Publicidade:

Como cortar nas despesas desnecessárias

Procura dicas sobre como cortar nas despesas desnecessárias para fazer render mais o orçamento familiar sem exagerar no esforço? Chegou ao sítio certo!

Como cortar nas despesas desnecessárias
Uma melhor gestão é quanto baste!

O dinheiro não estica e todos os meses fechamos as contas da casa a pensar que podíamos ter feito mais. A verdade é que, em muitos casos, podíamos mesmo. E saber como cortar nas despesas desnecessárias é o primeiro passo para uma melhor gestão.

Não vamos, para já, entrar na loucura de deixar de comprar detergente, de reaproveitar roupa da avó ou de desligar o serviço de Internet para tentar usar o sinal do vizinho. Às vezes, são as coisas mais simples que fazem a diferença, e é para elas que vamos olhar.

Como cortar nas despesas desnecessárias: o plano


como cortar nas despesas desnecessárias

Antes de cortar a eito, olhe para as suas despesas todas do mês e analise as faturas. Há algumas que lhe parecem menos razoáveis? Há números assustadoramente grandes para o usufruto que teve? Então, é mesmo por esses que tem de começar.

Separe as faturas que lhe parecem desajustadas. Depois, divida-as em três categorias: produtos essenciais; produtos não essenciais e serviços. Cada categoria vai ter um plano de ação diferente que vamos explicar já a seguir.

Cortar nos produtos não essenciais

como cortar nas despesas desnecessárias

Esta é a parte mais fácil do processo. Já que está numa de aprender como cortar nas despesas desnecessárias, por que não aproveitar para parar de fumar? O tabaco encurta a vida e encolhe a carteira, por isso – e não querendo repetir o discurso que certamente já ouviu milhões de vezes – vai mesmo ter de apagá-lo da sua vida.

E aquele cartão de crédito que o leva a comprar televisões em mil vezes sem juros? Também é para ir. Mesmo que não pague juros, o facto de poder repartir o pagamento leva-o a comprar produtos caros com muito mais frequência do que faria se tivesse de pagar a pronto. Acabe com ele.

Cortar nos produtos essenciais

como cortar nas despesas desnecessárias

Agora é que temos de ser criativos. Saber como cortar nas despesas desnecessárias não tem de ser o mesmo que saber como viver sem produtos essenciais, por isso a solução passa por encontrar alternativas.

Começamos pelo mais difícil: medicamentos. Não vai parar de tomá-los, mas já pensou em comprar a versão genérica? E os livros escolares? Certamente não vai mandar as crianças para a escola sem livros, mas não arranja os dos filhos de amigos? Não conhece um professor que lhe ceda as versões gratuitas que as editoras enviam aos docentes?

O combustível também não dá para eliminar totalmente, mas dizemos-lhe um segredo: se abastecer o carro ao início da manhã ou ao final do dia, quanto está mais frio, a gasolina fica mais espessa e consegue abastecer o carro com mais combustível pelo mesmo valor. Contas boas de fazer!

Também a roupa é um produto essencial, porque não vai andar na rua de cuecas só porque aprendeu como cortar nas despesas desnecessárias. Mas já reparou que a roupa fora da época é bem mais barata? Experimente comprar umas botas em agosto e logo vê. Guarda no armário e quando chegar o inverno já está preparadíssimo – além de saber como cortar nas despesas desnecessárias melhor que ninguém.

Calma que ainda não acabámos: a cultura não alimenta o corpo, mas é essencial para alimentar a alma. No entanto, não precisa de comprar tudo. Procure o livro que quer ou o filme que ainda não viu na biblioteca municipal da sua cidade. Tudo legal, com qualidade e… gratuito! É o melhor negócio possível!

Cortar nos serviços

como cortar nas despesas desnecessárias

Aqui, mais do que cortar, a palavra de ordem é renegociar. Vamos lá pensar: quantas vezes usou o telefone fixo nos últimos três meses? Se tem sequer dificuldade em encontrar a resposta, é porque não usa com frequência – e aí vale a pena reajustar o serviço de telecomunicações e ver a fatura a descer.

O mesmo princípio se aplica a seguros, ginásios, associações e quaisquer outras subscrições que lhe levam dinheiro no fim do mês por um serviço que não usa na totalidade.

Além destas estratégias, vale a pena começar a olhar com mais atenção para as promoções e cupões de desconto que recebe em casa. Muitas vezes, podem nem parecer muito convidativas, mas se organizar as compras em função dos descontos é provável que consiga ver a diferença no final do mês e entenda como cortar nas despesas desnecessárias não tem de ser um sacrifício.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro e não é responsável pelos produtos apresentados. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se quiser sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].