Publicidade:

Como organizar despesas mensais: 5 passos essenciais

Se quer ser o mestre da poupança e saber como organizar despesas mensais, este artigo é para si. Confira as nossas dicas e mude já de vida.

Como organizar despesas mensais: 5 passos essenciais
Siga as nossas dicas

Entre faturas, créditos e tantas outras despesas, nem sempre é fácil estar a par de todos os gastos da sua família. Assim sendo, é fundamental que saiba como organizar despesas mensais de forma simples e eficaz.

Se já perdeu a conta aos gastos antes do final do mês, este artigo é mesmo para si. Para começar, deverá dividir o seu ordenado da seguinte forma:

  • 10% do salário deve ser guardado no início de cada mês (numa conta poupança, por exemplo);
  • 35% deve ser reencaminhado para o pagamento das despesas com a habitação: renda, seguros, condomínio, luz, água, gás, telemóvel, internet, alimentação e despesas diárias;
  • 25% deve ser gasto em refeições fora de casa, atividades de lazer com família e amigos e férias;
  • 15% do salário deve ser gasto com despesas relacionados com o seu veículo próprio (créditos e seguros);
  • 15% do vencimento mensal deverá ser alocado para o pagamento de prestações relativas a cartões de crédito ou outros créditos pessoais (se não for o caso, pode optar por juntar este valor ao montante reencaminhado para a conta poupança).

Como organizar despesas mensais: guia prático

como organizar despesas mensais

1. Faça o inventário das suas despesas

Comecemos pelo básico: defina quais as despesas fixas e as variáveis. Os custos fixos dizem respeito às despesas que tem todos os meses e cujo valor é constante: falamos da renda, do passe de comboio ou de autocarro valor e da mensalidade da Internet.

Já os custos variáveis dizem respeito às despesas que mudam consoante a respetiva utilização do serviço: falamos da fatura da água, eletricidade e gás, por exemplo. A despesa existe, mas não é constante. Feitas as contas, a soma das despesas fixas e variáveis gera o custo final mensal que sairá obrigatoriamente dos seus bolsos.

2. Guarde todos os talões (mesmo todos!)

Este é o segredo para saber como organizar despesas mensais: deve guardar todos os talões de todas as compras feitas ao longo do mês (num dossier) e aponte num bloco ou caderno todas as despesas do mês. No final, pode somar todos os valores e perceber quais os gastos totais.

3. Faça estimativas para o ano

No final do primeiro mês, faça a estimativa para o resto do ano. Nesta altura, pode ainda definir quais os gastos supérfluos e que podem ser reduzidos (café, tabaco, refeições fora de casa, etc.) ao longo dos meses seguintes. Vai ficar surpreendido com o montante que vai conseguir poupar ao final do ano.

4. Crie o seu mapa de gastos pessoais

Chegou a altura de criar um documento mensal onde vai apontando todos os seus gastos. Pode optar por criar um documento Excel. Defina as categorias (renda, alimentação, internet, despesas com transporte público, etc.), insira os valores e a soma é feita automaticamente.

5. Faça os balanços mensais

No final de cada mês terá de fazer as contas: subtrair aos seus rendimentos o valor de todas as despesas. O resultado obtido será o seu saldo mensal. No final do ano, pode (e deve) fazer um balanço anual: deverá subtrair o total dos rendimentos ao total das despesas para saber qual o saldo do ano.

Agora já sabe com organizar despesas mensais e não tem desculpas para se perder no meio de todas as faturas e recibos. Comece hoje mesmo a mudar a sua vida.

Veja também: