Publicidade:

Afinal, o exercício físico excessivo faz bem ou mal à saúde?

Tudo na vida deve ser feito com peso e medida – e o desporto não é exceção. Fique a saber o que é o exercício físico excessivo e os sintomas.

Afinal, o exercício físico excessivo faz bem ou mal à saúde?
Não precisa de exagerar na prática desportiva para ver resultados

Inscreve-se no ginásio e começa a treinar duas vezes por semana. Depois passa a três e, mais tarde, já vai cinco dias por semana ao ginásio. Quando dá por si treina todos os dias e, quem sabe, até mais do que uma vez por dia. O conceito pode soar estranho mas o exercício físico excessivo é uma realidade e é importante que saiba quais os efeitos desta prática para não ter surpresas.

Já se sabe que quem foge aos treinos fica de consciência pesada mas, ainda assim, é preciso existir um equilíbrio no que se refere à prática física. Afinal, quem não quer retirar resultados positivos depois de tanto esforço? A partir de agora tenha atenção aos sintomas e ajuste as suas idas ao ginásio.

Exercício físico excessivo: tudo aquilo que precisa de saber


saiba tudo sobre o exercício físico excessivo

Todos os dias se ouve falar em dietas, dicas de treino e os efeitos nocivos de não seguir um estilo de vida mais saudável. De facto, toda a vida ouvimos horrores sobre o sedentarismo, não é verdade? O que pode não saber é que o inverso também é verdade: pode exagerar-se na prática desportiva e o exercício físico excessivo consegue ser bastante prejudicial à saúde.

Se não conhece o conceito não se preocupe, até porque esta não é uma síndrome fácil de reconhecer. Quando o esforço físico supera a capacidade de resposta do organismo o corpo responde de forma defensiva – e é a estas respostas que deve estar atento, sejam elas físicas ou psíquicas.

Habitualmente, as pessoas que caem no erro do exercício físico excessivo são aquelas que interrompem os treinos durante um longo período de tempo e, de repente, decidem retomar sem ter em conta esse intervalo e os seus efeitos. No fundo, não pode querer voltar ao corpo que tinha antes apenas no espaço de uma semana, por exemplo.

Então quantos dias deve treinar por semana? Bom, isso varia de pessoa para pessoa, já que depende do seu estilo de vida, do seu estado de saúde geral e dos seus objetivos. De qualquer forma, treinar em dias alternado parece uma boa prática. Caso queira aumentar a prática desportiva, o importante é que não treine intensivamente mais de 3 dias seguidos.

Sintomas

conheça os sintomas doexercício físico excessivo

Existem alguns sinais que demonstram claramente que existe um esforço excessivo. O truque é estar atento ao comportamento do seu corpo e perceber se algo está diferente do habitual. Claro está que, assim que identifique algum destes sintomas, deve reduzir a frequência e a intensidade dos treinos – pode até ser necessário ter acompanhamento médico:

  • Cansaço extremo e anormal;
  • Perda de fôlego durante o treino;
  • Tremores;
  • Movimentos involuntários dos músculos;
  • Dores musculares fortes;
  • Insónias;
  • Depressão;
  • Tonturas;
  • Alterações no apetite;
  • Ansiedade.

Importa referir que, em alguns casos, pode ser necessário que o indivíduo interrompa os treinos durante um período de tempo que pode chegar aos 6 meses.

Veja também: