Publicidade:

Como poupar dinheiro em mobília: 12 dicas

Quer mudar a decoração e precisa de saber como poupar dinheiro em mobília? Há dicas simples que pode usar quer compre novo ou decida reutilizar.

Como poupar dinheiro em mobília: 12 dicas
Economizar comprando novo ou reciclando

De vez em quando, todos nós temos uma vontade súbita de mudar a decoração, comprar mobília nova, dar um novo look à nossa casa. Mas isso pode sair caro. Se quer saber como poupar dinheiro em mobília temos dicas para lhe sugerir.

As suas escolhas devem ser feitas em função do seu bem-estar, pensando nos seus gostos e nas suas necessidades. Mobiliar uma casa é sempre um processo muito dispendioso, no entanto, existem várias formas de gastar pouco em mobília.

Como poupar dinheiro em mobília nova

como-poupar-dinheiro-em-mobilia

1. Defina o que quer sem pressa

Viu aquele programa de televisão de remodelação de casas ou anda a “devorar” revistas de decoração? Inspirar-se é positivo, mas controle o entusiasmo. Não deixe que isso o leve a precipitar-se a comprar tudo ao primeiro impulso. A pressa é inimiga da perfeição. Pesquise bastante e defina o estilo que quer. Leve o seu tempo a visitar lojas e comparar preços para encontrar o produto que tem em mente com a melhor relação qualidade-preço.

2. Estabeleça um orçamento

Se já tem ideia do número de peças que quer, o estilo e até já identificou a mobília que quer comprar, faça um orçamento. É importante delimitar um teto máximo do dinheiro que vai gastar para não prejudicar o orçamento familiar. Não se esqueça de perceber se o transporte é gratuito ou se terá de acrescentar essa despesa.

3. Tire medidas

Já imaginou voltar a casa todo contente com a sua nova mesa de televisão e perceber depois que, afinal, não cabe na sala?! Acontece. Para evitar dissabores destes faça uma planta da divisão que quer decorar e tire medidas aos espaços onde quer colocar mobília. Peça sempre essa informação nas lojas para não correr mal. Isso vai também ajudá-lo a estudar a melhor forma de dispor a mobília.

4. Opte por um estilo neutro

Ao longo dos anos, as tendências mudam e os seus gostos também, por isso, opte por um estilo o mais neutro possível. Se quer uma sala com cores vibrantes, por exemplo, não compre toda a mobília colorida. As peças maiores e mais caras, como o sofá ou a mesa de jantar, deverão ser num tom mais natural. Acrescente cor em mobília mais pequena comprando um aparador ou consola de uma cor ao seu gosto. Essa peça ganhará destaque na sua sala e, se mais tarde se cansar dela, poderá pintá-la noutra cor ou substituí-la sem grandes gastos.

5. Considere mandar fazer a um carpinteiro

Encontrou o aparador perfeito para a sua sala mas só esta peça ultrapassa o orçamento para a divisão? Se já correu as lojas todas e não encontra alternativa, tente pedir orçamentos a carpinteiros. O mais certo é conseguir todos os móveis por metade do valor. Tem a vantagem de ainda poder pedir para alterar um ou outro pormenor para dar o seu toque pessoal e fazer da sua mobília exclusiva. Certifique-se de que a madeira é de boa qualidade para durar.

6. Grandes superfícies e promoções

Se a sua intenção é apenas mudar tendo conforto e estilo, e se acha que daqui a 2 ou 3 anos vai querer alterar a decoração, a melhor opção talvez seja comprar numa grande superfície. O IKEA é um excelente sítio para comprar mobília moderna e a preços acessíveis. Fique atento à época de saldos que podem chegar aos 70% de desconto. Aliás, aproveite os saldos e promoções, tanto em lojas físicas como online. Vá logo nos primeiros dias. Por vezes, as peças não estão em perfeito estado mas se o estrago for mínimo, aproveite.

Como poupar dinheiro em mobília com o que tem

como-poupar-dinheiro-em-mobilia

1. Preserve a vida dos seus móveis

Uma regra básica de como poupar dinheiro em mobília é preservar a que tem. Não limpe os móveis com panos ásperos, não coloque diretamente objetos quentes sobre mobília de madeira e utilize produtos de limpeza específicos para cada tipo de superfície. Não deixe as crianças comerem no sofá porque pode ficar com nódoas muito difíceis de tirar. Se tiver cuidados diários a sua mobília vai durar mais.

2. Baralhar e voltar a dar

Se a ideia é refrescar o look da sua casa experimente, simplesmente, mudar a disposição dos móveis ou trocá-los de divisão. Vai ver que, de repente, fica com uma divisão nova!

3. Aposte em elementos decorativos

Nem sempre a mobília é a alma da sua casa. São, muitas vezes, os pormenores e peças pequenas que fazem a diferença. Em vez de comprar mobília aposte em cortinas novas, almofadas de várias formas e padrões, candeeiros e outros objetos de decoração como jarras, molduras ou até plantas.

4. Mobília em segunda mão

Como poupar dinheiro em mobília comprando? Uma opção é visitar lojas de velharias e antiguidades, leilões e feiras. Lá pode encontrar mobiliário mais antigo que, com um pouco de trabalhos manuais, pode ganhar nova vida. Às vezes basta lixar e envernizar. Pode também tentar algo mais ousado e pintar numa cor vibrante, forrar a tecido ou papel.

5. Faça os seus próprios móveis

Se tem algum jeito para trabalhos manuais ou quer um novo desafio tente fazer os seus próprios móveis. Usando paletes e rodas pode fazer uma bonita mesa de centro ou um banco para relaxar adicionando almofadas. Há também imensas formas de fazer a sua própria cabeceira de cama também usando paletes ou biombos, por exemplo. Pesquise blogues de decoração e veja tutoriais para se inspirar.

6. Recicle os móveis que tem

Aproveite os móveis que tem ou aqueles que a sua família e amigos já não querem e recicle. Há imensas técnicas de bricolage, como o découpage ou o ar envelhecido, que são fáceis de fazer e resultam em trabalhos muito bonitos. Facilmente encontra tutoriais no YouTube com o passo-a-passo para reciclar móveis usados.

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.