Publicidade:

Ir ao médico sem sair de casa? 4 sites para marcar consulta online

Com o desenvolvimento da internet, multiplicam-se os sites e as apps que permitem marcar consulta online. Saiba que plataformas levam os médicos até sua casa.

Ir ao médico sem sair de casa? 4 sites para marcar consulta online
Marcar uma consulta nem sempre tem de ser complicado

Já pensou em marcar uma consulta online? Não é segredo nem novidade que, hoje em dia, conseguir uma consulta médica pode ser mais complicado do que enfrentar um leão. Os problemas começam na marcação e terminam no tempo de espera pela consulta, que, muitas vezes, chega a ser de vários meses.

Talvez para contrariar esta tendência, o setor da saúde tem vindo a investir no aproveitamento das oportunidades que a Internet oferece. Atualmente, existem inúmeros sites e aplicações móveis que lhe permitem ir ao médico sem sair de casa: basta marcar uma consulta online.

Marcar uma consulta online: como, onde, vantagens e riscos


consulta online

Parece um sonho, mas é bem real. É mesmo possível ter um diagnóstico e um acompanhamento especializado sem sequer sair de casa: basta marcar uma consulta online para conseguir que um médico o ajude no conforto do seu lar.

Emboras as consultas online sejam uma realidade há já vários anos em países como os Estados Unidos da América ou o Canadá, só nos últimos quatro a cinco anos este fenómeno começou a verificar-se em Portugal.

Está é uma ótima opção para quando precisa de esclarecer dúvidas em relação a novos sintomas ou a doenças já identificadas previamente. Numa consulta online podem também ser identificados problemas que exijam, posteriormente, uma avaliação detalhada e presencial, por exemplo.

Frequentemente, os médicos optam, também, pelo contacto online para partilhar resultados de exames e análises, prescrição de medicação crónica e agendamento de consultas presenciais.

Os riscos das consultas online

Apesar do conforto, esta opção acarreta também alguns riscos. Em muitas situações, o acompanhamento médico online não deve substituir o contacto direto e presencial, uma vez que o diagnóstico obriga à observação do paciente.

Também a falta de regulamentação preocupa os especialistas, já que existe a hipótese das consultas serem dadas por médicos em situação irregular ou pessoas não certificadas. Por outro lado, importa ainda que as normas éticas e o sigilo das informações estejam absolutamente garantidos.

consulta online

4 sites para marcar uma consulta online


Atualmente, já são várias as plataformas que oferecem este tipo de assistência para os seus utilizadores. Desde a medicina geral a áreas mais concretas, como a psicologia, a assistência cobre vários problemas. Veja aqui alguns bons exemplos.

1. DoctorHome: esta é uma plataforma portuguesa que surge da necessidade de garantir o acesso a informação de saúde. O seu objetivo é facilitar a relação e o contacto entre médicos e utentes, através da possibilidade de colocar questões não urgentes a profissionais de várias especialidades. Permite, ainda, a realização de chamadas de vídeo e a marcação de consultas ao domicílio.

2. MyLinkedCare: o MyLinkedCare, para os pacientes, está associado ao LinkedCare, uma plataforma para médicos. Permite que o utilizador registe dados como o peso ou a pressão arterial e tem um sistema de alertas para quando os valores não são adequados ao seu perfil. Para comunicar com um médico e tirar as suas dúvidas basta fazer uma videochamada. Caso prefira, também pode marcar consultas presenciais.

3. Couch: esta é uma plataforma que procura resolver os problemas de acesso a especialistas em saúde mental por motivos sociais, económicos ou geográficos. No Couch o aconselhamento faz-se através de videochamada, pelo que terá aconselhamento psicológico através de qualquer computador ou smartphone.

4. Centro Sei: o Centro Sei dá-lhe acesso a aconselhamento remoto sobre especialidades como a psicologia clínica, a psicologia educacional, a terapia da fala ou a terapia psicomotora. Para isso precisa apenas de ter um dispositivo que lhe permita fazer chamadas por vídeo.

Veja também:

Inês Pereira Inês Pereira

Licenciada em Jornalismo e Pós-Graduada em Branding e Content Marketing, sempre se deu bem com a escrita. Embora prefira escrever com um teclado, não acredita nessa ideia de ler um livro através de um ecrã: um livro lê-se em papel e tem um marcador. Gosta de fotografia, de história e de conhecer o mundo.