Publicidade:

6 dicas para comprar um carro usado

Quer comprar carro em segunda mão? Fique a conhecer 6 dicas para comprar um carro usado.

6 dicas para comprar um carro usado
Não compre o primeiro carro que lhe aparecer

Muita gente opta por comprar carros em segunda mão, uma vez que são bastante mais baratos do que os veículos novos. Entre vendas particulares e entre stands, há milhões de viaturas que mudam de proprietário todos os anos. Mas, será que esta compra é sempre um risco? Esteja atento a estas dicas para comprar um carro usado e evite as piores surpresas.

Dicas para comprar um carro usado: guia essencial


1. Faça uma lista de carros que lhe interessam

Pode já ter uma preferência pessoal e específica, mas se não for este o caso, deve preparar uma lista de carros que lhe interessam. Enumere e liste as suas prioridades tendo em conta as suas necessidades e orçamento. Deve considerar mais do que uma marca, especialmente se pretende poupar dinheiro. Eleja, pelo menos, três viaturas.

2. Verifique preços

Os preços variam conforme o local onde tenciona comprar. Pode encontrar carros em segunda mão na secção de carros usados dos concessionários automóveis, através de particulares e vários stands automóveis online. Geralmente, as vendas particulares são aquelas que garantem veículos mais em conta. Mas, lembre-se: deve sempre fazer uma pesquisa intensiva para conseguir o melhor preço.

dicas para comprar um carro usado

3. Peça para ver o historial do carro

A menos que vá comprar a viatura a um familiar ou amigo em quem pode confiar, peça sempre um relatório com todo o historial do veículo. Se o carro tiver um historial desfavorável, quanto mais cedo souber, melhor. Procure obter informações acerca de sinistros e de seguro através do número de identificação da viatura e/ou da sua matrícula.

4. Contacte o vendedor

Assim que encontrar um carro que lhe agrade, não saia a correr para ir vê-lo. Contacte o vendedor primeiro. Assim, tem a oportunidade de começar a estabelecer uma relação com o seu potencial vendedor e terá tempo para ir verificar outras informações acerca da viatura.

Deve aproveitar para perguntar ao vendedor qual é o motivo da venda do carro e se este tem problemas mecânicos. É possível que a pessoa mencione algo que não estava no anúncio, por exemplo, e que altere a sua decisão acerca do carro. A última coisa que deve perguntar é pelo preço e tenha cuidado para não começar logo a negociar. Espere até realmente ver o carro. Se a conversa correr bem, marque uma reunião para ir ver o carro (de dia, de preferência, para que consiga ver bem a condição do automóvel).

Se possível, faça-se acompanhar do seu mecânico.

5. Faça um test drive

Fazer um test drive é a melhor forma de saber se o carro é aquilo que tinha em mente e é, também, uma boa maneira de perceber se o carro está em condições aceitáveis. Verifique se o carro tem espaço, se é confortável, qual é o estado dos pneus, dos travões e do ar condicionado. Demore, pelo menos, meia hora a testar o carro e vá com ele à autoestrada. Depois do test drive, peça ao vendedor para ver os documentos referentes à inspeção da viatura.

6. Saiba negociar

Se o carro correspondeu às expectativas, chegou a hora de negociar. Vá com um número na cabeça mas não comece logo as negociações com ele. Faça uma oferta inicial que seja mais baixa do que o preço máximo que está disposto a pagar e deixe a negociação seguir até que haja um acordo. Depois, é só tratar dos papéis e do pagamento.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.

Também lhe pode interessar: