Publicidade:

Saiba quais são os cremes que as grávidas não podem usar

Nenhuma grávida quer ter estrias, celulite ou manchas na pele, mas quais os produtos a utilizar? Conheça os cremes que as grávidas não podem usar!

Saiba quais são os cremes que as grávidas não podem usar
A hiperpigmentação ocorre em cerca de 90% dos casos de gravidez

Não há dúvidas de que a gravidez é muito desafiante para a pele da mulher, em especial para a pele da barriga. É importante que as gestantes cuidem da sua pele e conheçam quais os cremes que as grávidas não podem usar.

É comum no início da gestação as mulheres questionarem-se se podem continuar a utilizar os seus cremes habituais ou se, por outro lado, devem eliminá-los determinantemente. Se está grávida e não tem a certeza de quais os cremes que as grávidas não podem usar, fique a saber o que dizem os especialistas nesta matéria.

Cuidados com a pele na gravidez


Na gravidez, os cuidados com a pele devem ser redobrados, já que esta sofre grandes transformações, fruto das alterações hormonais e do aumento de peso.

Algumas das principais preocupações das gestantes passam por prevenir de forma eficaz o aparecimento das estrias, da celulite, de manchas escurecidas e de outras alterações cutâneas. Para tal, importa escolher de forma informada e ponderada quais os produtos a utilizar, bem como conhecer quais os cremes que as grávidas não podem usar.

Cuidar do rosto na gravidez

São várias as alterações cutâneas que podem afetar o rosto durante a gestação, nomeadamente: hiperpigmentação (manchas, melasma, pano da gravidez); vermelhidão; alterações na produção de sebo (acne, oleosidade, borbulhas) e aumento da sensibilidade e intolerância da pele.

O surgimento de manchas escuras no rosto é uma das principais preocupações das gestantes e deve-se ao aumento da produção de melanina (pigmento que dá cor à nossa pele). A melhor forma de prevenir o surgimento destas manchas passa pela utilização diária de proteção solar com fator elevado.

Para fazer face a todas estas alterações na pele do rosto, as grávidas devem optar por produtos:

a) Hipoalergénicos;

b) Dermatologicamente testados;

c) Adaptados a peles sensíveis;

d) Com ingredientes suaves;

e) Sem óleos essenciais, cafeína nem vitamina A ou seus derivados;

f) Sem perfume ou com pouco cheiro.

Outra tarefa diária que não deve ser negligenciada pelas gestantes é a hidratação do rosto, que deve igualmente ser feita recorrendo a um creme que se adapte quer ao tipo, quer ao estado da pele da grávida.

Cuidar do rosto na gravidez

Cuidar do corpo na gravidez

Outra das principais preocupações das gestantes é o aparecimento de estrias, tão comuns na gravidez. Geralmente, as zonas mais afetadas são a barriga, as nádegas, as coxas e os seios. Assim, mal a notícia da gravidez se confirma, é importante que a gestante redobre os cuidados com a pele.

De forma a evitar as estrias, mas também a celulite, atente nos seguintes truques:

1. Logo desde o início da gravidez, aplicar emolientes indicados para a prevenção de estrias, em movimentos circulares, uma a duas vezes por dia (opte por produtos recomendados, com substâncias como óleo de rosa mosqueta, karité, abacate, óleo de gérmen de trigo);

2. Se as estrias já estão presentes, aplique cremes específicos para o tratamento das mesmas;

3. Utilize anticelulíticos indicados para o período da gravidez. Aconselhe-se junto do seu médico e do seu farmacêutico, já que grande parte dos produtos não podem ser utilizados durante o período de gestação;

4. Se o seu médico recomendar, utilize meias de compressão/descanso.

Quais os cremes que as grávidas não podem usar?


De forma simples, as grávidas não devem utilizar os cremes cujos constituintes possam ser nocivos para si e para o bebé. Assim sendo, devem optar por cremes suaves, hipoalergénicos e evitar:

a) Cremes com fragrâncias intensas;

b) Cremes que contenham óleos essenciais e substâncias como a hidroquinona, os corticóides, o retinol, o ácido kójico e os alfa-hidroxiácidos (habitualmente presentes nos cremes anti-envelhecimento e anti-manchas);

c) O uso de despigmentantes está igualmente contraindicado;

d) Cremes adelgaçantes e cremes redutores;

e) Cremes autobronzeadores;

f) Cremes que contenham alergénios.

9 conselhos úteis que tem mesmo que pôr em prática!


conselhos úteis que tem mesmo que pôr em prática

Agora que já conhece quais as principais alterações cutâneas na gravidez, os produtos indicados e os cremes que as grávidas não podem usar, não se esqueça de pôr estes conselhos em prática:

1. Evite os banhos de imersão ou demorados e com água muito quente;

2. Utilize produtos de higiene diária indicados para pele seca a muito seca, ricos em substâncias suavizantes;

3. Utilize produtos ricos em constituintes lipídicos e substâncias capazes de reter água na epiderme, tal como a glicerina;

4. Aplique o hidratante fazendo movimentos rotativos: nas coxas, no sentido ascendente, desde o joelho até à anca; no abdómen, de baixo para cima no sentido dos ponteiros do relógio; no peito, do exterior para o interior;

5. Utilize produtos de higiene íntima que respeitem o pH ácido desta zona;

6. Beba muita água;

7. Tenha uma alimentação saudável;

8. Faça caminhadas;

9. Mais vale prevenir do que remediar. Perante a dúvida sobre a segurança do uso de determinado creme ou produto cosmético durante a gravidez deve conversar com o seu médico e o seu farmacêutico que certamente lhe recomendarão uma alternativa viável e segura.

Veja também: