-las no ecoponto amarelo, certifique-se de que estão 100% vazias.

8. Caixas de pizza

Neste caso, a questão não é o material da caixa – cartão -, o qual e perfeitamente reciclável. Mas sim os óleos e gorduras da pizza que, uma vez entranhados no cartão, inviabilizam a reciclagem deste último. Por isso, verifique sempre o estado da embalagem da pizza e recicle apenas as zonas que não estiveram em contacto direto com os alimentos.

9. CD’s

Os CD’s são compostos por metáis, plásticos e outros materiais pelo que não podem ser reciclados pelas vias tradicionais. Doe-os, reutilize-os em projetos criativos de DIY ou pesquise na internet, pois já existem alguns estabelecimentos preparados para os receber e encaminhar para canais de reciclagem específicos.

10. Janelas

As janelas compreendem vários materiais e são sujeitas a diferentes tratamentos até atingirem a sua estrutura final. Por essa razão, a nossa sugestão é que as venda/doe a empresas de sucata ou de objetos em segunda mão. Caso não o consiga fazer, embrulhe-as em pano e coloque no lixo comum.

11. Objetos eletrónicos

Os eletrodomésticos contêm mercúrio e outros elementos tóxicos que obrigam a uma reciclagem própria que, no caso português, deve ser feita nos pontos electrão espalhados por todo o país.

Confira os Locais de Recolha da Rede Electrão >>

Reciclar é super fácil. Porém, há que conhecer bem os objetos e ter consciência de que há coisas que não deve colocar na reciclagem, pelo menos para já. Isto, porque as técnicas de reciclagem estão em constante desenvolvimento e é possível que muitos destes itens se tornem recicláveis daqui a algum tempo. Fundamental é que, até lá, tenha sempre em mente estas coisas que não deve colocar no ecoponto, na hora de separar o lixo e fazer a sua boa ação em prol do planeta e da vida de todos nós.

Veja também:

Limpeza e Arrumação