Publicidade:

Etiqueta de eficiência energética: o que é e para que serve?

Comum ao espaço da União Europeia, a etiqueta de eficiência energética serve para facilitar a vida dos consumidores. Saiba mais sobre este sistema.

Etiqueta de eficiência energética: o que é e para que serve?
Seja um consumidor informado

Dos 8 aos 80, são muitos aqueles que estão cada vez mais conscientes do mundo em que vivem. Ciente disso mesmo, a indústria tem sabido responder à vontade dos consumidores e tem facilitado a vida de todos os que pretendem diminuir a respetiva pegada ecológica. Assim sendo, é possível saber os consumos de diversos aparelhos eletrónicos através da chamada etiqueta de eficiência energética.

Esta informação é comum na União Europeia e permite descobrir a relação entre o consumo energético de determinado equipamento e a quantidade de energia necessária para cumprir a tarefa.

O objetivo final é simples: garantir que os consumidores sabem quais os aparelhos que gastam o mínimo possível de energia para que a fatura mensal de eletricidade do cliente seja, também ela, a mais baixa possível.

Segundo os últimos dados, a etiquetagem energética permitirá uma poupança de 175 milhões de toneladas equivalentes de petróleo até 2020, o que corresponde aproximadamente à energia primária consumida em Itália, o que significa uma poupança anual de 465 euros na fatura de energia dos consumidores.

O que é a etiqueta de eficiência energética?


etiqueta de eficiencia energetica

Como referido, a etiqueta de eficiência energética foi criada para facilitar a vida dos consumidores. Serve para que, antes da compra, os clientes possam conhecer as características dos eletrodomésticos através de uma classificação bastante simples e eficaz: do mais para o menos eficiente.

Para além da eficiência no consumo de energia, a etiqueta de eficiência energética apresenta mais informação sobre o respetivo produto e respetivas características (como é o caso do ruído que produzem, por exemplo).

A certificação é feita através de um código de cores com sete elementos:

  • A+++ (mais eficiente)
  • A++
  • A+
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G (menos eficiente)

A certificação é regulamentada por lei e é obrigatória para lâmpadas e diversos eletrodomésticos: máquinas de lavar loiça, máquinas de lavar e secar roupa, frigoríficos, combinados e arcas, fornos, equipamentos de ar condicionado, televisores e aspiradores.

Na loja física, cada eletrodoméstico deve apresentar a etiqueta de eficiência energética completa, de modo a que seja visível de imediato para consulta do cliente.

No caso de produtos vendidos em embalagem, a etiqueta deve estar impressa diretamente ou colada no respetivo empacotamento (como é o caso das lâmpadas, cuja classe energética deve estar indicada junto ao preço de venda, enquanto na embalagem deve estar impressa a etiqueta completa).

Em venda online, a etiqueta energética deve estar disponível para consulta via link que permita visualizar a etiqueta completa e a classe energética deve ser indicada junto da ficha de características do produto.

Etiqueta de eficiência energética: sempre bem visível

Esta etiqueta é encontrada nos seguintes produtos:

  • Equipamentos consumidores de energia (equipamentos domésticos, por exemplo) e produtos que não utilizando energia diretamente influenciam o consumo da mesma (reservatório de água quente, por exemplo);
  • Equipamentos com elevada penetração no mercado, com um mínimo de 200.000 produtos por ano em cada categoria de produto;
  • Equipamentos com elevado potencial de redução do impacto ambientas e de consumo energético.

A etiqueta de eficiência energética deve estar bem visível e tem de apresentar toda a informação exigida por lei: por exemplo, no caso dos fornos com múltiplos compartimentos, cada um deles deve ter uma etiqueta própria. Nos casos em que é feita venda por correspondência, também é obrigatória a sua disponibilização ao consumidor.

Esta etiqueta deve, ainda, apresentar os dados relativos a uma estimativa de consumo anual (a forma de cálculo varia consoante a natureza do produto, mas, por norma, é apresentada em kW/ano).

Para evitar cálculos errados, lembre-se que a etiqueta energética de eficiência serve para comparar equipamentos da mesma categoria e que desempenham as mesmas funções: assim sendo, pode comparar a classe energética de duas máquinas de secar roupa e nunca de uma máquina de lavar e outra de secar.

Por exemplo, no caso das máquinas de lavar roupa, os equipamentos de classe B podem consumir cerca de 21% a mais de energia do que outro da classe A.

Os equipamentos mais eficientes são mais caros?


A resposta é: “nem sempre”. Assim sendo, tem mesmo de fazer uma pesquisa de mercado para garantir que compra o melhor equipamento ao preço desejado.

É possível encontrar equipamentos de classe C mais caros do que eletrodomésticos da classe A.

 No entanto, mesmo tendo de pagar mais por um eletrodoméstico mais eficiente, o investimento acabará por ser recuperado na redução do consumo energético de sua casa.

Etiqueta Classe +


Recentemente, a ADENE – Agência para a Energia – desenvolveu uma nova etiquetagem energética chamada Classe +. Uma iniciativa destinada a certificar os componentes dos edifícios que não possuem etiqueta de eficiência energética europeia, como é o caso das janelas, os isolamentos e as tintas.

O primeiro produto classificado segundo este sistema foram as janelas. Na prática, uma janela com a etiqueta Classe + significa maior poupança energética, melhor insonorização e maior isolamento térmico.

A substituição de uma janela vulgar por uma janela com etiqueta Classe + com a classificação “A” pode reduzir os gastos e perdas energéticas em, pelo menos, 50%. Dependendo da quantidade, dimensões e caraterísticas das janelas, a fatura de eletricidade pode baixar consideravelmente.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].