Publicidade:

8 destinos baratos e surpreendentes para descobrir em 2019

Está já a pensar nas próximas férias ou escapadinhas? Então, atente a estes 8 destinos baratos para descobrir em 2019, que vão surpreender.

8 destinos baratos e surpreendentes para descobrir em 2019
Ainda há muito para ver no mundo

Por todo o mundo não faltam locais incríveis para conhecer, mas se procura destinos baratos para descobrir em 2019, então temos 8 boas notícias para lhe dar.

De cidades a países improváveis, não deixe que ideias pré-concebidas o façam colocar de parte alguns destes destinos. Afinal, estes locais bem podem ser a aventura que tanto procura e a oportunidade de conhecer novas culturas e tradições que nos provam como o mundo pode ser tão diferente e ao mesmo tempo tão familiar.

8 Destinos baratos para descobrir em 2019


Cidades diferentes e países impensáveis, mas que fazem parte da lista de destinos baratos para descobrir em 2019.

1. Agra, Índia

taj mahal Fonte: Max Pixel

Basta dizer que este é o estado onde se localiza o mausoléu mais famoso do mundo, totalmente dedicado ao amor: o Taj Mahal.

É um local que está na lista de viagens de muitos, mas apenas como ponto de passagem por uma Índia já de si bastante atrativa. Mas perca-se pelas ruas e pelos mercados para aprender como tudo pode ser ao mesmo tempo tão diferente e tão bonito.

2. Arménia

arménia Fonte: Visual Hunt / zplecakiem

Situada nas montanhas do Cáucaso, a Arménia é uma joia escondida ainda intocada pelo turismo de massa e com muito para oferecer: história rica, vinhas de grande beleza e qualidade, paisagens impressionantes, antigos mosteiros e montanhas que se prolongam muito além do que o olhar pode alcançar.

A capital Yerevan é uma cidade animada, com avenidas largas, restaurantes deliciosos, museus e mercados de rua que vendem artesanato local. Fora da capital, recomenda-se prende-se em Areni, considerada a vinha mais antiga do mundo e o local perfeito para provar vinhos feitos a partir de diferentes frutas, como romã – o símbolo nacional da Arménia, amoras e cerejas.

3. Barga, Itália

Barga Fonte: Wikimedia Commons

A bonita região de Barga é o segredo mais bem guardado da região da Toscana – como se fosse possível existir a perfeição dentro do paraíso.

Ainda longe de ser invadida por turistas, Barga é uma cidade medieval tranquila que leva qualquer pessoa de volta à Itália do velho mundo, onde as vinhas ainda são administradas por famílias e todos se reúnem à volta da mesa em harmonia e felicidade.

Os alojamentos são muito acessíveis e a cultura e arte estão espalhados um pouco por todo o lado, sem ter de se gastar mais por isso.

4. Irão

irão Fonte: Max Pixel

A antiga Pérsia, o local onde Alexandre, o Grande e Genghis Khan governaram, é, ao contrário do que possa pensar, um dos locais mais amigáveis do mundo, pela sua população bondosa e hospitaleira.

Apesar de estar associado a uma das zonas de maior conflito do mundo, o cenário mais tranquilo da atualidade confere alguma liberdade e sensação de proteção a quem visita o país.

E por lá deverá visitar Teerão, Kerman, Yazd, Shiraz, Isfahan e outras antigas cidades persas que remontam ao século 6 a.C. Este país culturalmente rico é o lar de palácios, mesquitas, bazares antigos, jardins elaborados, praças, elegantes mansões, banhos e 19 monumentos classificados como Patrimónios Mundial da UNESCO.

5. Moldávia

moldávia

Se procura aventuras extravagantes na Europa, a Moldávia é o destino ideal. O pequeno país, que parece ter-se erguido entre a Roménia e a Ucrânia, é um dos locais menos visitados do mundo.

Este cenário tem vindo a mudar, devido à aposta do mercado de produção de vinhos, ou não fosse a Moldávia um país com grande tradição nesta área. E para os adeptos de vinhos, é imperdível visitar a maior vinha do mundo, chamada Mileștii Mici e que se prolonga por mais de 240 quilómetros de túneis, onde estão guardados mais de dois milhões de garrafas.

Para quem prefere conhecer a história dos locais, então Orhei Vechi é um mosteiro do séc. XIII imperdível, localizado bem no alto de uma colina, como se mostrasse dono, senhor e protetor de toda a região.

6. Sarajevo, Bósnia e Herzegovina

Sarajevo Fonte: Max Pixel

Dentro de uma pequena cidade há mil anos de história, prolongando-se por ruas de paralelepípedos que remontam ao anel Império Otomano na cidade velha, conhecido como Baščaršija.

Exemplos da Arquitetura austro-húngara decoram bairros limítrofes, conferindo à capital da Bósnia e Herzegovina um charme surpreendente, principalmente tendo em conta que padeceu, até há relativamente pouco tempo, com o mais longo cerco da história moderna no início dos anos 90 durante a Guerra dos Balcãs.

7. Talin, Estónia

Talin Fonte: Max Pixel

Talin é uma alternativa bem acessível para conhecer cidades antigas europeias e ter uma espécie de lição de história ao vivo.
O alojamento é bem mais barato do que acontece noutras cidades do Norte do velho continente, assim como os meios de transporte público, que são, igualmente, bem simples de utilizar.

Entre os pontos imperdíveis da cidade encontramos a cidade velha medieval, classificado como Património Mundial da UNESCO, onde vários músicos de rua oferecem espetáculos gratuitos e nos fazem sentir como se ali há muito pertencêssemos.

Se pretender descobrir mais sobre a cultura e arte folclórica estoniana, não se esqueça de adicionar o Museu ao Ar Livre da Estónia e o Museu de Arte de Kumu ao itinerário.

8. Turquia

capadócia Fonte: Visual Hunt / Jose Javier Martin Espartosa

A Turquia oferece muitos cenários diferentes num único país, sendo o lar de uma das civilizações mais antigas do mundo. Um pouco por todo o lado, há exemplos de história, arte e cultura para absorver e desfrutar.

É um destino muito acessível, mesmo para que pretende visitar a famosa tríade composta por Istambul, Éfeso e Capadócia.

Como vê, mesmo com um orçamento limitado pode ir até muito longe, bem mais longe do que a sua imaginação permite.

Veja também: