Publicidade:

10 dicas financeiras essenciais para Millennials

Sabe quem são os Millennials? Fique a conhecer tudo sobre estes jovens adultos e o tipo de consumidores que são, além das dicas financeiras para este grupo.

10 dicas financeiras essenciais para Millennials
Aprenda a gerir o seu dinheiro

O termo geração Millennials é usado para para categorizar as pessoas nascidas entre 1980 e 2000, tendo sido criado em 1991 pelos autores norte-americanos William Strauss e Neil Howe. A maioria dos Millennials encontra-se, atualmente, entre os 20 e os 40 anos.

Este grupo é considerado a primeira geração de nativos digitais, sendo também designado de geração Y e da Internet, uma vez que os indivíduos que o constituem nasceram na era dos equipamentos eletrónicos, do crescimento rápido do online e do mundo das redes sociais.

Millennials: quem são estes jovens adultos?


dicas financeiras para millennials

É importante para as empresas saberem qual é o perfil da geração Millennials, de maneira a conseguirem percebê-los enquanto consumidores, já que estes possuem padrões de consumo diferentes dos de gerações anteriores e usam outro tipo de canais de informação.

Para tal, terão de ser traçadas as características destes indivíduos nascidos entre 1980 e 2000 para se perceber como adequar os negócios às necessidades de consumo dos Millennials. Esta geração pode ser descrita como:

  • Idealista;
  • Criativa;
  • Mais otimista do que os pais;
  • Mais aventureira e, consequentemente, menos receosa de desafios;
  • Aceita facilmente as diferenças;
  • Exigente a nível pessoal e profissional;
  • Bastante críticas no que respeita às regras da sociedade;
  • Desapegada do dinheiro.

Ao terem em conta todas estas características, muitos dos investigadores afirmam que a geração Millennials tende a obter menos sucesso económico do que os seus pais, pois entram na vida adulta com expetativas que acabam por não corresponder à realidade, o que os desilude.

Este grupo de indivíduos salta de trabalho em trabalho com mais frequência do que ocorria com as outras gerações, estando uma das causas relacionada com o facto de darem menos valor aos líderes e exigirem cada vez mais das empresas.

Clientes geração Millennials

Como nasceram na era da Internet, estes clientes habituaram-se cedo a fazer compras online, através de lojas virtuais, além de usarem igualmente este meio para procurarem informações e compararem produtos e serviços aos melhores preços.

São muitos os empresários que pensam que a geração Millennials não é fiel às marcas, mas na verdade acontece o contrário, segundo as conclusões de alguns estudos realizados até ao momento.

Geração Millennials: 10 dicas financeiras


dicas financeiras para millennials

Quando os jovens adultos se tornam responsáveis pelas suas finanças pela primeira vez, é importante que tenham tido uma boa educação financeira, que deveria ser aprendida na escola e em família. Só assim conseguirão gerir melhor o dinheiro recebido sem se endividar ou enfrentar outros problemas financeiros.

Se faz parte desta geração e sente que teve uma má educação no que respeita ao tema finanças, siga estes conselhos.

1. Comece a poupar

Se a geração Millennials adquirir o hábito de economizar dinheiro, procurará meios para investir ou gastar as suas economias em algo que sempre desejou.

Com a disponibilidade atual de informações e os Millennials tão acostumados com o Google, é possível aprenderem facilmente sobre vários produtos financeiros. Além disso, não devem ter medo de cometer erros e de perderem algumas economias, pois isso irá enriquecer as suas experiências e fazer com que errem cada vez menos.

2. Gaste apenas no essencial

A geração Millennials, tal como todas as outras, deve habituar-se desde cedo a comprar apenas o indispensável e não a ser impulsiva na aquisição de bens que não são necessários. Deverão, desde cedo, começar a tentar distinguir melhor aquilo que é ou não necessário e o que é supérfluo.

Tal não significa que não possam de vez em quando usar o dinheiro para momentos de lazer que lhes tragam felicidade, como uma viagem desejada desde a infância, algumas peças de roupa, entre outras coisas. Mas tudo com conta, peso e medida. Basta conseguir gerir bem o dinheiro.

3. Anote as suas despesas

Faça uma lista do dinheiro que gasta em cada mês, podendo até anotar igualmente onde este foi usado. Depois, basta somar os valores e tentar perceber quais as despesas que pode cortar para conseguir poupar dinheiro. Este é o primeiro passo para melhorar a sua literacia financeira.

4. Tenha um fundo de emergência

Outra dica financeira para Millennials é, a partir do momento em que começar a trabalhar, ir juntando algum do dinheiro recebido e colocando parte dele num fundo de emergência, que poderá ser usado para futuras e inesperadas emergências.

Alguns jovens, ao receberem os seus primeiros ordenados, tendem a gastar tudo em coisas que sempre desejaram e que os pais nunca lhes puderam ou quiseram dar, como viagens ou bens materiais.

No entanto, se não aprenderem a poupar desde cedo, acabam por desenvolver maus hábitos de consumo. É mais fácil poupar em jovem do que quando tiver maiores responsabilidades, como o pagamento do empréstimo de uma casa ou a educação dos seus filhos.

Os especialistas aconselham que o valor do fundo de emergência tenha o equivalente a três a seis meses de ordenado. Assim, se surgir alguma despesa inesperada, ficar doente ou perder o emprego, conseguirá manter-se durante algum tempo e ter tempo para tentar solucionar o seu problema.

5. Preencha o seu IRS

É importante que a geração Millennials aprenda desde cedo como funcionam os impostos e também a fazer sozinha o preenchimento do IRS (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares), para assim não depender de empresas e contabilistas, que têm vindo a ser cada vez mais contratados para tratarem do IRS das famílias.

Atualmente, tudo é mais facilitado por ser automático, sendo apenas necessário seguir os passos e submeter a declaração. Esta dica financeira ajuda ainda a poupar, pois não terá de gastar dinheiro em serviços de preenchimento do IRS.

No entanto, não chega apenas preencher este imposto, pois é igualmente importante perceber o que são os impostos, que percentagem lhes pertencem, quais os valores em jogo e como pode o indivíduo aumentar o retorno financeiro. Só desta forma conseguirá planear o seu futuro.

6. Faça cursos online

A geração Millennials deveria aproveitar a aptidão para a tecnologia através de cursos online sobre economia básica, por exemplo, ou então contabilidade e mercados de capital de empresas, entre outros.

Este tipo de cursos é acessível e até mesmo divertido, sendo assim uma maneira mais eficiente de aprender e ficar atualizado sobre temas financeiros.

7. Analise o seu quadro financeiro

Há quatro coisas básicas que todos devem saber sobre as suas finanças, sendo elas: receitas, despesas, ativos e passivos. Existem ferramentas, muitas delas gratuitas, que conseguem conectar o seu banco, cartão de crédito e outras contas para ajudá-lo, assim, a entender melhor as suas finanças.

8. Aprenda a aplicar o seu dinheiro

Infelizmente, não existe uma educação financeira adequada nas escolas, faculdades ou universidades, e até mesmo em muitas famílias. A maioria das pessoas trabalha por dinheiro toda a vida toda.

Mas saiba que é possível aprender e conseguir que o dinheiro que ganha possa trabalhar para si, de maneira a poder substituir a sua renda de “emprego” com a renda passiva dos seus investimentos. Basta investigar melhor sobre este tema e começar a colocar em prática as dicas pesquisadas.

9. Peça conselhos a alguém de confiança

Apesar de poderem ser encontradas muitas informações sobre economia na Internet, é também importante pedir conselhos a alguém de confiança, como se fosse uma espécie de mentor.

Pessoas com experiência podem ajudar indivíduos da geração Millennials a terem sucesso financeiro. Por isso, encontre assim alguém em quem possa confiar e pergunte o que precisar de saber para melhorar a sua gestão financeira.

10. Compreenda o impacto da sua pontuação de crédito

Para se tornarem empreendedores, os indivíduos da geração Millennials devem compreender que os seus créditos pessoais podem ser o fator que define as suas capacidades de acederem ao capital da melhor forma.

Obter a aprovação para financiamento, por exemplo, pode ser um desafio quando a pontuação de crédito do titular é baixa. Por isso, é importante aprender a ler um relatório de crédito, pois só assim se ficará conscientes da sua pontuação de crédito e perceberá melhor os fatores que a afetam.

Veja também:

Cátia Tocha Cátia Tocha

Formada em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Lisboa, onde concluiu Licenciatura e Mestrado, começou o seu percurso como jornalista na Rádio. Hoje, escreve sobre diferentes áreas e tem já alguns anos de experiência na escrita para meios online.