Publicidade:

Cortei o cabelo e arrependi-me. O que fazer?

Cortei o cabelo e arrependi-me! Já aconteceu a todos, certo?! Por isso, deixamos-lhe dicas sobre como lidar com um corte de cabelo de que não se gosta.

Cortei o cabelo e arrependi-me. O que fazer?
Como lidar com um novo corte de cabelo?

Cortei o cabelo e arrependi-me. Este é o mote para o nosso artigo que pretende ajudar todos a lidar com um look menos apreciado. A verdade é que, por vezes, aquele corte que tanto gostamos de ver naquela atriz ou cantora não produz o mesmo efeito no nosso cabelo ou rosto, fazendo com que não nos sintamos lindas nem maravilhosas.

Nestes casos, há que ter calma, não entrar em pânico nem dramatizar e, acima de tudo, procurar soluções simples e práticas, capazes de contornar o problema. São precisamente essas sugestões que lhe apresentamos, tendo em conta os vários tipos de corte que pode ter feito.

Cortei o cabelo e arrependi-me. O que faço?


cabelo

1. FRANJA CURTA

Cortou ou fez uma franja, mas afinal não gosta de se ver com esse look? Tenha calma. Enquanto ela não cresce, pode sempre adaptá-la e até disfarçá-la. Escove a franja para o lado alisando bem os fios ou use ganchos, tiaras, molas e outros acessórios de cabelo, capazes de prender a franja.

2. CABELOS DESFIADO

Este tipo de corte pode acarretar um problema: cabelo sem volume e movimento. Neste caso, e para tentar recuperar estas caraterísticas do cabelo, deve fazer uma boa escovagem e, depois, enrolar o cabelo das pontas até a raiz, usando os dedos e separando o cabelo em mechas.

Finalize prendendo com ganchos e borrifando com um pouco de spray seco. Deixe atuar e, em seguida, solte. Finalize com um reparador de pontas e consiga um look com mais volume e movimento.

3. CABELO COM MUITO VOLUME

Se em alguns casos a falta de volume é um problema, outros há em que é a escassez desta caraterística que constitui o problema. A ideia de que os cortes retos ajudam a diminuir o volume, por exemplo, é falaciosa. Portanto, se fez esse corte e o seu cabelo ficou muito armado, pode sempre optar por fazer um outro corte, desta feita em camadas.

Se essa não for opção para si, então invista em finalizadores. Por exemplo, quem tem cabelos encaracolados pode aplicar um pouco de mousse nos fios húmidos e, simplesmente, secar com a ajuda de uma toalha, pressionando os fios das pontas à raiz.

Já para cabelos ondulados, a melhor solução é torcer as madeixas de cabelo ainda húmidas e soltá-las quando os fios estiverem secos. Importante é também usar um champô e condicionador para cabelos volumosos e pentear-se sempre com um pente de madeira de dentes largos.

4. CABELO ESCALADO OU EM CAMADAS

Os cabelos escamados e em camadas têm tendência a espigar o que, naturalmente, não agrada a ninguém. Se sente que isso está a acontecer ao seu cabelo e o desagrada, então passe a esticar bem os cabelos, aplicando antes um protetor e finalizando com um pouco de óleo de argan, do comprimento até às pontas.

5. CABELO DEMASIADO CURTO

Muitas vezes, o problema é mesmo ter cortado o cabelo em demasia e não nos conseguirmos habituar a essa imagem no espelho. Neste caso, há que não dramatizar, pois o cabelo voltará a crescer. Segundo os especialistas, fios bem nutridos podem crescer até 1,5cm por mês. Até lá pode sempre seguir algumas das nossas sugestões, como:

  • Apostar em penteados criativos e com acessórios cheios de estilo;
  • Fazer uma maquilhagem capaz de desviar as atenções do cabelo;
  • Aplicar extensões que podem ser da cor do seu cabelo ou, por outro lado, de um tom contrastante;
  • Alisar bem os fios dá a sensação de um cabelo com um comprimento mais longo.

Dicas para evitar arrependimentos


  • Procure um profissional habilitado, de confiança e experiente que o saiba aconselhar;
  • Evite cortes radicais que mudem em demasia o seu Vá fazendo alterações graduais para que se vá habituando;
  • Use os simuladores de corte online já existentes;
  • Antes de escolher o corte, tenha em conta o seu estilo e o formato do seu rosto.

Veja também: