Febre nos animais: aprenda a identificá-la!

Tal como os humanos, também os animais podem contrair doenças e infeções. A febre nos animais é uma das respostas do organismo a estas situações.

“sponsored by fidelidade”
Febre nos animais: aprenda a identificá-la!
Quando tem febre, o gato pode não manifestar muitos sinais

De forma geral, a febre funciona como mecanismo de defesa do organismo no combate à infeção e habitualmente é sinal/sintoma da presença de uma doença. Corresponde a um aumento da temperatura corporal acima dos valores normais e a sua causa deve ser identificada e tratada. A febre é um sintoma comum e não é exclusivo dos seres humanos, podendo também atingir os animais. Vamos então conhecer as especificidades da febre nos animais.

Febre nos animais


A febre nos animais é um importante sinal de alerta, que indica que algo não está bem ao nível da saúde e que deve ser agendada uma visita ao veterinário. Mas qual é afinal a temperatura corporal normal no cão e no gato? Quais as principais causas da febre nos animais? Como podemos saber que os nossos fiéis amigos estão com febre? Há sinais e sintomas que devemos conhecer? Há forma de medir eficazmente a febre no cão e no gato? É isso que vamos descobrir!

Será que o meu cão tem febre?

A temperatura corporal considerada normal no cão é entre 38 e 39ºC

Tal como nos humanos, também nos cães a febre é sinal de que algo não está bem ao nível da saúde. Se tem em casa um destes fiéis amigos de 4 patas convém saber identificar quanto este está com febre, de forma a poder atuar o mais rapidamente possível.

A temperatura corporal considerada normal no cão é entre 38 e 39ºC. Assim sendo, considera-se que o cão tem febre quando a sua temperatura corporal supera os 39ºC. Todavia, há situações em que os nossos amigos caninos podem não apresentar a temperatura média usual, nomeadamente as fêmeas a ponto de parir e os cães com idade mais avançada.

As causas da febre apresentada pelo cão podem ser imensas, pelo que na presença deste importante sintoma convém consultar o veterinário para que o animal possa ser devidamente avaliado e tratado. Algumas das causas mais comuns da febre no cão são:

a) Um golpe de calor;

b) Presença de uma infeção, viral ou bacteriana;

c) Reação à toma de determinada vacina;

d) Consumo de substâncias impróprias para o animal, como por exemplo, ingestão de algum produto tóxico;

e) Distúrbios no sistema imunológico.

Identificar que o seu cão está com febre pode não ser tarefa fácil, já que se alguns animais manifestam determinados sinais, outros não manifestam sinal algum. Alguns dos sinais de febre mais comummente exibidos pelos cães são os seguintes:

a) Tremores intensos;

b) Vómitos;

c) Nariz seco e extremamente quente;

d) Diminuição do apetite;

e) Atitude mais apática e sonolenta face ao habitual.

Se o seu cão manifesta alguns destes sinais que indicam a presença de febre saiba que a melhor forma de medir a sua temperatura corporal é através do recurso a um termómetro especial para a via retal.

Apesar de a maior parte destes termómetros retais serem digitais e flexíveis, não representando qualquer perigo para o cão, deve sempre certificar-se de o lubrificar antes de utilizar, devendo assegurar-se de que o cão fica o mais quieto possível. Este processo dura cerca de 2 minutos e o temporizador irá indicar quando a medição estiver terminada.

Agora que já confirmou a presença de febre no seu cão lembre-se sempre que a pessoa mais qualificada e indicada para descer e tratar a febre nos animais é o veterinário. Lembre-se de que a febre é apenas um sintoma e que importa descobrir qual a sua causa. Não caia na tentação de dar qualquer medicação ao seu cão para a febre baixar, a menos que tal lhe seja devidamente indicado pelo veterinário.

Será que o meu gato tem febre?

quando o gato está com febre apresenta-se mais apático

A febre nos animais, sejam eles gatos, cães ou outro animal é, tal como nos humanos, um sintoma comummente associado à presença de infeção, ao qual devemos dar importância.

Muitos amantes de gatos utilizam como termómetro o nariz do gato, ou seja, acreditam que se o nariz do felino estiver quente e seco é sinal de que a febre está presente. Ora, apesar da temperatura no nariz estar de facto relacionada com a temperatura corporal, a melhor forma de saber se o gato tem febre passa por medir-lhe a temperatura retal com um termómetro, aparelho este que deve ser recomendado pelo veterinário, bem como deve estar informado da forma correta de o utilizar.

Tenha em atenção o facto da temperatura corporal dos gatos ser habitualmente mais elevada do que nos seres humanos, embora a temperatura corporal possa variar conforme a espécie do felino em questão. De forma geral, quando o gato está com febre apresenta-se mais apático e com menos apetite, podendo também mostrar-se mais descuidado com a sua higiene ou ter comportamentos fora do comum.

As causas da febre no gato podem ser infeciosas ou não, pelo que na presença de febre deve procurar o veterinário para que seja realizado um bom diagnóstico diferencial e respetivo tratamento.

Veja também: