Publicidade:

Como criar bebés felizes e saudáveis: 4 conselhos essenciais

Os bebés tornam-se aquilo que experimentam. Se o início da vida é repleto de sofrimento, o cérebro tem dificuldade em relaxar. Aprenda a criar bebés felizes!

Como criar bebés felizes e saudáveis: 4 conselhos essenciais
Do que é que o bebé precisa nos primeiros anos de vida?

Já viu algum bebé com uma atitude deprimida? Mais apático e quieto do que o habitual e desinteressado em socializar e explorar o mundo à sua volta? Provavelmente sim e esse comportamento não é nada positivo para o bebé. A depressão raramente é diagnosticada tão precocemente, mas a verdade é que pode mesmo começar cedo na infância. Para evitar este e outros problemas tão precoces, importa perceber quais os ingredientes essenciais para criar bebés felizes!

Os bebés esperam companheirismo, afeto, dedicação e atenção imediata. Bebés que têm estas necessidades atendidas têm um desenvolvimento de maior sucesso, sem angústias, com menos danos ao nível da saúde física e mental.

Vamos criar bebés felizes!


Vamos criar bebés felizes

1) O toque constante do cuidador que o segura e protege é essencial;

2) É importante que o cuidador seja muito responsivo às necessidades do bebé: os bebés não têm nenhuma capacidade de autocuidado quando nascem. Precisam que os cuidadores ensinem que para crescer feliz e saudável é importante ensinar o corpo e o cérebro a permanecerem calmos. Quando os bebés sentem desconforto e choram, devem ser atendidos. As crianças precisam que as protejam de situações stressantes, precisam da presença física do cuidador para se acalmarem. Só mais tarde as crianças aprendem a confortar-se sozinhas quando o cuidador não está disponível;

3) Cantar: o seu filho não quer saber se é um cantor profissional ou um cantor só do chuveiro, cantar é importante, cria emoção e diversão. Quando os bebés crescem, cantar ajuda também a desenvolver a memória, novas ideias e vocabulário;

4) Descomplicar: perdemos grandes momentos de alegria e família porque nos distraímos com pequenas coisas que não valem a pena. Em vez de se preocupar com os brinquedos espalhados pela casa, perca-se nos momentos de alegria e carinho com o seu bebé. Divirtam-se juntos, façam castelos na areia, cantem, façam uma caça ao tesouro e desarrumem a casa toda.

Em suma

Muitas vezes, ouvimos os pais dizerem que só querem que os filhos sejam felizes, e apesar da definição de felicidade variar de pessoa para pessoa, o que os pais desejam é que os filhos sintam prazer, se sintam amados, sejam capazes de amar, e sejam fortes e resilientes perante os desafios que a vida lhes coloca.

Não se esqueça: para criar bebés felizes, deve garantir que crescem num ambiente positivo, seguro e feliz. Desfrute do seu bebé, pois ele vai crescer num piscar de olhos e o tempo não volta para trás.

Veja também:

Ana Graça Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Além da Psicologia. é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que traga mais felicidade!