Publicidade:

Como conquistar a independência financeira (e ficar com ela de vez)

Saber como conquistar a independência financeira é uma habilidade essencial para uma vida tranquila. Não adie mais e comece agora a cuidar do seu bolso.

Como conquistar a independência financeira (e ficar com ela de vez)
O dinheiro não compra tudo, mas ajuda a ter liberdade!

Todos os meses a cantiga é a mesma: o carro está na reserva, o ginásio pede a mensalidade ou o melhor amigo faz anos, mas já não tem coragem de pedir mais dinheiro aos pais ou um adiantamento ao chefe. Acabámos de descrever a sua vida? Então fique por aí: está na hora de aprender como conquistar a independência financeira de vez para nunca mais pedir nada a ninguém.

Como conquistar a independência financeira (e saber que lá chegou)

Pode considerar-se financeiramente independente quando for capaz de, todos os meses, fazer face às despesas habituais e ainda guardar uma parte do rendimento para o futuro.

De uma forma mais poética, aprendeu como conquistar a independência financeira quando sentir que se deita todas as noites sem medo que no dia seguinte apareça uma despesa inesperada e lhe leve os últimos tostões.

Do que preciso para ser financeiramente independente?

É essencial, em primeiro lugar, que tenha um rendimento mensal base constante. Não precisa de receber o mesmo todos os meses – quem não gosta de receber um extra de vez em quando? -, mas tem de garantir que entra sempre um valor mínimo constante para poder planear o mês.

Além do rendimento, é importante que tenha um fundo de reserva guardado. É este fundo que lhe vai servir de apoio se uma despesa inesperada aparecer e é ele que lhe dá a garantia de que, se algo correr mal, não tem de voltar a correr para casa dos pais. Idealmente, as suas reservas devem ser suficientes para viver, pelo menos, seis meses sem rendimento nenhum e mantendo as despesas habituais.

Importante é também não ter contas em atraso. Se ainda não pagou a fatura da água de há dois meses, ainda não aprendeu como conquistar a sua independência financeira – porque ela implica cumprir todas as obrigações em tempo útil.

Se quiser ser ambicioso no objetivo, aponte para o cenário idílico: aquele em que não só aprendeu como conquistar a independência financeira como a levou ao ponto máximo e não está dependente nem do seu emprego, nem do trabalho em geral. Soa bem, não soa?

Dicas para alcançar – e manter – a independência financeira

1. Gaste menos do que ganha

Gaste menos do que ganha

Esta dica parece óbvia, mas, se pensar bem, vai reconhecer que nem sempre se verifica. É muito, muito importante que gaste sempre menos do que ganhou a cada mês, porque quando deixa o orçamento “derrapar” está a dar uma facada na poupança e a deitar fora todo o esforço que fez até aqui.

Se precisa de motivação, pense que o dinheiro que está a gastar a mais foi precisamente o que lhe custou a poupar antes. Será que depois de ter desistido daquele fim de semana prolongado vale a pena gastar a poupança nuns sapatos?

2. Dê prioridade à poupança

Dê prioridade às poupanças

Quando o salário entra na conta, a primeira fatia a tirar deve ser a da poupança. Por exemplo, se decidiu que quer poupar 100€ todos os meses, retire esse valor do planeamento logo no primeiro dia e faça de conta que ele já não existe.

Saber como conquistar a independência financeira também é saber ser rigoroso. Não caia na armadilha do “poupo no próximo mês”. É para poupar todos os meses, sem falha!

3. Não deixe o dinheiro parado

Não deixe o dinheiro parado

O dinheiro parado desvaloriza, porque se mantém inalterado enquanto a inflação aumenta. Cuide dele e invista em algo que lhe dá rendimento: um depósito a prazo, um fundo de investimento, ações… algo com que se sinta confortável.

No entanto, tenha cuidado com os investimentos que faz, para não sofrer um golpe duro mais tarde: investimentos de risco dão mais lucro, mas também podem fazê-lo perder tudo.

4. Crie metas e objetivos constantes

Defina objetivos constantes

Conseguiu poupar tudo o que tinha planeado? Que bom! Hora de estabelecer o próximo objetivo!

Tal como o dinheiro, a sua ambição não pode ficar parada. A cada nova conquista, defina uma nova meta. É isso que o vai manter motivado e determinado em fazer a almofada financeira crescer.

5. Tenha um negócio próprio

Crie o seu próprio negócio

Como conquistar a independência financeira se não atingir primeiro a independência dos rendimentos? Descanse, não precisa de criar uma Amazon – basta qualquer coisa que lhe dê um extra no fim do mês.

Faz bolos deliciosos? Tricota peúgas como ninguém? É um ás a desenhar? Aproveite os talentos que o emprego normal não usa e ponha-os a render. Sem pressão, sem pressas. Tudo o que render já é lucro!

6. Arrende os seus imóveis

Arrende os seus imóveis

Quem lhe disse que aquele barracão velho no meio do campo não serve para nada enganou-o. Renove-o, ponha-o bonito e experimente pô-lo para arrendamento. Quem sabe não nasce ali o café com esplanada mais simpático da região?

Se tem imóveis, sejam eles de habitação ou não, pondere arrendá-los. Pode não enriquecer, mas pelo menos ajudam a pagar o IMI e a manutenção do espaço exterior – que passam a ser uma despesa a menos.

O mesmo é válido para campos e terrenos. Aquele descampado pode parecer-lhe inútil, mas se o vizinho do lado tiver animais… até pode agradecer o pasto!

Se quiser mesmo ser um mestre na arte de como conquistar a independência financeira, pense em investir as poupanças na compra de imóveis que depois pode arrendar. Assim fica com uma fonte de rendimento constante para somar a tudo o resto.

7. Seja flexível na forma como gasta

Seja flexível nos gastos

Esta dica é a mais importante, mas também a mais difícil. Sabemos bem que é agradável receber um extra e mimar-se com compras, mas mantenha-se consciente de que isso não deve ser a rotina. Se em algum momento o rendimento mensal descer, é imperativo que seja capaz de adaptar os seus gastos de acordo com a nova realidade.

Agora que já tem as ferramentas básicas, é hora de pôr mãos ao bolso. Desenvolva as suas próprias estratégias e partilhe-as com os amigos para lhes ensinar como conquistar a independência financeira – serão um grupo com muito mais aventuras para contar no futuro!

Veja também: