Publicidade:

Dividir as despesas entre o casal: 4 métodos infalíveis

Se não quer perder os seus dias em discussões intermináveis, descubra como dividir as despesas entre o casal. Conheça as melhores táticas e aplique-as!

Dividir as despesas entre o casal: 4 métodos infalíveis
Descubra qual a melhor técnica a aplicar na sua casa

“A quem é rico não faltam parentes”, já diz o ditado. O dinheiro pode ser uma bênção, mas em alguns casos pode ser fonte de muitas dores de cabeça e de discussões. Nem sempre é fácil saber como dividir as despesas entre o casal, nomeadamente nos casos em que os rendimentos obtidos são bastante díspares.

Na altura de decidir com o é feita a gestão financeira mensal nem sempre é fácil chegar a um consenso: quem define o orçamento, quem paga as contas, como é feita a divisão das despesas…Tópicos bem “quentes” e que podem gerar discordância. Para evitar dissabores, nada como uma conversa franca para criar um plano razoável e que agrade a ambas as partes.

Dividir as despesas entre o casal: 4 táticas ganhadoras


dividir as despesas entre o casal

1. Contas conjuntas

Muitos especialistas na matéria garantem que ter uma conta conjunta é a melhor solução (e a menos propensa a discussões). Cada um dos elementos do casal disponibiliza os respetivos rendimentos na mesma conta e as despesas são pagas com esse dinheiro. Dessa maneira, os dois são responsáveis pela gestão do património e pelo acesso ao fundo financeiro.

Ainda assim, é importante que os dois elementos do casal estejam em total sintonia para garantir que não acontecem discussões à conta de determinada compra ou gasto extra.

2. Despesas divididas ao meio

Se não quer perder a sua independência financeira, pode optar pela divisão matemática das despesas: cada elemento do casal paga metade do valor dos gastos em comum, independentemente dos rendimentos de cada um.

Nos casos em que existem uma grande diferença de salários, esta pode não ser a melhor opção (nem a mais justa), já que um dos elementos do casal acaba por ficar prejudicado e estará sujeito a um maior esforço financeiro.

3. Despesas pagas mediante a proporção dos rendimentos

Mais uma alternativa para quem quer saber como dividir as despesas entre o casal. Através desta opção, quem tem mais rendimentos paga uma maior fatia das despesas.

Por exemplo, o primeiro pagará 60% dos gastos em comum e o segundo elemento do casal apenas 40%. É uma divisão mais justa e serena nos casos em que existe uma grande diferença de rendimentos.

4. Apenas um paga as despesas em comum

Nos casos em que os rendimentos de um dos elementos do casal são imprevisíveis, aquele que aufere um salário fixo poderá ficar responsável pelo pagamento das despesas em comum. Nestes casos, é essencial que o casal encontre as despesas que podem ser reduzidas de forma a evitar qualquer tipo de sufoco financeiro.

Dividir as despesas entre o casal: outras opções


Pagamento selectivo

Neste caso, as despesas são divididas consoante a sua categoria, ou seja, um dos elementos do casal paga a renda e o outro paga as compras mensais do supermercado. Nos casos em que um dos elementos ganha mais do que o outro, será o primeiro a arcar com as despesas mais avultadas (por uma questão de justiça).

Um dos membros assume o controlo das contas

Em muitos casos, apenas um dos elementos do casal assume a gestão das finanças da família. Se não tem jeito ou paciência para esse tipo de controlo diário, esta poderá ser uma boa opção.

Ainda assim, ambos os elementos do casal devem estar envolvidos em todo o processo (de forma a evitar dissabores e discussões em torno das questões financeiras), seja na definição do orçamento familiar ou até mesmo na simples confirmação do estado da saúde financeira do casal.

Veja também: