Como encontrar o melhor crédito pessoal em 5 passos

Saiba quais os procedimentos a ter em consideração antes de contratar um crédito pessoal, pois podem fazer toda a diferença no custo total do empréstimo.

Como encontrar o melhor crédito pessoal em 5 passos
O que deve saber antes de contratar um crédito

Seja para investir num projeto pessoal, profissional, num curso de formação, trocar de automóvel ou mesmo para a aquisição de outros bens e serviços, contratar um crédito pessoal pode ser a solução para muitos dos seus problemas. Aliás, esta ferramenta financeira, quando bem gerida, pode, inclusivamente, promover a estabilidade das suas finanças pessoais.

Apesar de ser relativamente rápido obter este tipo de crédito – dada a facilidade burocrática do processo, os prazos de aprovação e a possibilidade de ser solicitado online – certifique-se de que fez de tudo para encontrar o melhor crédito pessoal do mercado, pois, assim, vai conseguir poupar muito dinheiro no final do mês.

Como avaliar se está a escolher o crédito pessoal mais vantajoso


pesquisar credito pessoal

Apesar de ser uma prática bastante comum nos dias que correm – garantindo celeridade, segurança e confidencialidade -, pedir financiamento exige ponderação e análise de um conjunto de fatores – que podem fazer a diferença no custo total do crédito. Assim, para conseguir um crédito pessoal mais barato deve ponderar o seguinte.

1. Tirar partido dos simuladores

Antes de contratar qualquer tipo de crédito ao consumo, deve fazer uma análise exaustiva de mercado, recorrendo aos simuladores online. Analise todas as ofertas, de todos os bancos e instituições, para, assim, escolher o crédito que mais se adapta às suas necessidades e que lhe oferece as melhores condições.

2. Ter um bom histórico bancário

No momento de pedir financiamento, as entidades bancárias vão averiguar se é um cliente de confiança ou um cliente de risco. Isto significa que vão averiguar se no seu historial de crédito há alguma situação de incumprimento ou se tem alguma situação irregular no Banco de Portugal.

As entidades bancárias poderão ainda analisar outros fatores relacionados com a sua saúde financeira, nomeadamente:

  • Estabilidade de rendimentos;
  • Ausência de registos de juros moratórios e/ou de outras comissões por atrasos em pagamentos;
  • Reduzida taxa de esforço.

3. Prestar muita atenção à TAEG

Informe-se devidamente sobre as condições associadas ao crédito que pretende contratar, sobretudo à Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) – que representa o custo total do crédito pessoal.

Esta taxa engloba todos os encargos associados ao empréstimo e varia de entidade para entidade. Portanto, é essencial que identifique a mais vantajosa do mercado para o valor que irá contratar, bem como para o prazo de pagamento.

Sendo o juro o custo do dinheiro, quanto mais baixa for a taxa de juro, melhor. Ainda assim, avalie sempre a relação entre montante, taxa de juro e o prazo de pagamento. Poderá querer pagar o crédito o mais rápido possível e, para tal, não se importar de ter uma prestação mais elevada – opção mais vantajosa em termos do custo global do crédito. Ou, pelo contrário, optar por uma prestação mensal baixa com um prazo mais alargado.

Custos incluídos na TAEG:

  • Juros;
  • Comissões;
  • Impostos;
  • Seguros obrigatórios para o pedido de crédito;
  • Outras despesas associadas ao contrato de crédito.

4. Avaliar os prazos de reembolso

Importa frisar que prazos de pagamento alargados oferecem prestações mensais baixas, mas não são sinónimo de um crédito pessoal mais barato. É fundamental que não se deixe iludir com esta questão.

Tendo em consideração a oferta de mercado, o melhor crédito pessoal será sempre aquele com o valor total a pagar mais reduzido e não aquele com as prestações mensais mais baixas. Além disso, as melhores condições para subscrever um crédito pessoal são definidas pela taxa de juro, que deve ser baixa. Ou seja, opte sempre por um crédito pessoal que apresente a TAEG mais atrativa.

5. Analisar muito bem a FINE

A Ficha de Informação Normalizada Europeia (FINE) é um documento no qual devem constar todos os detalhes associados ao crédito. Este é um documento que tem obrigatoriamente de acompanhar qualquer proposta ou contrato de crédito.

Na FINE consta toda a informação sobre o produto bancário que está a contratar, informação esta que deve ser prestada de forma completa e transparente. Analise a taxa de juro, o spread, todos os produtos associados, as condições gerais e, claro, o valor total que vai ter de devolver ao banco.

Crédito pessoal no Montepio Crédito: vantagens


Como encontrar o melhor crédito pessoal em X passos

Tratando-se de uma entidade especializada em efetuar crédito ao consumo há mais de 25 anos, o Montepio Crédito garante aos seus clientes prazos de pagamento muito flexíveis, taxas atrativas e oferece a possibilidade de englobar despesas e seguros no montante de financiamento. É efetuada uma avaliação prévia do seu perfil financeiro e ajustada a prestação a reembolsar de acordo com as necessidades do cliente.

O crédito pessoal do Montepio Crédito permite a escolha de prazos de financiamento alargados até aos 96 meses e montantes máximos de financiamento até 25.000€. Adicionalmente, permite que os seguros e/ou encargos associados ao financiamento sejam incluídos no empréstimo, e garante também uma prestação fixa durante todo o período do contrato.

Mas as vantagens não se ficam por aqui.

  • Oferta de um cartão de desconto em combustível até 10 cêntimos (Cartão BP Bónus) para novos clientes;
  • Não precisa de alterar a domiciliação do seu ordenado;
  • TAEG desde 10,5%;
  • Decisão em menos de 24 horas;
  • Transferência do dinheiro, no máximo, em 48 horas úteis;
  • Possibilidade de inclusão no financiamento de seguros que protegem o cliente contra imprevistos.

Exemplo de financiamento de Crédito Pessoal de 3.000€

  • Prestação: 75,77€*
  • Prazo: 48 meses
  • Montante solicitado: 3.000,00€
  • TAEG: 13,7%
  • Obrigatória Subscrição de Seguro de Vida

*Exemplo para um financiamento de 3.000,00€ em Crédito Pessoal com uma TAN: 9,400%, taxa fixa. Ao valor da mensalidade acresce comissão de processamento da prestação de 1,56€. Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC) 3.822,55€ (inclui Imposto de Selo de Utilização de Crédito a deduzir ao valor financiado). Obrigatória subscrição de seguro de vida (incluído na TAEG) cujo prémio a pagar é de 38,71€. O cliente pode optar por efetuar o pagamento do prémio no início do contrato, financiar e pagar o mesmo durante a sua vigência ou contratar o seguro em qualquer seguradora, desde que salvaguardadas as condições expressas na ficha de produto disponível em www.montepiocredito.pt. Crédito destina-se a particulares para financiamento sem finalidade específica. Crédito sujeito a aprovação.

Saiba mais sobre o crédito pessoal do Montepio Crédito >>

Veja também: