Publicidade:

Descriminação ou discriminação? Conheça as diferenças!

Quando dizer descriminação ou discriminação? Cada uma destas palavras tem um significado específico e convém saber a forma correta. Nós damos uma ajuda.

Descriminação ou discriminação? Conheça as diferenças!
Saiba quando utilizar cada uma destas palavras

Não sabe se deve usar descriminação ou discriminação? Não se preocupe! Na verdade, o erro é muito mais comum do que possa pensar.

Há, efetivamente, vários falantes da língua portuguesa que não sabem quando aplicar descriminação ou discriminação. A boa notícia é que há solução! Basta conhecer o significado de cada uma destas palavras e a forma como devem ser aplicadas, dentro de cada contexto específico. Verá que é bem mais simples do que aquilo que pensa!

Estas são palavras que fazem parte da Língua Portuguesa e estão ambas, de facto, gramaticalmente corretas, relacionando-se com os verbos descriminar e discriminar. São designadas por parónimas, ou seja, aquelas que, na Língua Portuguesa, não têm grafia igual, nem possuem som igual, mas, sendo muito semelhantes, são frequentemente confundidas por aqueles que falam esta língua.

Como estas, existem mais parónimas na nossa língua, como é o caso de “comprimento e cumprimento”, “descrição e descrição”, entre várias outras, que são facilmente confundidas devido às suas semelhanças formais evidentes. Conheça, pois, de seguida, as regras que distinguem descriminação de discriminação.

Usar descriminação ou discriminação?

descriminação-ou-discriminação

1. Descriminação

Este nome provém do verbo “descriminar”, que é uma palavra sinónima de incriminar, significando tirar a culpa a outrem, declarar alguém inocente ou absolver alguém. Outro sinónimo poderia ser “descriminalizar”.

Alguns exemplos para que entenda melhor:

Este partido político defende a descriminação da interrupção da gravidez.
O juiz decidiu-se pela descriminação do réu, considerando-o inocente.

2. Discriminação

Advém do verbo “discriminar”, que significa distinguir, diferenciar, separar, destrinçar. Este ato pode ser levado a cabo com ou sem preconceito. Quando há preconceito, o sentido é de segregação. Nesta ordem de pensamento, a “discriminação racial”, por exemplo, é o mesmo que “segregação racial”.

Exemplos ilustrativos:

Devemos fazer a discriminação dos gastos do mês.
Todo o tipo de discriminação baseada em cor, raça, religião, credo ou género deve ser combatida.

Como pode observar, são, de facto, palavras muito semelhantes. Desta forma, usar descriminação ou discriminação pode mesmo gerar muitas dúvidas e questões.

Se se inclui no grupo de falantes da língua portuguesa que faz esta confusão com frequência, leia e releia a informação acima com toda a atenção. Depois reflita, de modo a assimilar tudo. Verá que nunca mais voltará a cometer o mesmo erro nem se sentirá mais confuso no que toca a este assunto! A Língua Portuguesa pode ser bastante complexa e confusa, por vezes. No entanto, é também verdadeiramente rica!

Veja também:

Catarina Mesquita Catarina Mesquita

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses, Pós-Graduada em Linguística Portuguesa e Mestre em Estudos Portugueses Multidisciplinares, possui experiência de mais de quinze anos ao serviço da educação, da tradução e da escrita.

Saiba tudo sobre emprego