Publicidade:

Férias escolares de verão: 10 coisas para fazer em família

Em tempo de férias escolares de verão, todas as sugestões para ocupar o tempo são bem vindas. Veja as que temos para si e aproveite o tempo em família.

Férias escolares de verão: 10 coisas para fazer em família
Ideias para aprender e brincar

As tão aguardadas férias escolares de verão, as maiores do ano, estão aí. Sobra tempo para fazer tudo e mais alguma coisa, pelo menos para os mais pequenos. Para pais, avós, tios ou outros familiares disponíveis (ou com alguma disponibilidade) para acompanharem as suas crianças e jovens, deixamos algumas ideias simples e divertidas para estes longos dias de verão.

Quando falamos de férias escolares, pensamos em bons momentos passados com aqueles de quem mais gostamos. Isso permite descansar da escola, desenvolver outras capacidades e competências não menos importantes e, ainda, criar memórias.

De uma forma ou de outra, mais ou menos vezes, aproveite (ou permita aproveitar) bem este tempo de férias escolares dos mais pequenos. Afinal, tem muitos dias para desfrutar, dado que o próximo ano letivo apenas terá início entre 10 e 13 de setembro. Já agora, relembramos as principais datas do calendário escolar para 2019-2020:

  • 1º período: de 10/13 de setembro a 16 de dezembro;
  • 2º período: de 06 de janeiro a 27 de março de 2020;
  • 3º período: de 14 de abril a 4/19 de junho de 2020.

10 atividades para fazer nas férias escolares


família

Nesta lista irá encontrar atividades para fazer e locais para visitar, de modo a proporcionar boas e memoráveis experiências aos mais pequenos.

1. Acampar

Acampar é sempre uma atividade que gera grande entusiasmo. Além do contacto com a natureza, o facto de dormir numa tenda é, para as crianças, uma experiência muito especial. Pode fazê-lo num dos muitos parques de campismo ao longo do país  (no litoral ou no interior), ou mesmo no próprio jardim ou quintal. Em qualquer das situações, ainda que com um diferente grau de aventura, será sempre muito divertido.

2. Jardim Zoológico

Quem não se recorda, com emoção, da primeira vez que visitou o jardim zoológico? Pois bem, esse pode ser um excelente programa em família, para um dia inteiro de descobertas, experiências e muitas memórias.

Além do Zoo de Lisboa, há outras possibilidades, como por exemplo, a norte, o Zoo Santo Inácio, bem próximo da cidade do Porto.

3. Portugal dos Pequenitos

No centro do país, em Coimbra, encontramos um espaço muitos especial para os mais pequenos. Falamos do Portugal dos Pequenitos, uma espécie de Portugal em miniatura que, além das brincadeiras, permite saber mais sobre o nosso país.

Esta é sempre uma experiência que ficará, certamente, gravada na memória.

4. Oceanário de Lisboa

Miúdos e graúdos encontram no Oceanário um cenário encantador e onde apetece sempre regressar. A sensação de “mergulhar” no mundo de muitas espécies marinhas, onde se encontram os “terríveis e assustadores” tubarões, não deixa nenhuma criança indiferente.

5. Festivais de verão

Todos ou quase todos os festivais de verão estão pensados para receber famílias, com opções direcionadas para esse publico específico. Se gosta de música e pretende fazer um programa diferente, por que não levar a família a um festival? Os mais pequenos vão gostar.

família

6. Praias fluviais

Além das muitas e belas praias da longa costa portuguesa, há ainda praias fluviais únicas que conseguem juntar vários ingredientes capazes de proporcionar uma verdadeira aventura, sobretudo a crianças e jovens que vivem na cidade.

Na Serra da Estrela, por exemplo, encontramos, entre outras, a praia fluvial do Vale do Rossim, com parque de campismo e uma beleza natural ímpar. À noite, pode ainda aproveitar para observar as estrelas, bem visíveis no alto da montanha.

7. Turismo rural

Visitar uma quinta e contactar com animais, ter noção das tarefas do campo, dos cheiros e texturas que compõem o espaço, resultam em experiências sempre especiais e que facilmente se gravam na memória para a vida.

quintas pedagógicas, quintas rurais abertas a visitas do público ou até mesmo a quinta dos avós ou de outro familiar ou amigo, que pode e deve visitar com os mais pequenos. As férias escolares servem para ganhar outro tipo de bagagem que não se consegue alcançar nas salas de aula.

8. Fazer um piquenique

Ora lá está uma das atividades básicas para o período estival. Logo que o sol começa a dar um ar da sua graça, apetece ir para a rua estender a toalha e jogar à bola. Aproveite, escolha um sítio bonito, de preferência com relva, sombra e muito espaço e faça um piquenique. Todos gostam e vão querer repetir. Chama-se a isto, tempo de qualidade.

9. Fazer um herbário

Por que não aproveitar o período de férias para entrar mais a fundo no mundo da exploração da natureza, conhecendo novas plantas e animais?

Planeie um percurso pela natureza, faça uma caminhada e vá recolhendo plantas ao longo do percurso. Explique às crianças o que é, qual a sua eventual utilidade, permita-lhes cheirar e tocar. Já em casa, prepare uma base e exponha os vários exemplares devidamente identificados. Assim, terá um herbário, uma atividade que junta desporto, diversão e conhecimento.

10. Apanhar lixo

Limpar está na ordem do dia. Apanhar o lixo da praia, da cidade ou da própria rua é um ato de enorme civismo que representa um bem comum. A recolha do plástico, assim como outros materiais poluentes pode ser uma boa ação para realizar em família, além de estar a incutir nos mais novos o espírito de cuidador do ambiente, natureza e planeta.

Estas são apenas algumas ideias do que pode fazer com os seus filhos, durante as férias escolares. Há um sem fim de possibilidades que pode considerar. Basta pesquisar o que existe na sua área de residência e decidir, em família, os programas a cumprir.

Boas férias!

Veja também:

Elsa Santos Elsa Santos

Formada em comunicação, conta com uma vasta experiência na área. Do jornalismo ao marketing digital, a escrita é o elo comum. Apaixonada por histórias, tem desenvolvido, nos últimos anos, diversos projetos de storytelling, copywriting e locução. É mãe de duas crianças, o que não lhe dá superpoderes, mas a obriga a estar permanentemente ligada.

Saiba tudo sobre emprego