Publicidade:

15 incríveis festivais tradicionais da Europa para conhecer

Os festivais tradicionais da Europa permitem conhecer melhor a história da região e entrar em contacto direto com a população. Conheça alguns exemplos.

15 incríveis festivais tradicionais da Europa para conhecer
Portugal também está na lista

Há tantos eventos de verão para animar os dias mais longos e tornar as férias ainda mais divertidas e saber quais são alguns dos melhores festivais tradicionais da Europa é algo imperdível.

Desta forma, poderá integrar a comunidade local, perceber a sua história, costumes e fazer parte de uma festa que nunca esquecerá.

Nesta lista de festivais tradicionais da Europa temos exemplos muito diferentes, alguns divertidos e outros mais irreverentes e até Portugal faz parte desta lista.

Top 15 dos festivais tradicionais da Europa


festivais tradicionais da europa

Já pensou em agendar as férias de verão de acordo com os festivais tradicionais da Europa? Desta forma, além de conhecer novas cidades, irá entrar em contacto com os seus costumes mais antigos. Descubra 15 bons exemplos.

Festival Itinerante L Burro i L Gueiteiro, Douro

Este festival viaja por entre as aldeias portuguesas do município de Miranda do Douro e celebra as idiossincrasias de um distrito isolado pela sua paisagem selvagem, nomeadamente a sua raça única de burro e a tradição do menestrel errante.

Um grupo de até 20 burros de cabelos desgrenhados desfila por duas aldeias escolhidas a cada ano e por lá decorrer concertos e banquetes de carnes fumadas locais, bem regadas com vinho tinto do Douro.

Quando: 25 a 29 de julho

Festival de Ukulele, Unetice – República Checa

O ukulele pode ter se tornado a arma preferida do hipster, mas essa celebração do básico ao instrumento é um assunto simples e decorre em Unetice, uma pequena vila a cerca de 20 minutos de Praga.

Manda a tradição que os músicos, locais e internacionais, se reúnam para um fim de semana descontraído de comida japonesa, regada com cerveja fresca.

Quando: 28 e 29 de julho

Santa Marta de Ribarteme, Galiza – Espanha

Durante este festival na Galiza rural, os espanhóis devotos que sobreviveram a uma experiência de quase morte no ano anterior, seja doença ou acidente, são exibidos em caixões pelas ruas como forma de agradecimento a Deus e a Santa Marta de Ribarteme, a patrona do evento, por estarem vivos.

Os caixões são seguidos pelos parentes e amigos vestidos de preto, numa procissão que reproduz um funeral espanhol, mas que na verdade é uma forma de celebrar a vida, com muita música ao vivo, comida e bebida para assinalar o momento.

Quando: 29 de julho

Festival de Lavanda, Provença – França

O festival que celebra esta planta começa com uma exibição de fogos de artifício sobre o rio e é seguido por quatro dias de festividades sempre com o mesmo tema: desfiles, marchas e atuações de bandas, carros alegóricos cobertos de flores e um baile noturno na praça principal desta cidade termal.

A par das atividades, há todo um comércio com produtos de lavanda nas suas mais distintas utilizações, desde decorativas até alimentares.

Quando: de 3 a 7 de agosto

Semana Medieval, Visby – Suécia

Durante todo mês de agosto, a ilha de Gotland recua no tempo para a Idade Média e Visby, a maior cidade, torna-se numa espécie de mini-reino que celebra a herança medieval da Suécia durante a “Medeltidsveckan”, ou seja, a Semana Medieval.

No total, são mais de 500 eventos em sete dias, que incluem atividades tão divertidas como torneios de justa, compras em mercados medievais, ouvir os contadores de histórias, rir de palhaços da corte, assistir a espetáculos de fogo e maravilhar-se com mágicos.

Quando: de 5 a 12 de agosto

Valfino al Canto, Abruzzo – Itália

Este ano decorre a 23ª edição no Valfino al Canto, um festival que celebra a música folclórica de toda a Itália, mais propriamente na vila medieval de Arsita, por onde passam inúmeras bandas, artistas de rua e grupos de dança.

A música tradicional ainda faz parte da vida rural da Itália, com várias gerações de famílias a desejar participar neste festival de três dias, com uma atmosfera discreta e com muito vinho italiano à mistura.

Quando: de 9 a 11 de agosto

Festa da Assunção, Ilhas Espórades – Grécia

O festival acontece em Alonissos e começa de manhã com uma missa em honra da Virgem Maria, seguindo-se uma reconstituição de um casamento tradicional, completo com trajes vibrantes e muitos doces, ao início da noite.

O ritual do casamento começa com a visita do padrinho à casa do noivo, acompanhado de músicos tradicionais, que tocam enquanto caminham pelas ruas de paralelepípedos para ir buscar a noiva, reunindo uma procissão atrás deles enquanto se dirigem à igreja. Após a cerimónia.

Quando: 15 de agosto

Festa de la Saint-Louis, Languedoc – França

Desde 1666, que o porto de Sète celebrando o santo padroeiro em grande e com muito barulho. A cidade encena os torneios de água nos canais durante o verão, mas é durante o festival de agosto que ocorre o pico do evento: lanceiros, em pé sobre uma plataforma na popa de um barco impulsionado por remadores, tentam bater uns nos outros na água. O festival terminal com uma grande exibição de fogo de artifício.

Quando: de 23 a 28 de agosto

Festas do Pereiro, Ribatejo – Portugal

Nesta festividade dança-se até ao amanhecer na praça da cidade e ruma-se para a procissão dominical da Virgem, logo pela manhã.

As ruas estreitas são decoradas de parede a parede com flores de papel e toda a aldeia de Pereiró celebra o seu santo, mas também a Nossa Senhora da Saúde, que é levada num carro alegórico pelas ruas cheias de alecrim.

Quando: de 24 a 26 de agosto

La Ducasse d’Ath, Valónia – Bélgica

Este festival tem mais de 700 anos de existência e há muito que escapou das suas origens religiosas, mas Golias, o gigante, continua a ser a estrela.

O desfile dos gigantes retrata o casamento da figura bíblica e sua luta com David, interpretada por um menino local. O grande dia é o último domingo de agosto, quando sete gigantes, músicos e um cavalo gigante carregado por 16 pessoas desfilam pela cidade.

Quando: 24 de agosto a 8 de setembro

Armata, Ilhas Sarónicas – Grécia

Feetsy Spetses foi a primeira ilha grega a levantar-se contra o domínio otomano em 1821 e, para celebrar o feito, anualmente, no segundo fim de semana de setembro, toda a ilha se reúne no porto para a reconstituição da épica batalha naval de 1822, na qual a frota turca foi derrotada.

O local enche-se de barcos de pesca iluminados por velas, que vagueiam lentamente para o mar, cercando um modelo de navio turco que é cerimonialmente iluminado, enquanto uma enxurrada de fogos de artifício e música dramática quase cala a multidão que grita.

Quando: de 1 a 8 de setembro

Festival Largs Viking, North Ayrshire – Reino Unido

A Batalha de Largs em 1263 foi o último confronto continental entre os escoceses e os vikings e todos os anos é exaltada neste festival, que começa com um desfile, completo com flautistas e uma escaramuça reencenada.

No fim de semana do festival, decorre ainda uma procissão iluminada por tochas, uma recriação de batalha completa, criação de uma vila de história Viking e muito fogo de artifício.

Quando: de 1 a 9 de setembro

Festival Subotina, Buzet – Croácia

Este festival começa com uma omelete de trufas gigantes preparada na praça da cidade, assinalando-se assim o começo da temporada de trufas brancas em Buzet, uma pitoresca cidade no norte da Ístria.

No dia seguinte, toda a cidade se veste com roupas tradicionais ou trajes de época e compartilha a herança e a atmosfera do passado, nomeadamente carpintaria e cestaria, enquanto os habitantes locais cantam em dialeto próprio e dançam ao som dos acordeões que ecoam pelas ruas de paralelepípedos da cidade velha.

Quando: 8 e 9 de setembro

Festival da Uva, Sardenha – Itália

Itália é um dos países que melhores vinhos produz em todo o mundo, como tal, um festival que celebra esta bebida não é de todo descabido.

O evento realiza-se desde o final o séc. XVIII e consiste na junção de famílias produtoras de vinho, que vestem roupas históricas para celebrar a colheita da uva. E tudo gira em torno deste fruto: dos objetos decorados às cores e enfeites das vestimentas da população.

No final, os carros que transportam as uvas são abençoados na basílica de Sant’Elena, no centro da cidade, e entregues em grandes quantidades para os espectadores se deliciarem.

Quando: 15 de setembro

Feira de gado e Festa de São Mateus, Cádiz – Espanha

Estas duas atividades são as últimas grandes festas para terminar o verão em beleza. Villamartín oferece a combinação típica de Andaluzia: uma feira de gado durante o dia e muita animação durante a noite – algo que se realiza já desde o séc. XVI.

Se durante o dia pode assistir a concursos tradicionais de cavalos e carruagens, demonstrações de equitação e apresentações de flamenco, à noite a população veste-se com roupas de flamenco e toma conta do festival da feira, celebrando com música, comida, bebida e muita alegria.

Quando: de 20 a 24 de setembro

Preparado para embarcar numa viagem rumo a, pelo menos, um dos festivais tradicionais da Europa?

Veja também: