Publicidade:

Como reduzir os custos de trabalhar em 6 passos

Ainda que algumas despesas não possam ser evitadas, a verdade é que existem formas de dar a volta a algumas delas. Saiba como reduzir os custos de trabalhar.

Como reduzir os custos de trabalhar em 6 passos
Poupança no quotidiano

Trabalhar e gastar dinheiro… É importante questionarmos se trabalhamos para gastar dinheiro ou se gastamos dinheiro para trabalhar. Acontece muitas vezes que a última opção é a mais comum. O facto de se trabalhar longe do local de residência, de ser uma oportunidade a não perder para o currículo, entre outras, contribuem para a situação. Saiba como reduzir os custos de trabalhar.

Algumas despesas são inevitáveis, mas através de simples mudanças e com a alteração de determinados comportamentos, vai ser capaz de poupar alguns euros com este tipo de gastos.

Como reduzir os custos de trabalhar: 6 dicas


1. Carpooling

Simplesmente partilha de boleias. Uma outra alternativa é utilizar os transportes públicos em vez de levar o seu carro para a empresa. Mas muitas vezes a distância implica uma grande perda de tempo e consequente quebra na qualidade de vida. Se não pode usar transportes públicos, já pensou em partilhar boleias com colegas que vivam perto de si? Podem chegar a um acordo e arranjar um sistema de partilhar os custos de gasolina e manutenção do carro.

2. Levar comida de casa

marmita

Passar a levar a famosa marmita de casa para o emprego é já uma prática bastante comum. E por boas razões. Além de ajudar a poupar, também ajuda a comer de forma caseira e saudável.

3. Proponha momentos de partilha

equipa trabalho

Parar a meio da manhã ou da tarde para tomar um café, beber água, lanchar ou simplesmente esticar as pernas, são práticas saudáveis para conseguir um dia de trabalho produtivo e ser um colaborador feliz. O café e pequenos snacks também custam dinheiro e são algumas as empresas que deixam isto à responsabilidade dos trabalhadores. Se este é o caso do seu local de trabalho, proponha aos colegas que se juntem e contribuam para estas pequenas grandes necessidades em conjunto. Como reduzir os custos de trabalhar enquanto convive.

4. Consiga um horário flexível

Atualmente, já existem muitas empresas que estão dispostas a deixar os seus trabalhadores trabalhar em horários flexíveis, o que pode ajudar a poupar! Não percebe como? Nos custos das viagens. Ir para o trabalho fora das “horas de ponta”, além de mais rápido, é mais económico, não só em termos de combustível, como em termos de desgaste de automóvel.

5. Benefícios empresariais

seguro saude

Felizmente são já muitas as empresas que têm as necessidades e dificuldades dos colaboradores em conta, oferecendo alguns benefícios. Desde apoio nos transportes, seguro de saúde, espaço para almoço/lanche de forma gratuita, creche para crianças pequenas, entre outros. Se a sua empresa tem estes apoios, não hesite em aproveitar. O seguro de saúde, por exemplo, pode ser muito útil a médio/longo prazo.

6. Trabalhar de forma remota ou a partir de casa

Sabemos que infelizmente esta possibilidade não é permitida por muitas entidades laborais, mas se for possível, ajuda. Se escolher trabalhar a partir de casa, vai estar a reduzir imensos custos. Ainda melhor seria poder trabalhar de forma remota para a sua empresa, mais perto do local de residência, não tendo de se preocupar com transportes e alimentação.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.