Publicidade:

Emprego na área social: principais áreas de atuação

Se tem formação ou procura emprego na área social, conheça aqui algumas saídas profissionais, instituições e áreas de atuação. O leque é muito abrangente.

Emprego na área social: principais áreas de atuação
Um apoio em todas as fases da vida: da infância à terceira idade

Área social” – o termo parece algo bem difuso e abrangente, e muitas pessoas questionam-se sobre para que serve, afinal, ter uma formação em serviço social. Saiba que há uma infinidade de possibilidades de candidatura, tal é a abrangência do serviço social. Optar por um emprego na área social é acreditar no desenvolvimento social e na melhoria da qualidade de vida, seja de crianças e jovens em situação de risco, pessoas vítimas de violência e outras tantas situações de vulnerabilidade física, psicológica e social.

Isto é, acreditar que prestar um apoio social ao ser humano, em todas as fases da vida, pode mesmo fazer a diferença.

Emprego na área social: de que falamos, afinal?


área social

Falamos numa atuação em diferentes áreas e tipos de organismos. Um assistente social pode atuar, por exemplo, nas áreas da saúde, educação, justiça, segurança social, habitação, em organismos públicos ou privados, e em outras entidades – como misericórdias, fundações, IPSS, associações de movimentos sociais, sindicatos, cooperativas e associações mutualistas -, tanto na função de trabalho direto com a população e as suas necessidades, como na função de diretor técnico ou assessor.

Também o poder local (autarquias), dado o aumento das suas competências – por exemplo, no apoio aos centros escolares e lares de idosos -, tem vindo a tornar-se num forte empregador dos profissionais de serviço social. Estes profissionais poderão, ainda, exercer a sua atividade em projetos próprios de empreendedorismo, ou regime de profissão liberal, através de assessoria e consultoria.

Área social: Saídas Profissionais

infância

Quem tem formação, ou procura trabalhar na área social, vai encontrar uma diversidade de instituições e serviços aos quais se pode candidatar e/ou seguir para conhecer as suas ofertas de emprego. Conheça alguns deles abaixo:

  • serviços do Estado: na maioria dos ministérios e, particularmente, nos do trabalho e solidariedade social, da saúde, da justiça e da educação;
  • os serviços públicos referidos no ponto anterior abrangem entre outros: os institutos da segurança social, dos equipamentos sociais de apoio à infância, juventude, deficientes e idosos; centros de formação profissional; centros de saúde e hospitais; instituto da droga e toxicodependência; estabelecimentos prisionais; serviços de reinserção social; tribunais e serviços de apoio social nas escolas;
  • autarquias locais (câmaras municipais e juntas de freguesia): nos serviços municipais de habitação, ação social, educação, ação cultural, saúde e recursos humanos;
  • organizações sociais não lucrativas e , ainda, outras associações, cooperativas e sindicatos, como instituições de solidariedade social em diferentes áreas: misericórdias, associações de doentes, cooperativas de habitação, associações de moradores, associações de educação de adultos e de animação cultural, associações de jovens, associações de desenvolvimento rural e diferentes associações de defesa dos direitos humanos;
  • empresas de diferentes ramos de atividade: em serviços sociais, de recursos humanos e de saúde ocupacional;
  • direção e coordenação de programas e projetos sociais.

Como se pode depreender, um emprego na área social representa uma profissão interventiva que procura diminuir as disparidades sociais, visa a defesa e ampliação dos direitos humanos e a justiça social.

Veja também: