Publicidade:

4 dicas para explicar tempo sem emprego no CV

Quando se candidata a uma posição numa empresa, provavelmente terá de explicar tempo sem emprego no CV, e deve fazê-lo da melhor forma.

4 dicas para explicar tempo sem emprego no CV
Não permita que esta questão prejudique a sua candidatura

Se vai a uma entrevista de trabalho, deverá estar bem preparado para explicar o tempo sem emprego no CV, de modo a não sair prejudicado e perder a oportunidade por que tanto esperou. Para tal, há dicas a ter em consideração e que o ajudarão nesta tarefa, além de que o irão tranquilizar.

Perante esta situação de ter de explicar tempo sem emprego no CV, procure, antes de mais, manter a calma e ser sempre honesto para com o entrevistador. Na verdade, mentir só o iria prejudicar, e não é isso que pretende, certo? Efetivamente, ocultar algo ou mentir apenas jogaria contra si, pois, de certo, seria descoberto e, como consequência iria perder a credibilidade. A exclusão do processo de recrutamento é quase sempre imediata após a descoberta de uma mentira.

Não se poderá esquecer que a forma como irá explicar este tempo será alvo de uma avaliação que primará pelo rigor, uma vez que aqueles que o contratam precisam de conhecer bem o seu perfil profissional. Portanto, acima de tudo, opte sempre por dizer a verdade e não espere que esses espaços de tempo sem emprego passem despercebidos perante o recrutador, porque isso não irá, de facto, acontecer. Mais vale ir preparado e prevenir do que remediar!

Como agir, então, para explicar tempo sem emprego no CV?


explicar tempo sem emprego no cv

1. Problemas de saúde

Se tiver passado por um problema de saúde que o impediu de trabalhar durante um dado intervalo de tempo, deverá contar o sucedido ao entrevistador, que, certamente, entenderá. Passe a informação de que já está completamente recuperado desse problema e completamente apto para trabalhar.

2. Problemas familiares

Se passou por um problema familiar grave, como a doença e/ou morte de um familiar direto, deverá fornecer esta informação. Ninguém poderá julgá-lo por isso. Pode até ter parado um tempo de trabalhar para se dedicar a um filho, nos primeiros anos de vida. Bastará explicar a situação ao recrutador.

3. Situação de desemprego

Se esteve em situação de desemprego, explique a razão, seja por despedimento coletivo, porque a empresa fechou portas, porque o seu posto de trabalho foi extinto, ou devido a cortes financeiros. Contudo, não deverá, em hipótese alguma, tecer comentários negativos acerca de empresas onde trabalhou anteriormente.

4. Licença sabática

Se durante um tempo decidiu tirar uma licença sabática para estudar, para fazer voluntariado, ou mesmo para viajar, esteja certo de que isso não será motivo para ser colocado de lado pelo recrutador. Até poderá ser uma mais-valia para a empresa todos os conhecimentos que adquiriu durante essa licença sabática.

Como pode verificar, explicar tempo sem emprego no CV pode não ser o bicho de sete cabeças que tanto o preocupa. Na verdade, ser sincero e explicar o que na realidade se passou é o mais importante, para que o recrutador perceba o seu lado, e a sua oportunidade de ouro não lhe escape por entre os dedos! Já sabe: não se esqueça de manter sempre a calma e verá que o sucesso tão sonhado finalmente chegará!

Verdade acima de tudo

Não se precipite na hora de responder. Lembre-se que tem um motivo para aquela pausa no seu CV. Seja sincero na razão, não importa qual seja. Uma mentira ou exageros não ajudam em nada. Antes pelo contrário. E atenção: se o recrutador não o questionar sobre o assunto, também não o mencione. Se ele não o fizer é porque não vê necessidade.

Veja também:

Catarina Mesquita Catarina Mesquita

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses, Pós-Graduada em Linguística Portuguesa e Mestre em Estudos Portugueses Multidisciplinares, possui experiência de mais de quinze anos ao serviço da educação, da tradução e da escrita.